CONFIRA NOSSA CRÍTICA (SEM SPOILERS) DA QUINTA TEMPORADA DE HOUSE OF CARDS!

House of Cards foi a primeira série original de sucesso da Netflix. Lá em fevereiro de 2013, quando nem todo mundo conhecia ou assinava o serviço e bem antes da empresa ser essa queridona que é hoje, o drama político chegou já abalando, com uma história sombria, instigante, inesperada e muitas vezes assustadoramente parecida com a realidade.

Após quatro temporadas, nosso querido e odiado Frank Underwood passou a perna em diversas pessoas, matou direta e indiretamente tantas outras e chegou a presidência derrubando seu antecessor. Mas depois de tantos crimes cometidos, será que é possível se safar sem nenhum arranhão?

Mesmo que Frank tenha sido meticuloso em cada passo de sua trajetória, alguns antigos “amigos” começam a perceber toda a verdade por trás dos Underwood, e não tinha como isso acontecer em pior momento, já que as eleições estão cada vez mais perto.

A quinta temporada de House of Cards mantém o tom político e sombrio principalmente das duas temporadas anteriores, com alguns ensinamentos interessantes sobre como funciona a política nos EUA. Frank continua falando com o espectador em certos momentos – principalmente quando precisa explicar algum pensamento ou ação que está tomando – e isso ajuda demais a entender algumas passagens.

Claire já estava se tornando cada vez mais misteriosa, mas nessa temporada nós ficamos sem ter ideia do que se passa na cabeça da primeira-dama. Está claro que ela não está feliz com o atual posto e quer logo se tornar vice-presidente, mas seu relacionamento com Frank, que nunca foi muito bem explicado, fica cada vez mais confuso (e isso é ótimo!).

Já Frank, o presidente dos EUA, está totalmente focado em conseguir declarar guerra ao ICO (o Estado Islâmico do universo da série) para poder distrair a população, que começou a questionar algumas pontas soltas de sua suja trajetória, e conseguir votos nas eleições presidenciais. Mas como o congresso está dividido e muitos políticos e antigos personagens começam a descobrir os podres do presidente, a tarefa se prova cada vez mais difícil.

A quinta temporada de House of Cards não perde as características que levaram a série ao sucesso: é fria, sombria, instigante e inteligente, ao mesmo tempo que nos faz pensar ser bem possível acontecer tudo aquilo na vida real. Inclusive é inevitável deixar de lembrar da situação política atual, tanto no Brasil quanto no mundo, como falamos neste vídeo. E ao fim de cada episódio, temos o mesmo pensamento que nos acomete ao fim de cada episódio de qualquer série da Netflix: preciso assistir ao próximo AGORA!

A quinta temporada de House of Cards já está disponível na Netflix e merece MUITO ser maratonada o quanto antes possível!

Veja mais sobre Netflix e Séries

Compartilhe: