ALGUÉM CHUTA O MOTIVO DE TANTO FRIO EM GAME OF THRONES?

Game of Thrones chegou chegando em nossas vidas. Com uma trama bem amarrada e surpreendente, não há pessoa no mundo que resista aos encantos carniceiros escritos por George R.R. Martin.

Mas uma coisa que praticamente ninguém parou para pensar é por que o inverno em Westeros é tão longo desse jeito. Com estações que podem durar décadas, o motivo real para “tanta neve” ainda não foi (e talvez nem será) revelado.

Mas como todo bom cientista fã de GoT tenta achar uma explicação plausível para os fenômenos que acontecem em Westeros, a dupla de cientistas Peter Griffith, especialista no campo do ciclo do carbono e de mudanças climáticas, e Thomas Douglas, químico ambiental que trabalha no Alasca, citaram três razões (via Vanity Fair) para isso ocorrer.

Griffith começa explicando como começaram a sua primeira teoria.

“Em Game of Thrones, as erupções vulcânicas causaram o fim da civilização Valíria. Então, sabemos que o planeta sofreu erupções vulcânicas maciças.”

No nosso mundo real, erupções vulcânicas podem causar pequenos invernos, pulando a primavera, por conta da emissão de ácido sulfúrico assim afetando diretamente na temperatura do local.

De acordo com os cientistas, a Perdição da Valíria acabou deixando consequências gravíssimas ao clima de Westeros e, possivelmente, as Catorze Chamas causaram os invernos quase que eternos no continente.

Douglas explicou o fato dizendo o seguinte:

“Alguns geoquímicos acreditam que as emissões vulcânicas que causaram o Draccan Traps deixaram gases e partículas na atmosfera que deixaram a Terra em um inverno por anos. Então, se houver vulcões entrando em erupção a cada um ano ou dois, por 10 anos, em Westeros ou perto de lá, pode ser o que resulta em longas estações. “

A explicação da dupla surgiu usando como base os eventos ocorridos em Deccan Traps, localizado na atual Índia, que recebeu o impacto do meteoro que causou a extinção dos dinossauros.

“Asteróides podem emitir muita poeira para o céu, o que iria resfriara a Terra por possivelmente múltiplos anos”

Segundo a história, há um possível cometa vermelho, que é interpretado de várias formas diferentes nas visões dos Sacerdores de R’hllor e que pode estar regularmente causando o evento.

Para Douglas, essa é a mais divertida das teorias, usando de base que o formato da órbita de um planeta afeta diretamente em suas estações do ano.

“Você pode imaginar que se Westeros estivesse em um planeta no qual esses ciclos são mais rápidos ou mais fortes, então o continente poderia entrar e sair de extremos verões ou invernos na escala de uma década. E você teria estações mais extremas.”

Ambos brincam dizendo que é assim por mágica ou porque George R.R. Martin quis!

E para você? Qual a melhor teoria sobre os longuíssimos invernos que Westeros sofre?

Veja mais sobre Séries e Game of Thrones

Compartilhe: