GHOST IN THE SHELL ESTÁ RECEBENDO UM BELO BAQUE NAS BILHETERIAS!

Um dos filmes que era cotado como um dos mais esperados do ano. Um filme que trouxe o mangá de vez para as telas dos cinemas e que está sendo um fracasso de bilheteria. Essa é a contraditória história de A Vigilante do Amanhã: Ghost In The Shell.

Os executivos da Paramount, produtora responsável pela adaptação cinematográfica da obra de Masamune Shirow, estão culpando toda a polêmica que rolou sobre a escalação do elenco para o filme pela baixa arrecadação na bilheteria mundial.

Chamado de whitewashing (embranquecimento, em uma tradução literal), a prática é comumente utilizada em produções de Hollywood. Ou seja, alguns personagens que sejam asiáticos, latinos ou de outra origem, são retratados como estadunidenses nas produções. No caso de Ghost In The Shell, foi a escalação de Scarlett Johansson para o papel principal que gerou toda essa polêmica.

Kyle Davies, chefe de distribuição da produtora, disse que tinha esperança de melhores resultados no mercado dos Estados Unidos.

“Você tem um filme que é muito importante para os fãs uma vez que é baseado em um anime japonês. Então você está sempre tentando encontrar a medida exata entre honrar o material de origem e fazer um filme para uma audiência de massa. Isso é um desafio, mas é evidente que os comentários não ajudaram.”

A trama do filme acontece num mundo pós 2029, cérebros se fundem facilmente a computadores e a tecnologia está em todos os lugares. Motoko Kusanagi, conhecida como Major, é uma ciborgue com experiência militar que comanda um esquadrão de elite especializado em combater crimes cibernéticos.

Além de Scarlett Johansson no papel principal, o elenco ainda é composto por Pilou Asbaek como Batou, Takaeshi Kitano como Chefe Daisuke Aramaki, Juliette Binoche como Dr. Ouelet, Michael Pitt como Hideo Kuze, Chin Han como Togusa, Lasarus Ratuere como Ishikawa e Pete Teo como Tony. A direção está nas mãos de Rupert Sanders, enquanto o roteiro foi escrito por Jonathan Herman e Jamie Moss.

O filme baseado na obra de Masamue Shirow estreou nos cinemas brasileiros no dia 30 de março e ainda está em cartaz no mundo inteiro.

Veja mais sobre Filmes

Compartilhe: