GAME OF THRONES | A origem da Muralha e seus castelos!

BORA CONHECER A MURALHA O/

No ultimo episodio de sua sétima temporada, que teve sua estréia em 2017, a série Game of Thrones nos deixou pasmos com a incrível queda da “Muralha” que protegia o continente de Westeros a milhares de anos, dando assim, passagem para que a invasão dos White Walkers ocorresse sobre o comando do “Rei da Noite”.

Fui buscar mais informações sobre a sua origem e o seu desenvolvimento ao longo dos milhares de anos que engloba o enredo de Martin.

É coleguinhas, é isso mesmo, a “Muralha” que vemos na série, tem aproximadamente, cerca de oito mil anos; sendo uma estrutura colossal que percorre quilômetros e quilômetros através do limite norte do continente de Westeros; foi projetada como um empecilho contra investidas futuras do inimigo chamado de “O Grande Outro” durante a chamada “Batalha pela Alvorada”.

Esse período ficou conhecido como a “Longa Noite” e ao seu fim, abriu-se caminho para a chamada “Era dos Heróis” tento seu ápice marcado pela construção da enorme muralha de gelo.

Unidos, primeiros homens e crianças da florestas, conseguiram erguer essa estrutura para manter os inimigos longe por milhares de anos.

Não esta descrita como esse banimento ocorreu, mas teorias acreditam que um herói intitulado “Azor Ahai” foi o líder que levou os povos das crianças da floresta, os gigantes e os primeiros homens a vitoria. Após serem banidos para as terras de “Sempre Inverno” os “Outros” foram exilados no extremo norte de Westeros, numa região onde a neve é constante.

Brandon Stark também chamado de “O Construtor” foi o idealizador do projeto monstruosamente grande, com mais de quinhentos quilômetros de comprimento, protegendo o continente habitado de uma ponta a outra ate o mar.

Os gigantes ajudaram na construção da muralha, porem, aos poucos foram se mudando para alem dela.

Acredita-se que assim como os “Selvagens”, os gigantes não gostavam da forma de vida que os “Lords” muito menos do sistema feudal, dessa forma, se recusavam a obedecer os chamados “Reis de Inverno” e por conta própria se mudaram para a região ao norte da muralha.

Curiosidade 1: Algumas aldeias, tanto de primeiros homens como de “crianças da floresta”, acabaram isoladas para alem da muralha; esse povo passou a ser chamado de “O Povo Livre”, com o passar das eras foram sendo considerados como “selvagens”; mesmo diante de tantas diferenças “O Povo Livre” continua a seguir a mesma religião dos “Deuses Antigos”, assim como o povo que vive ao sul da muralha.

No entanto, em seu inicio a “Muralha” não era tão alta como agora, sendo necessários oito mil anos de constante manutenção para alcançar os atuais duzentos e treze metros de altura que o monumento ostenta; devido a isso, a parede da muralha não segue reta ate seu topo, dando uma inclinada para dentro conforme foi aumentando, o que gera uma sensação de náusea na sua subida e também dificulta sua escalada.

CURIOSIDADE 2: Nos livros é descrito que a Muralha se estende por 300 milhas, o que equivale a mais de 482 quilômetros de extensão, porém, na série eles aumentaram essa distancia para cerca 500 milhas, o que “quase” dobraria sua distancia em kms. Sua imensidão briga diretamente contra o “Farol da Cidadela” pelo titulo de maior monumento de Westeros.

Sua estrutura é basicamente: terra batida, pedras grandes, gelo e cascalho miúdo, tudo isso, camada sobre camada.

*ALERTA TEORIA: teoristas afirmam que a muralha não é apenas feita desses itens e que foi tecida desde sua base com “Magia Antiga” vinda das orações das “Crianças da Floresta” transformando assim, seu gelo em uma arma que bloqueia a passagem do White Walkers; é por isso que ela ainda se mantém intacta ate hoje… ops, na série não mais…

Nos livros é relatado que a Muralha “chora” de vez em quando mediante a um sol muito intenso, porem, nunca chegou a derreter realmente.

A guarda chamada de “A Patrulha da Noite” foi criada logo em seguida, como uma forma de prevenir para que nunca mais uma “longa noite” volta-se a ocorrer; homens corajosos seriam a garantia de segurança constante.

Podemos afirmar que essa é a ordem de guerreiros mais antiga do continente.

Muitas eram as desavenças entre as casas dominantes da região, no entanto se existia algo em que todos concordavam era o fato de que tanto a muralha como a patrulha devia ser constantemente renovada “sempre e para sempre” era o lema; dessa forma muitos filhos caçulas de casas ricas eram encaminhados para lá e vestiam o negro com muito prazer.

Com o passar dos anos, os Selvagens acabaram por desejar voltar ao lado sul da muralha, o que gerou diversas guerras com a muralha como cenário principal.

Ser um patrulheiro juramentado do “Negro” era uma honraria e ver um filho “Corvo” um orgulho imensurável.

A “Patrulha” chegou a ostentar dezenove castelos ao longo dos seus quase quinhentos quilômetros; guarnecida por mais de dez mil homens muito bem treinados e equipados com o melhor do metal e claro “Vidro de Dragão” também era estocado.

CURIOSIDADE 3: Existem registros junto a “Patrulha da Noite” que as “crianças da floresta” davam aos irmãos negros cem adagas de obsidiana todos os anos para sua proteção contra possíveis investidas dos “Outros”, no entanto, como já sabemos, com o passar dos anos o vinculo entre eles caiu no esquecimento, tornando-se lendas antigas e ate os patrulheiros passaram a duvidar que tal “mau” realmente algum dia existiu.

O primeiro Castelo a ser construído foi “Fortenoite” considerado a primeira sede oficial da patrulha, gigantesco em sua estrutura, com muitos salões de treino, varias cozinhas e dormitórios; é o único castelo da Muralha onde seus degraus foram esculpidos no próprio gelo bruto.

CURIOSIDADE 4: com o passar do milênios, mesmo belíssimo, Fortenoite era difícil de manter justamente devido a seu tamanho; cerca de menos de 300 anos do enredo atual, com o numero de patrulheiros já escasso, a então rainha Alysanne Targaryen, conhecida como a “Boa Rainha”,visitou o norte e entediada em Winterfell, subiu em seu dragão “Asa de Prata” e rumou mais ao norte; impressionada com o descaso com a estrutura da “Muralha” e encantada pela coragem e lendas dos patrulheiros, ao voltar pra casa idealizou a construção de uma estrutura menor a leste de “Fortenoite” e usou as suas próprias jóias da coroa para financiar o projeto. Chamado de Castelo “Lago Profundo” devido a sua localização próxima a um lago; era bem menor e mais acolhedor, e acabou por fazer do Fortenoite uma estrutura abandonada. O reinado de Alysanne foi marcado por uma forte e constante ajuda para a guarda da noite. Hoje tanto Fortenoite como Lago Profundo estão inativos e não passam de castelos fantasmas tomados pela natureza.

Mais ao sul da Muralha existe o forte “Dádiva”, terra concedida à Patrulha pela Casa Stark há milhares de anos para suprir as necessidades alimentares; estende-se desde a “Baía das Focas”, no Mar Tremente até a “Baía de Gelo”, no Mar do Poente. Conhecido também como a “Dádiva de Brandon”, pois alegam que foi “Brandon o Construtor” quem lhes cedeu a terra e financiou a construção do mesmo, no entanto alguns “Meistres” resguardam que foi sim um Stark, mas não “O Construtor” e sim outro também chamado Brandon.

Seus pomares, estufas e áreas de cultivo eram de grande ajuda durante os longos inversos, porem, assim como tantos outros fortes, acabou por abandonado e a natureza tomou conta de tudo.

CURIOSIDADE 5: novamente a Rainha Alysanne se envolveu *ela realmente amava a Patrulha kkk; durante uma de suas visitas a Muralha ela convenceu o seu marido, o Rei Jaehaerys I a liberar mais vinte e cinco léguas de terra próxima a estrutura da Muralha, as quais receberam o nome de “Nova Dádiva”; as vilas que existem nessa região pagam impostos através de bens e trabalhos para a Patrulha, ajudando a providenciar alimento para os irmãos de guarda em épocas sem cultivo.

Os selvagens muitas vezes conseguiam passar pela muralha escalando e entram clandestinamente nas vilas de “Nova Dádiva” a fim de assaltar, roubar e levar embora as mulheres dos nortenhos; devido a esses constantes ataques, muitos dos camponeses que viviam ali, acabaram por fugir mais ao sul, para as montanhas ou ate mesmo para as terras da Casa Umber em busca de proteção, deixando assim, as aldeias abandonadas, causando ainda mais dificuldades para os patrulheiros.

A sede atual da Patrulha é o “Castelo Negro”, localizado mais ao centro da Muralha e situado entre o Castelo a oeste “Portão da Rainha” *seu nome original era “Portao da Neve”, porem foi alterado em homenagem a Rainha Alyssane que tanto ajudou os patrulheiros* e o castelo “Escudo de Carvalho” a leste. *ambos também abandonados hoje.

Possuem em sua estrutura diversas torres de pedra e fortes de madeira sendo elas: A “Torre do Senhor Comandante” ou a “Fortaleza do Comandante”, destinado aos aposentos do Senhor Comandante, assim como vimos na série, essa estrutura foi queimada nos livros durante a luta do jovem patrulheiro Jon Snow contra um caminhante que tentou matar Jeor Mormont; Temos também a “Torre do Rei”, com cerca de 30 metros de altura, de onde se pode observar o portão e o começo da escada de madeira que sobe a Muralha; a porta de entrada é feita de carvalho cravejado com ferro; local esse destinado a visita de Reis, porem ficou sem uso por mais de cem anos ate a recente visita de Stannis Baratheon; A “Torre de Hardin” que possui diversas celas; a “Torre da Lança” que é a torre mais alta do castelo, com cerca de metade da altura da Muralha; “Torre dos Guardas” é a torre mais forte e fica próxima ao fim da Estrada do Rei e a “Torre Silenciosa” destinada a estudos.

No subsolo existe uma série de passagens chamadas de “Caminhos de Verme”, usadas principalmente durante o intenso inverno, pois a neve pode chegara a quinze metros sobre o solo.

Em meia a esses caminhos existe uma biblioteca, chamada de “Cofres Subterrâneos” são nesse cofres que ficam guardados os livros e textos mais antigos, dentre eles encontra-se raros relatos da época da longa noite e o inicio da “guarda”, itens tão raros como: desenhos de rostos dos represeiros mais antigos, escrituras na linguagem das crianças da floresta, pergaminhos de Valíria, etc; esses itens nem mesmo a Cidadela possui. Guarda-se também em um desses “Cofres” suprimentos alimentares extras para épocas mais difíceis.

O “Salão Comum” trata-se de um grande forte de madeira destinado a reuniões; o “Salão dos Escudos” é destinado a festas e tem suas paredes em pedra negra onde os escudos de patrulheiros de grande valor ficam dispostos para serem lembrados após sua morte; o “Poleiro”, local onde os Meistres mantém corvos para comunicação e logo abaixo ficam seus aposentos; o “Arsenal”, como o próprio nome já sugere é onde são mantidos os equipamentos de combate para treinos e efetivo combate contra inimigos; os “Alojamentos” onde dormem os irmãos juramentados e fica disposto em sua base; “O Portão”, uma das duas únicas passagens conhecidas através da Muralha (a outra é o “Portão Negro” que falarei a frente) o túnel é longo, sinuoso e estreito, possui três portões de ferro que bloqueiam as passagens internas, tendo o portão externo feito de carvalho maciço, com mais de 20 centímetros de espessura.

O Castelo ainda possui um acesso ao topo da muralha através de uma longa escada que zigue-zagueia sua imensa vastidão, sendo ancoradas por grandes vigas congeladas pela neve; possui também um elevador com guincho que normalmente é usado para levar suprimentos ao topo, sendo uma gaiola que comporta o peso de dez homens adultos.

CURIOSIDADE 6: esse elevador era comumente utilizada para o transporte de blocos imensos de gelo, que os patrulheiros traziam do lago existente na “Floresta Assombrada”; essas incursões era perigosas e muitas vezes os “Patrulheiros” não retornavam. *Hoje essa estrutura é amplamente utilizada para subir pessoas preguiçosas ate o topo kkk.

No topo da Muralha encontra-se uma pequena cabana, local esse destinado aos guardas que ficam de vigília, nesse local é possível se aquecer e dormir com comodidade e é guarnecido com uma estrutura de madeira revestida por gelo em suas laterais, o que ajuda muito a proteger os patrulheiros em épocas de investidas selvagens.

A vigília é constantemente alternada entre os “Negros” e vez ou outra são surpreendidos por escaladores selvagens que tentam através da mesma.

Eles usam um sistema de comunicação “via berrantes”: sendo um sopro para “amigo”, dois sopros para “inimigos” e três sopros, o mais raro de ocorrer, para “White Walkers”.

O “Castelo Negro” chegou a abrigar mais de cinco mil homens e hoje possui apenas 600.

Tem apenas um pequeno septo, e não possui um “Bosque Sagrado” próprio, sendo assim aqueles que são devotos dos “Deuses Antigos” devem sair ao norte da muralha e adentrar a “Floresta Assombrada”, em busca de um pequeno bosque de represeiros deixado pelas Crianças da Floresta e dessa forma possam jurar seus votos a guarda.

O ponto de civilização mais próximo de Castelo Negro é a “Vila Toupeira”, uma vila que possui áreas subterrâneas, com bordéis freqüentados pelos irmãos negros.

Infelizmente hoje, fora a sede Castelo negro no enredo das Crônicas de Gelo e Fogo, apenas mais dois castelos permanecem ativos e guarnecidos.

 “Atalaialeste do Mar”, o castelo que fica mais ao leste da Muralha, próximo ao mar, serve como o principal porto e posto de reabastecimento da Patrulha da Noite; é considerado uma das fraquezas da Muralha, pois é possível se passar do lado norte selvagem pra o sul da Muralha via barco, sendo assim, é uma dos lugares mais guarnecidos atualmente. A Patrulha da Noite utiliza uma pequena frota, estacionada em Atalaialeste para destruir as pequenas embarcações que ousam tentar a sorte.

“A Torre Sombria”, no extremo oeste da Muralha, foi construído junto as montanhas geladas o que torna praticamente impossível sua invasão.

CURIOSIDADE 7: o personagem Mance Rayder líder dos “Selvagens”, serviu na “Torre Sombria” antes de abandonar a Patrulha da Noite; ele foi o primeiro a conseguir unir as varias tribos que existem, sendo considerado o “Rei pra além da Muralha” titulo esse muito importante, pois os “Selvagens” tem por regra primaria não se submeter a ninguém; mas eras desesperadas geram ações surpreendentes.

Uma das coisas mais interessante da estrutura física da Muralha, sem duvida é o chamado “Portão Negro”, que se trata da segunda passagem existente entre a “Muralha” e as terras de “sempre inverno”; localiza-se no antigo “Castelo de Fortenoite”. O Portão Negro é descrito com uma via secreta através da Muralha, já não utilizada pela patrulha pois causa medo em muitos dos guerreiros; ela é selada por uma mágica tão antiga quanto a própria muralha, sua porta só se abre para um irmão juramentado da Patrulha da Noite. #uau

No livro “A Tormenta das Espadas”, em um dos capítulos de Bran Stark, ele chega à muralha e deseja passara para o lado selvagem e é encontrado por Sam que o reconhecendo como irmão de Jon Snow e decidido o ajudar, leva-os através de túneis ate o Portão Negro para assim evitar os demais guardas; Sam esta visivelmente desconfortável, mas mesmo assim segue pelo túnel ate chegar a uma imensa estrutura de branco pálida.

O “Portão Negro” na verdade é feito de um caule de represeiro tão branco que assusta tanto como se fosse um fantasma; esse portão possui um grande rosto esculpido ao centro, que por sua vez se faz sensível ao som:

“O rosto era velho e pálido, enrugado e encolhido. “Parece morto”. A boca estava fechada e os olhos também; as faces eram encovadas, a testa mirrada, o queixo caído. “Se um homem pudesse viver durante mil anos e não morrer, mas a apenas tornar-se velho, seu rosto acabaria parecido com este”. – A porta abriu os olhos. Também eram brancos, e cegos. “Quem é?”- Perguntou a porta, e o poço sussurrou, “Quem-quem-quem-quem-quem-quem-quem. “Sou a espada na escuridão” – disse Samwell Tarly. “Sou o vigilante nas muralhas. Sou o fogo que arde contra o frio, a luz que traz consigo a alvorada, a trombeta que acorda os que dormem. Sou o escudo que defende os reinos dos homens”. “Então passe” – disse a porta. Seus lábios se abriram, se abriram se abriram e se abriram ainda mais, até que nada restou a não ser uma grande boca escancarada, rodeada por um anel de rugas. Sam desviou-se e fez sinal para que Jojen passasse na sua frente. Seguiu-se Verão, farejando-o enquanto seguia, e depois foi a vez de Bran. Hodor abaixou-se, mas não foi o suficiente. O lábio superior da porta raspou suavemente no topo da cabeça de Bran, e um pingo de água caiu sobre ele e escorreu lentamente por seu nariz. Estava estranhamente quente, e era salgado como uma lágrima.”  – George RR Martin

o.O Gente a porta conversou com eles… Tem idéia disso??? Eu não sei se choro de alegria ou de medo kkkkk, e ainda tem gente que duvida da magia do lugar. *infelizmente não achei nenhuma arte para ilustrar essa passagem então fiquem com o portão tradicional.

Pouco a pouco, a Patrulha se esquecer de sua principal missão contra os “Outros”, focando suas forças em reprimir as investidas do “Selvagens”.

Mesmo tendo uma origem tão digna e de grande importância, a guarda foi sendo considerada, com o passar dos anos, desnecessária.

Hoje a Muralha esta protegida por apenas mil homens; sendo esses indivíduos, em sua grande maioria: estupradores, ladrões, assassinos e bastardos. Dos Sete Reinos, apenas o Norte, particularmente a Casa Stark, mantém a memória dos tempos difíceis, mas mesmo eles já não acreditavam que os “Outros” poderiam voltar e os consideravam apenas lendas contadas para assustar crianças.

Pouca honra se mantém aos olhos dos “Sete Reinos”, no entanto, dentro de seus muros muitas das regras antigas ainda são mantidas com vigor. *o/ mas esse é um tema para o próximo post.

Espero que tenham gostado e ate à próxima coxinhas… o/ fui.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ:

GAME OF THRONES | HBO anuncia nova coleção da série!

  A HBO disponibilizará na HBO GO uma nova coleção especial de GAME OF THRONES, que permitirá que os usuários revivam a série por meio de comentários exclusivos de seus criadores, David Benioff e D.B. Weiss. A dupla de showrunners e parte do elenco compartilharão...

GAME OF THRONES | US$ 240 milhões de investimentos finais!

MILHÕÕÕÕÕES! Muito se falou sobre audiência, alcance de nível épico e tudo mais sobre a trajetória e o grande final da série Game of Thrones mas, ainda não havíamos recebido informações sobre investimentos. Os showrunners da série comentaram algumas vezes sobre as...

GAME OF THRONES | Perguntas que a série não respondeu

Mas e agora?  Game of Thrones acabou. Após quase 10 anos no ar, uma das maiores séries de todos os tempos encontrou seu desfecho no último domingo. Entregando um final que desagradou boa parte dos fãs, o seriado realmente teve um final agridoce. Enquanto uns...

Compartilhe:

Quem escreveu?

Marcela Simões

Devoradora de livros, Hq’s, mangás, filmes, séries, animes - enfim, tudo que envolva fantasia me atrai, mas não me limito a esse tipo de enredo; bem eclética, amo quando mergulho em algum tema e só o abandono depois de ter conseguido toda e qualquer informação possível. Puxar assunto? Fale de Game of Thrones ou Harry Potter que o papo vai longe!

Receba todas as notícias do mundo nerd em primeira mão!

Receba todas as notícias do mundo nerd em primeira mão!

Inscreva-se na newsletter do Coxinha!

Por favor, cheque seu email para confirmar a inscrição!