Escolha uma Página

INFINITY TRAIN!

Na última sexta-feira tivemos a oportunidade de conversar com Owen Dennis, criador e cartunista de Infinity Train. A animação do Cartoon Network promete surpreender a todos os fãs brasileiros assim como faz sucesso lá fora. 

Extremamente surpreso e feliz pela receptividade do público brasileiro, Dennis revelou o significado que a produção tem em sua vida. 

Foi a primeira vez que eu criei um show de televisão, então foi uma experiência de muito aprendizado. Tudo relacionado a isso parece como um grande novo capítulo da minha vida, é como se o meu conto de fadas tivesse começado agora. Eu consigo marcar as coisas como antes de Infiinty Train e depois de Infintiy Train.

A reação foi muito grande, ainda é estranho. As pessoas sabem quem eu sou, me pedem para autografar coisas e me dizem o quanto eu significo para elas. Eu não estou preparado para lidar com isso, eu sou apenas um cartunista. Significa uma mudança de vida.

Ainda esse ano, Dennis negou a comparação de One One, seu personagem, com um droid de Star Wars. Mas quando o assunto foi inspiração, ele não titubeou:

Doctor Who, com certeza. Eu costumava ver quando era criança. Meu pai tinha fitas na estante e eu apenas via episódios aleatórios, era muito confuso, mas uma grande inspiração. Assim como Mist, um jogo dos anos 90. Eu nunca olho para as coisas e penso nelas como uma grande inspiração para algo. Quando eu gosto de algo eu penso no tom, na maneira como foi feito e é isso que eu tento trazer, o sentimento de fazer algo.

Quando perguntado sobre o projeto Infinity Train, Owen narrou a trajetória que teve com Tulip.

Eu penso nesse projeto há um tempo, desde 2010. Desde então eu venho trabalhando nele. Coloquei de lado por um tempo, mas decidi trazer de volta. Pensei que poderia ser um ótimo show, então por que não trazê-lo de volta? E é engraçado ver pronto, porque eu não decidi que estava na hora, decidiram por mim e agora, quando eu vejo, consigo perceber todos os erros que mais ninguém percebeu.

Quando você escreve, precisa pensar em você mesmo naquela situação. Então sim, eu me imaginei pegando o Inifintiy Train. E a vida não é do jeito que muitos shows mostram, com todos os seus amigos te ajudando, oferecendo ajuda. Não é assim que funciona, nós temos altos e baixos, ficamos felizes e tristes. Isso é uma pessoa. Eu apenas quis fazer algo realista

Infinity Train estreou em novembro deste ano.