Nem todas as invenções são um sucesso comercial. Muitas vezes elas nem veem a luz do dia. Mas e quando elas se dão mal, porém um tempo depois o mesmo conceito é relançado – com melhorias, claro – e se torna um sucesso? Hoje vocês vão conhecer 5 ideias que foram uma decepção no seu lançamento, mas foram aprimoradas e relançadas com muito sucesso anos depois.

Apple Newton

A Apple estava passando por dificuldades no início da década de 90. Sem seu criador – Steve Jobs havia sido chutado em 1985 – a empresa enfrentava uma provável falência iminente. Em meio a tudo isso, ela lançava diversos produtos em diferentes áreas na esperança de salvar sua situação financeira, e em 1993 foi lançado o Apple Newton, um PDA com tela sensível ao toque, memória flash e reconhecimento de escrita. Devido ao alto preço e problemas de hardware, o produto não alcançou sucesso e ficou pouco tempo no mercado. Mas você conhece outro produto da própria Apple que também possuiu essas funções? Tomando o Newton como base, foi lançado o iPad em 2010, criando uma nova visão para o mercado de tablets e iniciando a “era pós-PC”.

Nintendo Virtual Boy e Sega VR

A tecnologia de realidade virtual é planejada desde os anos 70. Mas em 1993 a Sega vislumbrou o uso da tecnologia no mundo dos videogames e anunciou o Sega VR, óculos que se acoplaria ao Mega Drive e permitiria vermos os jogos em realidade virtual. Apesar de terem sido criados vários protótipos, uma versão comercial nunca chegou a ser lançada. Porém, em 1995 a Nintendo lançou o Virtual Boy, que seguia a mesma premissa mas seria um console próprio. O aparelho chegou a ser lançado, mas foi um fracasso comercial e fez a indústria esperar para a tecnologia ser aprimorada antes de qualquer outra novidade. Em 2012 um produto chamou a atenção no site de crowdfunding Kickstarter: o Oculus Rift. Desde então a tecnologia VR voltou a ser pesquisada e ano passado a Sony anunciou o Playstation VR, que finalmente coloca as gigantes do mundo dos games de volta a essa área. Ainda não sabemos se a novidade será um sucesso, mas está sendo muito esperada e muitas coisas estão sendo anunciadas para o lançamento.

IBM Simon

Hoje os smartphones são parte do nosso dia, é muito dificil ver alguém que não tenha pelo menos utilizado um na vida. Mas qual foi o primeiro smartphone lançado? Você pode pensar em um Blackberry ou um Nokia em 2002, mas veio muito antes disso. A IBM lançou, em 1994, o IBM Simon, um híbrido entre o PDA e os celulares da época. Ele possuia funções de agenda, calendário e tela touchscreen – algo que muitos PDAs possuíam – mas com um diferencial: ele realizava chamadas. Apesar de toda a tecnologia, o alto preço e as limitações tecnológicas da época (a bateria só aguentava 60 minutos de ligação) minaram o sucesso do Simon, que caiu no esquecimento. Hoje nem é preciso dizer o sucesso dos smartphones e tudo que eles representam na indústria.

Nokia N-Gage

Ainda falando do mercado de smartphones, a Nokia lançou em 2003 o N-Gage, seu primeiro smartphone. Ele tinha uma proposta ousada: seria uma celular dedicado aos jogos. e ainda contaria com funções diferenciadas para a época, como um player MP3, rádio FM, um navegador de internet e um cliente de emails. O celular chegou a receber títulos de peso, como Call of Duty, FIFA e King of Fighters e em eu lançamento o PSP e o Nintendo DS ainda não tinha sido anunciados. Mesmo com todas essas vantagens, o N-Gage foi um fracasso comercial. Na época os smartphones eram voltados para executivos e o adicional dos jogos não era interesse. Além disso, seu design complicava a realização de chamadas, que era o principal foco dos celulares. Não chegamos a ver nenhum projeto tão parecido com o da Nokia, um smartphone voltado para jogos, porém depois da popularização das lojas de aplicativos no Android, iOS e Windows Phone os smartphones se tornaram conhecidos também por seus jogos, sendo até considerados concorrentes dos consoles portáteis.

Apple Interactive Television Box

Em 1994, ainda em seu período de instabilidade, a Apple trabalhou em outro projeto que parecia ser promissor: o Apple Interactive Television Box. A empresa fechou contratos com diversas firmas de telecomunicação ao redor do mundo e projetou seu primeiro set-top box para TVs. O aparelho consistia em um computador Macintosh modificado que podia ser conectado à sua TV, permitindo gravar programas, voltar e avançar e até mesmo escolher o que o consumidor queria assistir. Sem maiores explicações a Apple descontinuou o projeto e ele nunca chegou a ser lançado, havendo somente alguns protótipos na Europa e nos Estados Unidos. A ideia hoje é decisiva para muitos compradores na hora de comprar uma TV, e nós a conhecemos como Smart TVs. Com programas como Netflix e Youtube, podemos escolher o que queremos ver e ter total controle sob a reprodução. A Apple ainda lançou um novo set-top box, o Apple TV, a Google possui o Chromecast e muitas outras empresas embarcaram na ideia, tanto que até nossos videogames se tornaram um centro de mídia nos dias atuais.

Lembra de alguma outra invenção que foi um fracasso, mas se tornou base para outros sucessos? Não deixe de comentar aí embaixo, na nossa página no Facebook e nas outras redes sociais: Como diriam agora Cris e Panda: é tudo COXINHANERD (tudo junto mesmo!).

Leia mais sobre Tecnologia

Compartilhe: