Além de entreter, alguns jogos ajudam no desenvolvimento de habilidades. Seja para passatempo ou descontração, há títulos que podem agregar conhecimento ao momento da diversão. E o melhor: alguns não precisam nem de internet ou espaço disponível para rodar em smartphones. Veja abaixo a lista que o game designer Lucas Ribeiro, responsável pelo curso de desenvolvimento de games da REDZERO, preparou!

SimCity – tomada de decisões: Desde o início o game sugere que o jogador tome muitas decisões, afinal ele será o “prefeito” da cidade virtual, que cria e administra. As cidades do jogo possuem características semelhantes às metrópoles em aspectos culturais e legais. Além de criar e posicionar edifícios gráficos, construir bairros, expandir áreas e desbloquear locais turísticos, o jogador deve resolver os problemas que aparecem antes que o tempo se esgote, mantendo os cidadãos felizes.

Light Bot – pensamento lógico: Divertir e intrigar! O jogador precisa ordenar os comandos de um robô por meio de diferentes ações para que ele alcance o quadrado azul e acenda a luz em sua cabeça. Apesar de traçar um objetivo simples, o jogo estimula o raciocínio lógico ao oferecer diferentes formas de seguir.

Lumosity – treinamento cerebral: O game, usado por mais de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, é um ótimo passatempo. Um time de cientistas e designers desenvolveu uma série com 25 etapas que desafiam o cérebro e oferecem objetivos cognitivos bem claros: desafio à memória, flexibilidade, agilidade e resolução de problemas simples e complexos.

2048 – matemática simples: Apesar de parecer um simples jogo de quebra-cabeças, o 2048 tem a função direta de incentivar a soma (e a multiplicação) de forma rápida e subjetiva. Para jogar é necessário deslizar o dedo na tela, o que leva todos os blocos para a direção escolhida. Quando dois blocos iguais se juntam, eles viram um único bloco com o valor da soma dos mesmos (apenas blocos iguais se somam). As combinações são infinitas, mas quem conquista o bloco de número 2048 pode se considerar vencedor!

Bônus: Os jogos de console também podem ensinar “brincando”. Como a maioria possui apenas áudio em inglês, são um convite para os jogadores brasileiros treinarem a segunda língua, com ajuda de legendas. Títulos como Resident Evil, Silent Hill e Tomb Raider ajudam a treinar vocabulário, além de contar novas e boas histórias.

Já os games de automobilismo – que podem ser jogados por controle de mão ou em cockpit – como Forza, para Xbox e Gran Turismo para Playstation, ensinam muito sobre destreza, pilotagem, controle e atenção, enquanto os famosos RPG, como Clash of Clans, incentivam o trabalho em equipe e a estratégia.

Não deixem de comentar aí embaixo, na nossa página no Facebook e nas outras redes sociais: Como diriam agora Cris e Panda: é tudo COXINHANERD (tudo junto mesmo!)

Leia mais sobre Games