Olá meu povo apaixonado por Game of Thrones. O que vocês vão dizer com relação ao sexto episódio da terceira temporada de Game of Thrones? Que foi muito lento? Sem batalhas? Sem mortes impactantes? Eu simplesmente a-m-o os episódios que são de passagem de história, ainda mais em uma série movida por tramas, armações e muita fofoca. É praticamente uma novela mexicana medieval (me odeiem).

 

O episódio já começou de uma forma bem dramática, com a conversa entre Olenna Redwyne (a matriarca Tyrell) e Tywin Lannister (patriarca dos Lannisters). O casamento imposto pelo medo Lannister de perder o poder, entre Loras e Cersei é praticamente um atentado à inteligência da matriarca. Ela sabe exatamente o que esse povo Lannister é capaz de fazer para conseguir o que quer e já joga logo com sua carta mais alta – o escândalo entre Cersei e Jamie. Só que, mesmo sendo (na minha opinião), uma das mais inteligentes mulheres dos sete reinos, ela estava negociando com o Tywin né? Ninguém consegue negociar direito com esse cara, ele simplesmente tem resposta para tudo, planos para todos e estratégias bem arquitetadas, tudo com uma expressão blasé. Aplauso ao patriarca Lannister.

 

game of thrones alenna

 

Depois dessa, tivemos ainda duas ótimas cenas Lannisters: a primeira top top, ao meu ver, foi o primeiro diálogo em parceria entre Tyrion e Cersei. Pela primeira vez, os irmãos estavam lado a lado, sem saber o que fazer de suas vidas, sendo 10% manipulados por seu pai e totalmente pasmos com o futuro politicamente planejado. Cheguei até a sentir pena de Cercei (que fique claro que foi por uns 5 segundos, depois passou). Tyrion é um eterno apaixonado pela dama de compania de Sansa e isso o mata por dentro. Achei muito digno da parte dele contar pessoalmente para Sansa, somente desta forma ela poderia saber que ele também não estava felizinho demais com a notícia. Mas que deu pena deu, dele, da dama, da Sansa, de todos os envolvidos nessa palhaçada política dos sete reinos. Mas enfim, em Game of Thrones, sempre podemos nos surpreender né? Vamos esperar.

 

Outra parte bem legal Lannister foi o diálogo de Jamie com seu atual anfitrião em uma mesa de almoço com Brienne extremamente tensa e agoniada com o regicida tentando cortar uma carne. Jamie continua manipulando as pessoas em nome de seu querido pai, prometendo mundos e fundos a torto e a direito para que alguém peloamordedeus o leve logo para os colos de seus familiares queridos e lindos de loiros. Nada mais justo, depois de perder sua mão da espada e estar obviamente se apaixonando por uma guerreira cão de guarda, o que esperar mais, correto? Vamos lá Jamie, estou torcendo de verdade por você. (Traduz-se: quero ver a cara da Cercei quando ele chegar em casa apaixonado por Brienne, rsss).

 

game of thrones sansa e loras

 

A família Stark está mais perdida do que cego em tiroteio, para vocês verem como faz falta um pai em uma família. Sansa, tadinha, é a menina que mais se ferra politicamente nesta história. O seu irmão mais velho luta contra a parede uma guerra distante e comete um erro atrás do outro. Seu meio irmão Jon, bom, esse é digno de outro parágrafo só para ele. Sua irmã Arya, também merece um parágrafo só para ela e os outros dois pequeninos, tadinhos, mais perdidinhos ainda. Andando meio que sem rumo, fazendo descobertas sérias, sozinhos, amparados por desconhecidos. Bom, até que Sansa tem tido então a melhor vida dos irmãos Stark e tudo o que tem que fazer é casar com o anão mais sexy dos sete reinos? Então tá bem! Ela está bem mesmo e não me preocupo mais. E Sir Loras, bom, acho que, dependendo de Cersei, ele poderá continuar tendo seus casos amorosos com os cavaleiros e os homens da guarda real, porque né…

 

game of thrones arya

 

Arya está sendo treinada, sendo doutrinada, sendo oficialmente preparada para as maiores guerras de sua vida; A chegada da rainha vermelha lá no acampamento do pessoal da Irmandade deu um ar bem interessante para quem se interessa no lado mais fantasioso da série. Os feiticeiros foram visualmente unidos com o cumprimento e isso dá muito mais liga ao seriado (tudo bem que isso deve ter nos livros, mas, repito pela enésima vez: estes posts são a visão de seriado para quem assiste o seriado, nada a ver com os livros, ok? Sim, as visões são completamente diferentes). Arya continua treinando repetindo os nomes de seus alvos e a feiticeira viu olhos azuis, verdes, castanhos, todos em uma escuridão, ela vê sombra em Arya, Arya diz que seu Deus é a Morte – sem mais para esta menina, estou doida para ela começar suas vinganças logo.

 

E o que foi Jon Snow e o pessoal escalando a muralha? Que cena fenomenalmente fenomenal. Adorei do começo ao fim, até mesmo a ameaça inicial de ‘mulher maluca’ da namoradinha do Jon. A subida foi tensa, mas muito menos tensa do que eles mesmos esperavam. E a cena deles chegando lá em cima, com o sol se abrindo no céu, com a imagem do pós muralha, uma floresta bem verde, mostrando muito bem os diferentes climas das regiões dos sete reinos… Simplesmente fantástico. Jon Snow e sua namoradinha já conquistaram espaço em meu coração. E no de vocês?

 

Não, ainda não vou comentar muito sobre a tortura que está rolando com Theon Greyjoy porque gente, não tem muito o que comentar, a não ser que, quem o está torturando é insanamente maluco total. Não acham? Estou começando a ficar muito agoniada com as cenas de tortura e curiosa demais para saber porque isso tudo está acontecendo. Ansiosos pelo próximo episódio? Porque eu estou demais… Fiquem com o teaser do próximo episódio: The Bear and the Maiden Fair!

 

 

Você vai gostar também de:

 

da vincis demons s01e03 lucrezia game of thrones s03s05 da vincis demons 2 zombieland2

 

Perfil Coxinha

Coxinha Nerd

Que venha a descida da muralha! E os dragões de Daenerys!
A favor dos nerds e contra a tirania dos Kibes.
Facebook | Twitter

Compartilhe: