Fala meu povo! Todo ano vocês sabem que a FLIP é destino certo do casal Coxinha né? A Feira Literária de Paraty é um dos eventos mais deliciosos (para quem ama livros e leitura, claro) do Brasil. O clima da cidade histórica de Paraty é simplesmente fantástico, a organização da festa e feira é impecável e os visitantes, bom, são um caso de amor à parte. Tudo é delicioso e lindo demais! Vale a pena sua programação para este ano ou, se não conseguir, no próximo ano! Tem sempre! #yay

No ano passado, gravamos um vlog super delicioso e divertido sobre a feira – você pode ver aqui – ou então no meio do post! Para conferir sempre nossos vlogs e coberturas de eventos, acesse nosso canal no Youtube e inscreva-se! Postamos vídeos também três vezes por semana, aliás, sempre avisamos das novidades nas redes sociais. Persiga-nos por todas – é tudo coxinhanerd! – os links estão no final desse post!

Homenageada da Flip 2016, Ana Cristina Cesar dá o tom da 14ª festa literária – Escritores como Karl Ove Knausgård, Irvine Welsh e Heloisa Buarque de Hollanda estarão em Paraty 

A década de 1970 foi marcada por um forte movimento de resistência que percorreu a vida política, social e cultural do Brasil. Na literatura nacional, uma geração de poetas marginais fez da poesia uma plataforma para interpretar o mundo. Expoente desse movimento literário, Ana Cristina Cesar (1952-83) – homenageada desta edição – ajuda a projetar diferentes olhares sobre a literatura e a lírica brasileira, servindo de eixo para a programação da Flip 2016, que acontece entre os dias 29 de junho e 3 de julho em Paraty. Na abertura da festa, já se anunciam as novidades deste ano: uma sessão de cinema e um sarau com autores selecionados entre todas as programações da Flip.

O poeta Armando Freitas Filho, amigo fundamental da carioca Ana Cristina Cesar e curador de sua obra literária, abre a Flip 2016 numa sessão ao lado do documentarista Walter Carvalho, que acaba de dedicar um filme a ele. Um sarau evoca a presença de Ana C. e o forte de seu legado como escritora. Apesar de ter como ponto de partida a autora carioca, a 14ª edição da festa literária foi pensada para que todo tipo de leitor possa se reconhecer nas diversas temáticas que compõem a programação.

Divididos em 23 mesas literárias, 39 autores da literatura contemporânea debatem poesia, ensaio, humor e sexo, jornalismo, ciência, arquitetura, psicanálise, a obra de Ana C. e sua influência na literatura contemporânea.

FLIP 2016

Confira a programação completa da FLIP 2016, aqui!

LEIA TAMBÉM: FLIP HOMENAGEIA ANA CRISTINA CESAR EM 2016

Os ingressos da programação principal custam R$ 50. As vendas começam em 3 de junho, a partir das 12h, e vão até 28 de junho – pela internet, por telefone e nos pontos de venda da Tickets for fun. De 29 de junho em diante, apenas na bilheteria da Flip em Paraty. Para cada mesa, há limite de dois ingressos por pessoa. Para comprar, é possível acessar aqui, telefonar para (11) 3576 1480 (segunda a sexta, das 11h às 17h) ou ir aos pontos de venda (sem taxa de conveniência): SP – Citibank Hall: Av Nações Unidas, 17.955 – RJ – Metropolitan: Av Ayrton Senna, 3.000 – Paraty – Paraty Tours: Av Roberto Silveira, 11 (apenas para moradores de Paraty).

VEJA NOSSO VÍDEO DA FLIP 2015:

Flipinha 2016 conta com a presença de Lázaro Ramos e outros 13 convidados

Música, teatro, contação de histórias e artes visuais são algumas das múltiplas linguagens que se encontram nas nove mesas da Ciranda dos Autores. As já tradicionais conversas sobre literatura infantojuvenil integram a programação da Flipinha, parte da Flip voltada a esse universo, que acontece entre 28 de junho e 3 de julho em Paraty. Entre os quatorze nomes confirmados estão Lázaro Ramos, Angela-Lago, Laura Castilhos, Ernani Ssó, Estêvão Marques e a dupla Palavra Cantada. A curadoria das mesas é de Anna Claudia Ramos e Verônica Lessa.

Além da Ciranda dos Autores, os escritores e ilustradores participam da Operação Flipinha, uma das principais ações da Flipinha durante o evento, quando autores convidados visitam escolas paratienses. Atividades de leitura e Rodas de Conversas promovidas pela Biblioteca Casa Azul – núcleo da Associação Casa Azul em Paraty – e apresentações dos estudantes envolvidos ajudam a compor a programação.

A Flipinha é o resultado de um trabalho permanente desenvolvido na região. Atividades de formação de mediadores de leitura, apresentação dos autores convidados a professores e educadores e incentivo à leitura entre jovens e crianças são algumas das ações que constroem os seis dias de evento.

A programação completa da Flipinha será divulgada em breve. A programação parcial pode ser vista aqui!

LEIA TAMBÉM:

VOCÊ SABE O QUE É A FLIP?

FLIP 2015: NÓS FOMOS!

SEIS ESCRITORES QUE MORRERAM DE FORMA BIZARRA!

LANÇAMENTO DAS NOVAS CERVEJAS DA BOHEMIA!