O Homem-Aranha é um dos heróis mais queridos do mundo. Isso não é uma conclusão difícil de ser tomada, é só olhar para praticamente todo canto que você verá algo relacionado ao herói, principalmente depois da sua entrada para o Universo Cinematográfico da Marvel.

Mas o que faz o Teioso, como é comumente chamado pelos fãs e personagens de suas revistas, ser tão adorado assim? Isso é uma resposta mais simples ainda: ele é um grande sofredor.

Peter Benjamin Parker, gênio mas que sofreu bullying na escola, pobre, que ganha seus poderes de uma forma bem dolorosa (sim, experimente ser picado por uma aranha. Agora imagine essa aranha sendo um ser geneticamente modificado) e que acaba ganhando uma trajetória trágica nas páginas dos quadrinhos.

Tirando todos seus super-poderes, nós vemos somente uma pessoa comum, que pode ser seu vizinho, seu melhor amigo ou até você mesmo. E é justamente isso que faz de Peter um herói tão amado pelo povo.

Mas também não podemos esquecer do fato que, por sua história trágica, nós nos apegamos ao pequeno cabeça de teia. Trágica sim! Para quem não sabe, além do que já citei ai em cima, Peter já teve, além de seu Tio Ben assassinado (como já cansamos de ver nos cinemas), sua primeira namorada, Gwen Stacy, morta em seus braços por conta de “um erro de cálculo” seu, já viu sua tia casar com um dos seus maiores inimigos, viu seu melhor amigo se transformar em seu maior nêmesis, também se viu do lado errado de uma das maiores guerras entre heróis até hoje vistas.

Não ache que sua história trágica é só isso. Já morreu, já ressuscitou, já morreu no corpo de um vilão, já teve um vilão no seu corpo (e sendo um Homem-Aranha melhor que ele) e o mais trágico, teve que fazer uma troca com Mephisto pela segurança da sua família, que depois de revelar sua identidade ao mundo durante os eventos de Guerra Civil, seus vilões colocaram um alvo nas costas da Tia May e de sua esposa, Mary Jane. O preço dessa troca? Seu casamento nunca teria existido para o mundo, mas ele manteria suas memórias sofrendo com a falta MJ ao seu lado.

E mesmo assim, sofrendo a esmo, ele não desiste de jeito algum, e que, simplesmente, nos deixa cada vez mais encantados com suas histórias, assim como adoramos ficar ao lado de nossos pais, irmãos, amigos e de todos que amamos.

Peter é um herói do povo, para o povo, pensado no povo. Sofre como qualquer um de nós, que grita, chora, sente raiva, ódio, mas que também ama a vida, tanto que a Mjolnir não o considera digno por ele não conseguir matar uma alma viva sequer.

Mas o sofredor cresceu, ficou rico, tem uma esposa e uma filha, mas mesmo assim, não deixa de ser amado por todos nós.

Veja mais sobre Homem-Aranha

Compartilhe: