O vocabulário dos fãs de filmes, séries e livros está se tornando cada vez mais globalizado. Termos como easter egg, plot twist ou showrunner podem deixar muitas pessoas confusas e até mesmo sem entender o que raios está sendo falado. Fiquem calmos, jovens Padawans, pois vamos trazer aqui o dicionário que você precisava. Prepare a pipoca, o papel e a caneta, pois a partir de agora você não vai mais ficar sem entender quando alguém te falar sobre o grande plot twist do filme!

EASTER EGG
O termo não significa ovos de páscoa, mas sim uma referência, ou segredo escondido dentro daquele filme ou série.

PLOT TWIST
É o famoso “MEU DEUS DO CÉU” que acontece de forma inesperada no filme. O termo se refere a uma cadeia de acontecimentos, organizada segundo um modo dramático escolhido pelo autor, que surpreendem o público e se revelam como o grande objetivo do roteiro. O termo designa uma reviravolta, que te deixa de boca aberta. Lembram-se quando descobrimos o verdadeiro pai de Luke? Foi um grande plot twist mesmo!

CLIFFHANGER
Você com certeza já xingou muita série ou filme pelo cliffhanger deixado entre um episódio e outro. Estamos falando do famoso gancho, criado para obrigar o espectador a assistir ao próximo ou episódio, tamanha é sua curiosidade. Não é maior cliffhanger do que o estalar de dedos de Thanos em Guerra Infinita, que deixou o final em aberto para o que viria em Ultimato. Confesse, você saiu do cinema extremamente nervoso por não saber o que realmente iria acontecer.

STREAMING
O termo do momento se refere a uma forma de distribuição digital, geralmente em uma rede através de pacotes. O streaming é frequentemente usado para distribuir conteúdo multimídia através da Internet. Nesta forma, as informações não são armazenadas pelo usuário em seu próprio computador. Exemplos de streamings: Apple tv+, Amazon Prime Video, HBO Go, HULU, Quibi, Netflix

SHOWRUNNER
Afinal, qual é a diferença entre o showrunner, o produtor, o roteirista e o diretor? Os três últimos termos você certamente já ouviu falar, mas o primeiro pode ser um pouco confuso. Showrunner é, em televisão, o termo usado para definir o encarregado pelo trabalho diário de um programa ou série de televisão. É a pessoa escolhida para fazer a série acontecer, sendo as vezes o criador da produção. O showrunner precisa mover mundos e montanhas para que a produção vá ao ar e ele é o responsável pela realização da série.

ORIGINAL NETFLIX
Esse termo quer dizer que aquele filme ou série tem distribuição exclusiva da Netflix no Brasil. Não necessariamente foi a Netflix que produziu. Mas há casos de posteriormente a plataforma adquirir os direitos e acabar sendo também a responsável em produzir, como foi por exemplo com La casa de Papel. A mesma premissa é valida também para os outros streamings.

FANBASE / FANDOM
Esse termo é usado para reunir, em uma única palavra, todos os fãs daquele filme, série, música, artista ou qualquer outra opção que se possa ter fãs. A tradução literal seria base de fãs.

PREQUEL
A maior dificuldade em entender seu significado está na ausência de uma tradução literal em português. Há quem cite o termo prequela, o que não muda muito na hora de compreendermos a que se refere. Um prequel se refere a uma narrativa, que se passa no mesmo universo da trama original, mas que se refere a acontecimentos do passado. Seria uma espécie de pré-sequência do filme, acontecendo após o primeiro lançamento, cuja história se passa antes do mesmo. É o que acontece, por exemplo, na franquia O Hobbit, que conta eventos anteriores a O Senhor dos Anéis.

HYPE
É a famosa empolgação, ansiedade, expectativa para um filme, série, música, entre outros. Aumentar o hype de algo é promover de forma extrema aquilo que será lançado, seja o produto que for. O hype geralmente tem um pequeno espaço de tempo e serve justamente para aumentar a audiência ou as vendas daquele produto. Com o lançamento de Mulher-Maravilha 1984, por exemplo, o hype está gigantesco por parte dos fãs da DC.

SEGUE A THREAD
A tradução literal pode acabar ajudando nesse caso. Thread significa linha ou fio, em português, e a ideia é seguir uma linha de pensamento dentro de um post no Twitter, onde o termo ficou famoso. Na rede social em questão, os textos precisam ter no máximo 280 caracteres e isso não é sempre suficiente para um assunto ser contado. A solução encontrada pelos usuários foi a de criar uma thread. Para não perder o fio da meada, o usuário responde seu próprio tweet e continua o assunto, contando sua história. Seguir uma thread é acompanhar todos os comentários até o final, concluindo o assunto falado.

FLOPAR
Uma das gírias mais usadas no momento, o “flop” se refere a algo que não faz sucesso. Dizer que algo flopou é o mesmo que dizer que havia uma expectativa para que desse certo, mas seja lá por qual motivo, não deu. Um ótimo exemplo seria o filme do Lanterna Verde, protagonizado por Ryan Reynolds. A produção tinha tudo para dar certo e muito dinheiro foi investido ali…mas ninguém mais fala em Reynolds a não ser como Deadpool.

SHADOW BAN
Existem várias maneiras de excluir uma pessoa de sua rede social. A mais simples e conhecida é o bloqueio, na qual você impede a pessoa de ver todo e qualquer conteúdo de seu perfil. Mas existe algo mais delicado a se fazer. O shadow ban é o ato de silenciar a pessoa em uma rede social, sem necessariamente bloquear. A pessoa é “falsamente bloqueada”, ou seja, ela continua podendo fazer comentários e para ela, os comentários irão aparecer. Para o dono do perfil e os demais seguidores, porém, o comentário não aparece. A pessoa acredita que está tudo bem, mas ela foi bloqueada de forma discreta.

FANFIC
Quem nunca ouviu falar que a franquia 50 Tons foi uma fanfic de Crepúsculo? O termo já existe há muito tempo e é até hoje usado por vários escritores da internet. Como o nome já diz, o autor de uma fanfic é um fã, que cria uma história fictícia envolvendo seu ídolo, na maioria das vezes, e a divulga na internet. Muitos blogs e sites são palcos para fanfics e muitas chegam a fazer um enorme sucesso, como é o caso citado acima. O objetivo da fanfic é criar um universo paralelo de ficção, na qual personagens de uma trama original são usados como personagens naquela nova trama.

DEUS EX-MACHINA
Esse termo se refere ao artifício usado por alguns escritores ou diretores para evitar que um apocalipse aconteça na sua produção. O significado literal é “deus surgido da máquina” e é usado para indicar uma solução inesperada, improvável e completamente aleatória na trama. Esse recurso é muitas vezes utilizado quando o escritor ou diretor não pensou em um final para a sua trama e precisa de algo para conclui-la. A situação criada em tela é tão confusa ou absurda, que qualquer solução encontrada não irá render uma explicação.

Lembram quando os humanos iam destruir os Na’vis em Avatar e miraculosamente a força da natureza entra em ação? Ou ainda quando Frodo e Sam estão a beira do precipício na Fortaleza de Mordor e Gandalf surge montado em uma águia, completamente do nada? Ou quem sabe ainda o final enigmático e polêmico de Lost? Todos esses são exemplos de “deuses ex-machinas”.

É MUITO TUMBLR
Quem nunca ouviu a expressão “nossa, essa foto é muito tumblr”? O Tumblr é uma rede social estilo microblog, usada por muitos fashionistas e fotógrafos ao redor do mundo. A rede social ficou conhecida pelo seu estilo de foto, geralmente conceitual, e que passou a ser tratada como um estilo próprio. Fotos olhando o horizonte, com as pernas na areia rodeadas de conchas ou ainda olhando para o chão, no maior estilo blogueira, são referências ao estilo de foto postadas no Tumblr.

GERAÇÃO X, Y e Z

Você já foi atribuído a alguma das gerações acima e não entendeu o por quê? Os termos não são ofensivos, mas sim determinam o momento em que você nasceu. A chamada Geração X se refere a todos que nasceram e cresceram depois da Segunda Guerra Mundial. A geração X compreende os nascidos entre 1965 e 1981 e se refere ao período de reconstrução da Europa, onde os jovens não tinham uma vida nada fácil. Membros dessa geração geralmente tem os termos individualismo, ambição e dependência do trabalho associados.

A Geração Y ou Millenial se refere aos membros da geração digital e muitas vezes são chamados de nativos digitais. São aqueles nascidos entre 1982 e 1994 e recebem esse nome por terem a tecnologia como parte de seu dia a dia. Os millenials não nasceram na era tecnológica, mas sim migraram da era analógica para o mundo digital. Palavras associadas aqui são preguiça, narcisismo e mimado(a).

Finalmente, a Geração Z ou pós-millenial ou ainda Centenial, se refere aos jovens entre 8 e 23 anos da atualidade. Eles vieram ao mundo durante a mudança de século (os mais velhos são do ano de 1995 e os mais novos nasceram em 2010) e já nasceram com um smartphone nas mãos. Esse grupo é marcado pela internet e é como se isso estivesse preso em seu DNA. Eles se preocupam menos com relações interpessoais e passam a vida com os olhos em uma tela. Gostam de tudo de forma imediata e vivem imersos no digital.

OLD DO TWITTER
O termo se refere a algo que já é assunto velho, assunto batido e que já foi muitas vezes comentado naquela rede social. Old do Twitter se refere a algo que já muito comentado e falado no Twitter e trazer o assunto à tona de novo é desnecessário.

PODCAST
Uma das maiores formas de divulgação de conteúdo atualmente é o podcast, que é um material entregue na forma de áudio, diferente de uma música ou do rádio. O podcast fica disponível para a pessoa escutar quando quiser e não se passa ao vivo, como na rádio. Nos podcasts podem ser feitos debates, podem ser contadas histórias e acontecimentos ou qualquer outro tipo de assunto que a demanda exigir. É como se fosse um grande áudio do Whatsapp, no qual mais de uma pessoa pode participar e falar sobre aquele assunto.

SHADE
Jogar ou receber um shade se tornou um dos assuntos mais comentados do momento. Essa é mais uma das expressões que surgiram nas redes sociais e rapidamente ganharam a internet. Shade foi importado do inglês e ganhou um significado diferente do literal. Shade quer dizer sombra, mas também pode ser usada como sinônimo para escuridão. Jogar um shade não quer dizer literalmente jogar uma sombra, mas sim jogar uma indireta em uma discussão ou sim mandar uma indireta com a intenção de magoar ou expor alguém.

JUNKET
No universo do jornalismo, junkets são entrevistas particulares e fechadas, feitas sobre filmes e séries. Diferente da coletiva, que traz diversos profissionais reunidos. as junkets são privadas e têm apenas o entrevistado e o entrevistador. Em junkets, geralmente os jornalistas assistem ao filme e fazem entrevistas com o elenco.

RPG
A sigla se refere a Role Playing Game, ou seja, um jogo em que os jogadores interpretam papéis com seus personagens. Narrativas são criadas e giram em torno de um enredo principal. O criador da história é o mestre do jogo. O jogador de RPG precisa escolher a característica de seus personagens (raça, classe, idade) e lhes atribuir uma virtude. O mestre narra a história, enquanto os participantes interpretam seus personagens no jogo. Um exemplo de jogo famoso de RPG que virou game e futuramente uma série da Netflix é The Witcher.

Quais outras palavras você gostaria de saber o significado?

LEIA MAIS SOBRE CINEMA