Hoje é dia do inventor, e cá estava eu: “O que posso escrever sobre isso?!”. Aí resolvi ouvir o ótimo álbum da banda atual do Slash, o “Apocalyptic Love”. Estou deitado, ouvindo o ótimo timbre de sua GIBSON, e me veio a cabeça todo o carinho e admiração que os músicos tem por essa marca, por esse instrumento… PERAÍ! Podemos falar de quem INVENTOU e APERFEIÇOOU os instrumentos musicais! Que gênio eu sou!

 

No nosso texto de hoje, focaremos em dois dos principais de uma banda comum: Guitarra e baixo. Na parte dois, que algum dia deve sair, talvez no dia do inventor do ano que vem, falaremos da bateria e do teclado. Cada instrumento desse obviamente foi criado por alguém e foi sendo aperfeiçoado durante os anos, com diversas formas de construção, montagem, acabamento e afinação. Vamos começar com a estrela de sempre, a queridinha…

 

GUITARRA

 

Falar quem inventou a guitarra é impossível. Lógico, a mesma veio do violão e da cítara. Alias, o nome “guitarra” pode ter sua origem diretamente ligada a palavra “cítara”, já que instrumentos desse tipo foram levados pelos asiáticos(sempre eles) para Espanha no Séc. IX. Mais importante do que falar quem inventou a guitarra de fato, é falar de quem a aperfeiçoou. Dizem que um tal Antonio de Torre deu forma a guitarra mais ou menos como conhecemos, que é um “violão” com um “microfone” embutido para captar e amplificar o som.

 

E aí começa a brincadeira. Porque teve alguém que inventou o CAPTADOR. O captador é aquela paradinha que fica no corpo do instrumento e que tem diversas formas. De acordo com o material usado na construção e a maneira como ele é posicionado, chegamos a vários timbres e tons. Trabalhando em cima disso, Les Paul criou uma tosca guitarra que no futuro viria se tornar um modelo icônico em todo mundo.

 

 

Na mesma epoca de Les Paul, um cara no Texas também se dedicava a essa arte. Seu nome era Leo Fender. Fender inventou a “telecaster” e a guitarra mais famosa de todas, a “stratocaster”.

 

 

Esses dois pavimentaram uma Estrada percorrida por outros fabricantes, criando marcas respeitadas como Jackson, Dean e outras.

 

 

BAIXO

 

O baixo passa quase que despercebido por muita gente. A grande maioria acha que é mais um guitarra no palco ou simplesmente não consegue entender o que bulhufas um cara tá com aquele troço ali no palco. Basicamente, o baixo é o alicerce. É ele quem vai ligar os instrumentos mais melódicos, como guitarra e teclado, com a bateria e percussões em geral. O baixo é quem dá o swing e o grave da música.

 

O baixo elétrico, o mais comum de todos, (adivinha?!) foi invenção de Leo Fender. Ele viu, que com o advento da guitarra e das melhorias na amplificação do som das big bands, os baixistas também precisavam estar plugados. Então ele fez um instrumento baseado na telecaster com as cordas mais graves e a diferença nos captadores.

 

 

Temos também o baixo acústico, mais utilizados na música erudita, jazz e big bands.

 

 

Tem também o baixolão, muito usado em acústicos!

 

 

Nos próximos textos, vamos partir para o teclado e para especialidade da casa, bateria! Até a próxima minha gente.

 

Perfil Jefferson

Jefferson Montenegro

Não consigo me dar bem com instrumentos de corda…
Facebook | Twitter