GAME OF THRONES | Filhos da Floresta e Guerra com primeiros homens!

*** PREPARADOS PARA MAIS UM TEXTÃO??? O/ ***

A série Game of Thrones teve sua estréia em 2010 através do canal pago HBO e foi adaptada a partir dos livros escritos pelo autor George R. R. Martins. Firmando-se com uma temporada por livro ate sua quinta temporada e pudemos ver, resumidamente, vários núcleos abordados ao longo de seu enredo. Elenco, figurino, áudio e efeitos sempre impecáveis, nos levaram há um mundo novo, cheio de tramas complicadas e fantasia, o que acabou por fazer da produção da série uma das mais caras e também rentáveis das ultimas décadas.

Com os atrasos na publicação dos dois últimos volumes, o seriado acabou por ultrapassar o enredo dos livros e trouxe a tona muitas revelações importantes, como por exemplo, a criação do “Rei da Noite” pelos “Filhos da Floresta” a milhares de anos atrás, fato esse mostrado através das “Visões Verdes” do personagem Bran Stark; o que acabou por deixar muitos fãs da série confusos com relação à linha temporal dos eventos.

Sendo assim, resolvi juntar algumas informações pra você, que assim como tantos outros, não teve a oportunidade de ler os livros, e a partir desde, possa entender melhor como e porque o enredo de GOT esta seguindo essa linha de acontecimentos.

Para iniciarmos, sem duvida é necessário compreender como era a vida em Westeros muito antes da jornada vivida pelos personagens que hoje amamos tanto.

Como são poucas as informações da época da “Longa Noite”, estou me baseando nas lendas e contos passados de geração em geração que são citados ao longo dos capítulos dos livros de Martin, assim como alguns detalhes do livro extra “O Mundo de Gelo e Fogo”.

Tudo se iniciou a milhares de anos atrás, mais ou menos há doze mil anos antes do enredo atual das Crônicas de Gelo e Fogo; o continente de Westeros era terra livre, onde os animais selvagens, os gigantes e as “Crianças da Floresta” dividiam igualmente os seus benefícios.

*CURIOSIDADE 1: na série esses seres são chamadas de “Filhos da Floresta”; ocorreu essa alteração para que o telespectador não as confundisse com crianças pequenas, visto que os que aparecem na série são já seres adultos e de idade muito avançada.

Os Gigantes os chamavam de “o povo esquilo”, não somente pela estatura, mas também devido a sua agilidade em escalar as arvores.

Sabe-se que eram pequenos *sendo descritos como nunca mais alto que uma criança em desenvolvimento; seres semi-humanos e com rostos redondos e delicados; de cor de pele escura e olivada, com leves manchas mais claras que lhes auxiliavam nas camuflagens junto à vegetação; suas orelhas era maiores e mais pontudas, lhes permitindo a escuta a longas distancias; olhos grandes de tons dourados, esverdeados ou avermelhados, com pupilas verticais *esse traço é responsável por ótima visão noturna; de uma beleza reptiliana única e jamais vista em nenhum outro continente conhecido; suas mãos têm apenas três dedos e um dedão, com afiadas garras negras no lugar das unhas; viviam entre pântanos; cavernas e pequenas vilas escondidas entre as arvores; seu sustento vinha do que a terra dava e usava ferramentas a base de pedra; vestiam camisas feitas de folhas entrelaçadas com cascas de arvore, e assim se mentiam camufladas caso fosse necessário. O tempo médio de vida, ninguém sabe ao certo, porem, a personagem “Folha” parece ter milhares de anos.

São descritos como sendo um povo com uma rica e profunda conexão com a natureza; em batalhas, as crianças portavam arcos e armas de obsidiana (*o popular “vidro de dragão” tão falado nessa sétima temporada), porém também usavam magia.

CURIOSIDADE 2: as lendas afirmam que eram conhecedores de “magia pura” e sua conexão com o “divino” era intensa; possuíam o poder sobre as feras da floresta, habilidade de vestir a pele de animais * o que na minha interpretação seria como os Wargs/troca peles que vemos citados nos livros, que são capazes de levar a mente para dentro de alguns animais; alguns tinham o raro dom de ver o passado/presente/futuro (*parecido com as visões verdes que nosso amado Bran Stark tem) e eram excelentes cantores, suas canções traziam lagrimas aos olhos de quem tinha o prazer de conhecê-las.

Eles acreditavam que os chamados “Deuses Antigos” viviam dentro das “Árvores Represeiro” (*grandes arvores de caule branco e folhas tão vermelhas que lembravam o sangue fresco; também conhecidas como “Arvores Coração”) e a pedido desses “Deuses”, as crianças da floresta esculpiram rostos em seus troncos, para que assim, as divindades pudessem observar e estar mais próximas dos seres vivos da floresta. Os rostos nas arvores permitia aos “Deuses” estarem em todos os locais da mata ao mesmo tempo, dando-lhes a segurança da proteção divina; as crianças também acreditam que após a morte seus espíritos iriam se juntar aos “Deuses” e que suas folhas são as almas dos seus antepassados.

O primeiro contato com o ser humano se deu há menos de doze mil; os chamados “primeiros homens” vieram explorar o novo continente, não se sabe ao certo de onde, mas muitas lendas alegam que fizeram a travessia pelo braço que ligava os continentes *hoje é a área conhecida como Dorne; e trouxeram com eles, além de aço e cavalos, os seus novos deuses; eles foram os primeiros humanos a pisar nas terras de Westeros e falavam a chamada “Língua Antiga”, um dialeto áspero que ainda é usado pelos gigantes e alguns selvagens “pra além da muralha”; eles usavam cavalos, manejavam espadas e grandes escudos para proteção em batalha; viviam em pequenos vilarejos separados, mas se uniam quando uma ameaça os rondava; seguiam algumas leis básicas como, por exemplo: a lei da hospitalidade, onde o anfitrião deve servir as visita, mesmo não gostando muito dela, comida deve ser servida , bebida e um descanso seguro devem estar disponíveis caso o visitante necessite ficar, receberiam proteção assim que adentrassem a casa.

CURIOSIDADE 3: essa lei ainda existe em Westeros e foi quebrada por Walder Frey durante o “Casamento Vermelho”; a Casa Frey é considerada nos livros uma casa desonrada justamente por ter rompido com uma das mais respeitadas “Leis” ainda vigentes no continente.

Outra lei muito respeitada no Norte é a que se um homem for para ser executado devido a crimes cometidos, aquele que deu a sentença deveria ele mesmo brandir a espada; tal costume ainda é mantido principalmente pela Casa Stark.

Assim que se instalaram na nova terra, os “primeiros Homens” se assustaram com as árvores que possuíam rostos; mas o medo não foi o suficiente para impedi-los e centenas de milhares de arvores foram cortadas para dar espaço a plantações de grãos e a criação de pequenos animais. As crianças da Floresta interpretaram esse ato com uma declaração de hostilidade, visto que as arvores era o mais sagrado e divino que seu povo tinha, assim, a guerra deu inicio.

Os primeiros homens eram fortes, maiores em estatura e mais avançados em campo de batalha, desse modo, a guerra prosseguia a favor deles.

Com toda sua ferocidade os primeiros homens continuavam a queimar as árvores represeiro sem piedade, pois temiam que as Crianças da Floresta os espionassem através delas. A guerra foi violenta e longa. Os “videntes verdes/worgs” que as “crianças” tinham em suas tribos, recrutaram os animais da floresta para ajudá-los.

CURIOSIDADE 4: lobos gigantescos e ursos de neve, águias e leões das montanhas, serpentes imensas e enormes mamutes, foram utilizados atrás dos poderes de Worg que muitas crianças da floresta possuíam e isso foi fundamental, tanto como meio de espionar os primeiros homens, como também para demonstra um poder que eles não compreendiam.

Porem, nada fazia os “primeiros homens” recuarem… Em seu desespero, as crianças usaram sua magia para destruir o “Braço de Dorne” que ligava os continentes na tentativa febril de impedir o avanço dos estrangeiros; segundo as lendas, as crianças oraram a seus deuses para que enviassem o martelo das águas para esmagar o Gargalo, e o transformaram em ilhotas que existem ate hoje na região; no entanto não foi suficiente para impedir o avanço dos primeiros homens e temendo a extinção, as crianças da floresta se juntaram para um ultimo e desesperado ato de magia, que transformaria os números de homens contra eles. *Muito se especula se esse ultimo grande ritual seria o mesmo que vimos na série em uma das visões que Bran Stark tem enquanto esta treinando para ser o novo “Corvo de Três Olhos”. Ao retornar de sua visão Bran Stark questiona “Folha” do porque ela e os outros fizeram aquilo com aquele homem e ela responde apenas que era para defesa,defesa contra você… o homem!

Muitas teorias foram levantadas a partir desse momento, alegando que essa “arma” criada pelas crianças seria o atual “Rei da Noite” que vemos no seriado e junto a seu poder, as crianças conseguiram afastar por algum tempo os primeiros homens, no entanto, com o passar dos anos, ele ganhou independência e decidiu por si, abandonar e se afastar da guerra entre os seus criadores e os homens, mantendo-se isolado nas “terras de sempre inverno” por muitos e muitos anos.

As intensidades dos confrontos entre as crianças da floresta e os primeiros homens foram diminuindo com o passar do tempo, tanto que ambos os lados permaneceram cada um em seu território por longas estações. Depois de mais de dois mil anos de brigas constantes uma força inimiga retorna e ameaça ambas as espécies.

Não suportando mais tantas e tantas vidas perdidas, ambos os lados negociaram uma trégua; a guerra que se arrastava foi paralisada por completo e foi firmado o que mais tarde veio a ser conhecido como “O Pacto”, onde ambos os povos fizeram um juramento eterno, em um local sagrado chamado a “Ilha das Faces”, que garantiu que as terras já devastadas continuassem com os homens e os locais de floresta intacta ficariam com as crianças da floresta *é por isso que a região mais ao norte tem tantas matas intactas ate hoje, pois os nortenhos honram esse juramento realizado na presença dos “Deuses Antigos”.

O pacto ocorreu devido à invasão dos enigmáticos “Outros”, vindos do extremo norte, trazendo morte e destruição às duas raças, período esse de inverno intenso que ficou conhecido como “A Longa Noite”. *ai que surge a ligação com aquele individuo criado pelas crianças da floresta la no inicio.

Nessa época de união, menos de oito mil anos antes dos eventos de Got atualmente; a noite veio sem aviso e durou por uma geração inteira, sendo o mais longo e frio inverno de que se tem noticia; o gelo se espalhou por tudo e a escuridão tomou posse do céu; os “Outros” invadiram o norte de Westeros vindos das “Terras de Sempre Inverno”, marchando e usando os mortos como seu exercito; dando fim a “Era da Aurora” e abriu caminho para a “Era dos Heróis”.

CURIOSIDADE 5: em uma de suas muitas entrevistas George R. R. Martin deu maiores detalhes de como “Os Outros” são, ele os descreveu como criaturas estranhas e lindas, são seres similares aos “Sídhes” (*se trata de um povo sobrenatural vinculado às fadas e elfos de outras tradições) só que feitos de gelo, um tipo diferente de vida, algo inumano, elegante e perigoso; as armaduras brancas e translúcidas, mudam de cor de acordo com a iluminação quando se movem (*apenas nos livros, o que pra mim é uma pena, pois seriam lindas de se ver na tela da TV), suas espadas são nas palavras de Martim: “vivas de luar, um fragmento de cristal tão fino que parecia desaparecer, uma tênue cintilação azul, uma luz fantasmagórica”. As espadas são feitas de gelo sim, mas não um gelo comum, os “Outros” podem fazer coisas com gelo que nem podemos imaginar inclusive criar substâncias com ele, porem, Martin deixou em aberto quais substâncias seriam essas #chateada. Ele ainda esclareceu que quando esfaqueados com uma lâmina de vidro de dragão, nos livros ele se desfaz em uma poça de líquido frio e já na série, eles se petrificam em gelo para depois desintegrar-se em pedaços. Com relação à questão da linguagem, nos livros eles falam sim. Na série infelizmente isso não ocorreu em nenhuma das aparições dos “outros” ate o momento, entraram mudos e saíram calados; quem sabe role algumas palavrinhas na próxima temporada final.

“O “Outro” disse qualquer coisa em uma língua que Will não conhecia; sua voz era como o quebrar de gelo em um lago de inverno…”

George R. R. Martin

Pg.11 Prólogo., Livro um: A Guerra dos Tronos.

Os primeiros homens, as crianças da floresta e os gigantes foram liderados por um grande herói que, nas lendas e contos, é chamado de Azor Ahai; todos juntos durante a chamada “Batalha pela Alvorada” repeliram “Os Outros” para as terras de “Sempre Inverno” e construíram a Muralha que vemos na série com a ajuda de Brandon Stark “o construtor” sendo esse o primeiro Stark que se tem registro nas lendas do Norte; a Casa Starks, nessa época, vivia em uma pequena área no extremo norte, muito próximos de onde se encontra hoje a Muralha e é devido a isso que seu envolvimento nesses fatos se tornou famosa com os passar dos séculos; *não se sabe ao certo o porquê da escolha do lobo como seu símbolo, alguns dizem que é devido a terem vivido entre eles no inicio da “Era da Alvorada”, outros alegam que seja devido à união que a “Alcateia” simboliza principalmente em tempos difíceis, o que talvez o tenha inspirado durante a “Era dos Heróis” pela união dos povos da região.

Teorias afirmam que a muralha não é apenas feita de pedra, cascalho e gelo e sim feita com magia antiga vinda das próprias “Crianças da Floresta” e que é por isso que ela ainda se mantém intacta ate hoje… ops, na série não mais…

Os gigantes também ajudaram na construção da muralha, porem, aos poucos foram se mudando para alem dela; a guarda da “Patrulha da Noite” foi criada logo em seguida, como uma forma de prevenir para que nunca mais os “Outros” retornassem a esse território.

Existem registros junto a “Patrulha da Noite” que as “crianças da floresta” davam aos irmãos negros cem adagas de obsidiana todos os anos para sua proteção contra possíveis investidas dos “Outros”, no entanto, como já sabemos, com o passar dos anos o vinculo entre eles caiu no esquecimento, tornando-se lendas antigas e ate os patrulheiros passaram a duvidar que tal “mau” realmente algum dia existiu.

Curiosidade 6: a muralha mede mais de duzentos metros de altura e se estende por quase quinhentos quilômetros através da fronteira do norte com as terras de “Sempre Inverno. Algumas aldeias, tanto de primeiros homens como de “crianças da floresta”, acabaram isoladas para alem da muralha; esse povo passou a ser chamado de “O Povo Livre”, com o passar das eras foram sendo considerados como “selvagens”; mesmo diante de tantas diferenças “O Povo Livre” continua a seguir a mesma religião dos “Deuses Antigos”, assim como o povo que vive ao sul da muralha.

Foram às crianças da floresta que ensinaram aos primeiros homens a devoção aos “Deuses Antigos”, e o culto a esses deuses permanece constante entre os nortenhos, porém, no restante do continente, esta devoção, foi substituída pela “Fé dos Sete”.

Essa relação de amizade, entre as crianças e os primeiros homens, tornou-se menos ativa com o passar dos anos, até que se cessaram por completo, muito devido à invasão dos Ândalos, que tomaram por completo a atenção dos “primeiros homens”.

Por séculos os Primeiros Homens e os Ândalos lutaram pelo controle do continente. Finalmente, os Ândalos conquistaram a parte sul do continente, enquanto os chamados “Reis do Inverno” os impediram de avançar ao Norte. Nesta mesma época, começou a lenta retirada das crianças da floresta das terras dos homens, removendo-se para as profundezas das “matas de lobos” e ate mesmo para o mundo “Para Lá da Muralha”, na esperança de manter a sua raça ainda viva.

Quando Aegon “O Conquistador” dominou Westeros, os humanos não haviam visto mais as crianças por milênios e essas já haviam caído no esquecimento, salvo por lendas repassadas de geração em geração. Sabe-se que existe apenas um escasso remanescente de sua espécie e está localizado no extremo norte da Muralha, num amontoado de cavernas sob uma colina; sua entrada é uma fenda, porem, em seu centro a caverna é grande e silenciosa.

Em certa passagem, a personagem “Folha” conta a Bran Stark que nem mesmo seu povo já explorou completamente o aglomerado de cavernas; quando Bran pergunta a “Folha” onde o resto das crianças está, ela responde:

“Foram para dentro da terra. Para dentro das pedras, para dentro das árvores. Antes de os Primeiros Homens chegarem, toda esta terra a que vós chamais Westeros era para nós um lar, mas mesmo nesses tempos éramos poucos. Os deuses deram-nos vidas longas, mas não um grande número, para não sobre-povoarmos o mundo como os veados sobre-povoarão uma floresta em que não existirem lobos para caçá-los. Isso foi na aurora dos dias, quando o nosso Sol ia nascendo. Agora está a pôr-se, e esta é a nossa longa queda. Os gigantes também já quase desapareceram, esses que foram a nossa desgraça e os nossos irmãos. Os grandes leões dos montes ocidentais foram mortos, os unicórnios estão praticamente extintos, os mamutes reduziram-se a algumas centenas. Os lobos gigantes perdurarão mais do que todos nós, mas há sua hora também chegará. No mundo que os homens criaram não há lugar para eles, nem para nós.”

*ALERTA DE TEORIA: quando li esse trecho final, pensei que talvez “Folha” não esteja apenas a falar da extinção de sua espécie e de alguns animais raros, mas sim também da própria Casa Stark; essa casa tem forte ligação com os primeiros homens e me da a entender que seu destino também será a extinção por completo… Espero estar errada, pois é minha casa favorita o/.

As crianças da floresta vivem com aquele que chamam de o “Último Vidente Verde” ou como pra nós ficou mais conhecido através da série “O corvo de três olhos”. *nos livros Bran Stark ainda esta lá em treinamento com eles.

As crianças da floresta são importantíssimas para o desenrolar da trama de GOT e acredito que ainda veremos mas delas nessa temporada final prevista para estréia em 2019.

Ate a próxima galera… bjos fui o/

Aproveite e confira o último vídeo do nosso canal:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ:

NETFLIX | A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata!

Hoje, no Coxinha Express, bora falar sobre o novo filme original Netflix, A Sociedade Literária e a Torta da Casca de Batata - baseado em um livro de mesmo nome! 😉 Bom vídeo! NETFLIX | PRIMEIRAS FOTOS DE SÉRIE SABRINA SURGEM DANDO MEDO EM CENÁRIO TENSO! Inscreva-se...

Compartilhe:

Quem escreveu?

Marcela Simões

Devoradora de livros, Hq’s, mangás, filmes, séries, animes - enfim, tudo que envolva fantasia me atrai, mas não me limito a esse tipo de enredo; bem eclética, amo quando mergulho em algum tema e só o abandono depois de ter conseguido toda e qualquer informação possível. Puxar assunto? Fale de Game of Thrones ou Harry Potter que o papo vai longe!

Receba todas as notícias do mundo nerd em primeira mão!

Receba todas as notícias do mundo nerd em primeira mão!

Inscreva-se na newsletter do Coxinha!

Por favor, cheque seu email para confirmar a inscrição!