E finalmente, como todos esperavam e ansiavam, em pleno domingo às 22 horas no Brasil e em vários outros países estreou a segunda temporada de Game of Thrones! Sinal aberto da HBO e muito burburinho nas redes sociais, esse foi o domingo para a maioria dos fãs, uma espera com programação intensa no canal com entrevistas e aberturas, trailers, muita tensão, muita propaganda! E o que se viu? Uma continuação do último episódio que havíamos visto há um ano atrás.

 

Tudo bem, é só o primeiro episódio, nem deu tempo ainda de mostrar o que está acontecendo, o que pode acontecer e o que vai acontecer! Mas poxa, o episódio não teve nada de tenso, como eram os episódios da primeira temporada. Tirando a falta de tensão e o clima “continuando” que o episódio teve, eu sinceramente amei! A abertura chega a dar arrepios, a música (eu estava com saudade da música mesmo), todos os personagens reapareceram pelo menos um pouquinho…

 

Até a Arya apareceu e eu nem esperava que isso fosse acontecer já no primeiro episódio! Sansa continua insuportavelmente egoísta ao defender sua lealdade ao rei maluco Joffrey quando alguém lhe pergunta e Tyrion continua Tyrion. Engraçado, direto, articulador e extremamente irônico. Eu a-do-rei! *_*

 

Daenerys Targaryen demonstrou estar acabada, seu cavalo morre de fome e cansaço, seu grupo está desesperançoso e fraco e sua própria estrutura não está nada bem. Mas seus dragões e intimidação continuam a todo vapor. Ela virou uma rainha, amadureceu muito e está decidida a manter vivo algum resquício do que era o reinado de seu marido. Sua postura começou perfeita, do jeito que eu imaginava que seria realmente. Agora só nos resta esperar para ver no que isso tudo vai dar!

 

Alguns personagens novos surgiram e já começaram a todo vapor, gostei muito também. Claro, esse foi apenas o primeiro episódio e ainda tem muuuita coisa para acontecer, mas estou ansiosa (como sempre) e doida para ver logo os próximos episódios da série. Ela vai dar o que falar nesse agitado primeiro semestre de 2012.

Compartilhe: