Não, eu não estou revoltada com a Apple e, muito menos, deixei de gostar de seus produtos! Mas simplesmente não estou vendo muito nexo nas coisas… Vamos por partes: eu já havia escrito aqui que eu não precisava de um iPhone 5, considerando que tenho o 4. E realmente não preciso, não com as mudanças que foram feitas no dispositivo. Quase nada de diferente e que chame muita atenção! No iPad mini – com lançamento agendado para hoje, não sei ao certo o quanto de mudança teremos com relação ao iPad comum, mas mesmo sem saber já adianto que não rola mesmo comprar um desses.

 

Quem tem iPhone e iPad sabe que nada mais no mundo se faz necessário para dispositivos portáteis. Um iPad mini seria uma redundância incrível e vai satisfazer apenas a necessidade dos compulsivos de plantão e dos que precisam pagar um pouquinho menos – imagino eu que ele será mais barato né?

 

Mas enfim, não acho realmente que para os que gostam desse tipo de coisa, será uma grande jogada não, ter um iPhone resolve seus problemas imediatos do dia a dia, pesquisas rápidas, chama menos atenção nas ruas dos grandes centros e possui ainda a função de telefone (é incrível a inversão de valores, não é?. De qualquer forma, o iPad em viagens é simplesmente fantástico, você consegue blogar com ele – em qualquer plataforma – guardar muitas e muitas fotos e muito mais. É seu super caderninho de bolsa.

 

Eu nunca vi função para o iPod, considerando que o iPad é muito igual a ele e tem a mesma função musical e de aplicativos, agora vejo menos função ainda nessas coisas que a Apple está inventando. Se for realmente para atingir outras classes da sociedade, que seja colocado um preço bem em conta então, porque senão, terá sido um investimento gigantesco em um produto que continuará sendo acessível por poucos. Vamos ver o que nos aguarda!