Pessoas! Para os bons fãs de Metal e Hard Rock da capital paulistana, o domingo foi sensacional! Motivo: 3 sensacionais shows que aconteceram no Audio Clube, no bairro da Barra Funda. Contamos com os shows das 3 maravilhosas bandas: Gotthard, Hammerfall e Edguy. E garanto, quem foi COM CERTEZA não se arrependeu! Eu não me arrependi e por isso mesmo que eu não poderia deixar de falar dos shows, e pessoas, eu vou falar, EU QUERO DE NOVO!!!! Venham comigo, pessoas, que eu conto para vocês um pouco mais do que rolou nesse dia!!!

Ok! Uma coisa não foi tão boa assim! A organização da casa deixou muito a desejar! No ingresso, constava que os portões abririam às 17:00, o início previsto para às 17:30, mas acabamos entrando lá pelas 18:20 e o início do primeiro show foi às 19:20. O que acontece é que o local tem dois palcos, o principal, onde estávamos, e um outro show, cruzou informação com o do principal com o palco secundário, atrasou ambos, e isso prejudicou e muito as pessoas que dependiam do metrô, o que ficou muito chato, a casa deve prestar mais atenção, nisso… Mas enfim!

O primeiro show foi da banda Gotthard, uma banda da Suíça e que está na ativa desde 1992 e que me surpreendeu de várias maneiras. Primeiro, o vocalista Nic Maeder, substitui muito bem o antigo vocalista, Steve Lee que veio a falecer (ver a história em Um pouco de Hard Rock para nossos ouvidos) cantando muito bem, muita energia, um carisma ótimo, e mesmo a banda não sendo o foco principal da noite, conseguiu agitar e convencer o público a interagir com eles. Mas, quem roubou o foco da apresentação foi Leo Leoni, o guitarrista solista, com suas peripécias, solos muito bem tocados, brincadeiras com o público, solo tocado nas costas e muito mais. A banda inteira me surpreendeu e mandaram muito, mas muito bem mesmo!

O segundo show foi da banda Hammerfall. Eu não posso dizer que eu curti, porque eu não gosto, nem da banda e nem do estilo, mas pelo o que eu observei, foi um grande show! Primeiro, na fila dava para perceber que muita gente fora por conta da banda, estava bem dividido as camisetas, entre Hammerfall e Edguy. Todos os integrantes têm uma grande presença de palco, com os dois guitarristas e o baixista fazendo coreografias e o vocalista agitando e conversando bastante com o publico. Tanto que Joacim Stanne, o vocal, prometeu ao público que não demorariam outros 17 anos para voltarem ao Brasil e a São Paulo, e a recepção do público não poderia ter sido melhor! Grande banda, grande apresentação e grande público!

E o último, e desculpem-me dizer, e melhor show foi do Edguy!  E não, não é porque é a minha banda favorita! Primeiro, porque eu não sei qual foi a principal atração, a banda ou o público. Foi uma interação tão insana, que dava para ver o brilho nos olhos de Tobias Sammet, o nosso querido vocalista. O baixinho arrebentou cantando novos e antigos sucessos da banda, nos fez rir muito, os guitarristas, Jens e Dirk, e o baixista Eggi, mandando muito bem, mas e claro que Felix, com o seu super solo de bateria com direito à Marcha Imperial e a respiração nada desconhecida de Vader e o “tan tan tan” do 20th Century Fox que ele tocou em uma flauta foi o melhor. E por conta dessa interação que o público estabeleceu com a banda, eles adicionaram 3 músicas que não estavam previstas no set e Tobias falou que somos a melhor plateia do mundo, por isso que eles escolheram gravar aqui o primeiro DVD deles em 2006!

Enfim, foram ótimos shows, não me arrependo nem por um minuto! Apesar da má organização, cansaço, dor nas pernas (ficamos esse tempo todo em pé, cerca de 7 horas que optou pela pista), valeu a pena demais! Encantada com o Gotthard, respeito pelo Hammerfall e cada vez mais apaixonada pelo Edguy! E aí?! Algum coxinho ou coxinha aqui foi ao show?! Se foram, não deixem de comentar aqui!!! Beijos e Stay Savages (desculpem, mas vou puxar a sardinha para o Edguy, mesmo!!!) Até mais! 😉