Você já parou pra se perguntar de onde um artista tira seu nome artístico? Muitos ficam óbvios, como Jão e Cher, que apenas encurtaram seus nomes de batismo. Outros, como Elton John (Reginald Dwight) e Freddie Mercury (Farrokh Bulsara), explicam em seus filmes o porquê de não seguirem com o nome que nasceram. Um outro exemplo clássico é o de Lady Gaga.

Uma das maiores cantoras da atualidade, vencedora do Oscar por Shallow, não nasceu com o nome que você a conheceu. Lady Gaga é Stefani Joanne Angelina Germanotta, nascida em Nova York em 1986. Ao assinar um contrato com o produtor RedOne, começou um grupo chamado Stefani Germanotta Band, com alguns amigos da universidade. Quando o sucesso começou, Stefani conheceu o produtor musical Rob Fusari, que mudou sua vida.

Ele o ajudou a compor suas primeiras músicas e para Fusari, as habilidades vocais da cantora se comparavam a Freddie Mercury. Todo dia quando ela chegava ao estúdio, Fusari cantava Radio Gaga e para ele, era sua canção de entrada.

Ela estava no processo de criar o seu próprio nome artístico quando recebeu uma mensagem de Fusario com os dizeres “Lady Gaga”. O produtor pretendia enviar Radio Gaga, mas o corretor automático mudou para Lady. A resposta da cantora veio em seguida: “É isto”. A partir daquele dia, Stefani nunca mais foi chamada pelo nome de batismo.

Stefani ou Lady Gaga, não tem como negar: que mulher!

LEIA MAIS SOBRE MÚSICA