Escolha uma Página

Capítulo 03 – A força de uma Gorila!

No último capítulo:Cris deixou seu par de fones de ouvido embolados cair e preparou-se para desviar para o lado. Mas ao ver que Motti estava estático se jogou por cima do amigo. Por sorte a criatura não conseguiu desacelerar e passou direto pelos garotos que haviam deitado no chão ao lado de deus pés. O monstro se virou e fez seu ritual novamente para tentar uma nova investida e pisotear os garotos. A diferença era que, dessa vez, eles não teria como desviar.

Confira agora o capítulo de hoje:

A cada passo que o Canavar dava, os dois jovens, ainda jogados no chão, sentiam tudo vibrar e o fim se aproximar. Ao sentir um pé ao seu lado Cris fechou seus olhos e esperou pelo impacto. Nesse instante a criatura foi surpreendida e arremessada para o lado para uma enorme armadura rosa, que parecia crescer mais a cada segundo. O tamanho da roupa fez com Motti e Cris ficassem completamente protegidos de qualquer detrito que voasse após o monstro atingir o prédio no qual foi jogado.

Na primeira chance que tiveram rolaram para o lado e se esconderam atrás de uma caçamba de lixo. Na perna esquerda da armadura era possível ler a inscrição “Gori 16“. O Canavar se levantou do chão, balançou o corpo para se livras das pedras que haviam grudado e começou uma nova investida, destruindo tudo que tivesse em seu caminho. Gori encostou com sua mão em seu capacete, firmou as pernas no chão e se preparou para o impacto. Uma onda de choque acertou a lixeira e fez os garotos andarem para trás e ficarem no meio da rua observando a situação.

– Oque vocês estão fazendo aí? – Gori gritou olhando para Cris enquanto segurava a força daquele monstro – Vão embora agora!

– Ela tá certa, Motti! A gente tem que sumir daqui! – Cris começou a andar para trás tentando puxar seu amigo para longe da briga.

– Você só pode estar brincando! – Motti soltou sua mão do aperto de Cris – Essa é a Gori, cara! Ela luta pela Atomis já tem tempo. E aquele ali é um C-7 novinho em folha, nem machucados ele tem direito! Tenho que ficar pra ver essa luta.

O Canavar amarrou seus braços entorno da armadura rosa e pulou para o alto, aproveitando a altura para arremessar Gori em cima de um carro, espalhando destroços por todos os lados. Ao levantar, a soldada usou a tecnologia de sua roupa para aumentar o tamanho de seu punho e socar a barriga do monstro, que caiu pra trás. No instante que teve, ela tirou uma bola roxa de seu cinto e arremessou sobre a criatura, deixando-na coberta de gosma.

– Problema resolvido, Luke! – Gori disse ao tocar em seu capacete. – Pode enviar a equipe de extração.

Cris e Motti viram sua armadura reduzir e se tornar algo mais como uma roupa de ginástica nada convencional. Ela se aproximou dos garotos com raiva nos olhos, segurou o rapaz pelo braço e começou a falar. Nesse meio tempo Motti aproveitou para fugir para o mais longe possível, deixando seu amigo para trás.

– Você estava aqui quando essa coisa chegou? – Ela perguntou com um pouco mais de calma na voz.

– Eu… Eu… – Cris sentia seu braço tremer de tanto medo – Eu estava aqui. Ele chegou querendo atacar a gente.

– Porque vocês não foram embora na hora que eu mandei?

– Meu amigo quis ficar. Disse que não iria perder uma luta de um C-7.

– Na próxima vez me escute e vá embora. Agora saia daqui, a equipe de extração já está chegando, eles vão fazer um bando de perguntas se virem um civil no meio de uma luta minha.

Cris ouviu sirenes se aproximando ao fundo e começou a correr, mas não reparou que sua bolsa havia caído onde agora era uma cratera no asfalto. Ele se escondeu atrás do carro onde Gori caiu e decidiu esperar por uma oportunidade. Enquanto estava lá sentado pensando na raiva que estava sentindo de Motti, ele começou a prestar atenção na conversa que a soldada estava tendo com Luke, que liderava a operação Nebula 2.

Algumas palavras que ele ouviu acabaram se perdendo, pois ambos usaram termos técnicos para definir a categoria na qual o Canavar se encaixava. Gori falou sobre Motti para Luke com certa desconfiança em sua voz. Ela parecia não acreditar que o garoto soubesse tanto assim de monstros. Seu chefe pareceu não se importar, mas ainda tentava entender o motivo para a criatura aparecer no meio da cidade sem que houvesse uma grande concentração de pessoas.

Foi então que Cris lembrou de suas pesquisar sobre os Canavar. Ele sabia que aqueles bichos precisavam se alimentar, mas não havia pensado do que. A partir da fala de Luke ele concluiu que os monstros se alimentavam de sangue, assim como os vampiros, por isso não matavam brutalmente e sim sequestravam suas vítimas. Normalmente os ataques eram rápidos, no escuro, foi então que ele notou que algo errado estava acontecendo.

Depois de quase 1 hora sentado, Cris desistiu e correu para casa enquanto se esgueirava entre os carros na tentativa de chegar a esquina sem ser visto. No meio do caminho ele puxou seu celular e fez um telefonema para Motti.

– O que você estava pensando pra me deixar lá sozinho? – Cris gritou enraivecido.

– Eu não podia ficar. Meu pai ficou chateado só de saber que o meu melhor amigo ia fazer o estágio da Atomis. Ele quer que eu fique nos negócios da família.

– Então vai trabalhar com essas porcarias ilegais que seu pai, e os amigos dele, trabalham. Só fica longe de mim.

Cris desligou o telefone antes que pudesse ouvir a resposta de seu amigo. Aos poucos a raiva de Motti foi passando, e outros pensamentos invadiram seu cérebro. Sua cabeça estava focada demais na cena que acabara de ver. Eram muitos mistérios, mas ele pretendia resolver todos, seja com a Atomis ou não. Por que um Canavar estava na cidade em plena luz do dia? Por que Henry Borsa e seus amigos do ramo faziam questão de esconder seus negócios? A cada segundo que passava ele conseguia pensar apenas em conseguir o estágio e mostrar para todos lá dentro que ele era capaz de fazer parte dos Nebula. Esse era o futuro que Cris Mendez queria para si mesmo!

Não perca o próximo capítulo “Marte começa a mudar” aqui mesmo, no Coxinha Nerd!

Confira o próximo capítulo clicando no link abaixo:

HERÓIS DAS TERRAS VERMELHAS | MUDANÇAS EM MARTE – CAPÍTULO 04 DO ORIGINAL COXINHA NERD!

APROVEITE PARA CONHECER NOSSO CANAL DO YOUTUBE:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: