Você que acompanhou o meu post de estreia aqui no Coxinha Nerd pode não ser um leitor ativo, portanto resolvi dar dicas de filmes sobre o futebol americano, um esporte famoso nos Estados Unidos e que cada vez mais conquista fãs pelo mundo.

A maioria dos filmes sobre futebol americano traz adaptações de histórias reais, quase sempre o roteiro é um jovem pobre e sem oportunidades que vê neste esporte uma maneira de crescer na vida. Porém, exceto pelo segundo lugar na lista, os demais são histórias de superação, amizade e respeito, além, é claro, dos ensinamentos sobre futebol americano.

#5 – Somos Marshall

Em 1970, após uma derrota jogando fora de casa, o time de futebol americano da universidade Marshall sofreu um terrível acidente de avião. Não só o estado da Virginia Ocidental, mas todo o país se comoveu com a perda de 75 pessoas, entre eles atletas e comissão técnica. Com todo mundo em luto era difícil pensar em recomeçar, mas encarar a dificuldade de superar o acontecimento foi o diferencial do treinador Jack Lengyel (Matthew McConaughey), que percebeu que era hora de recomeçar uma vida após o luto e ele desperta na cidade o amor pelo esporte de novo, mesmo com algumas derrotas.

Ficha Técnica:

Somos Mashall
(We Are Marshall)

País/Ano: Estados Unidos, 2006
Duração: 131min
Gênero: Comédia dramática
Direção: McG
Roteiro: Jamie Linden

#4 – Duelo de Titãs

O quarto lugar da lista fica com esse grande filme sobre preconceito racial. Nele, a diretora de uma escola é forçada a ter afrodescendentes junto aos brancos e então resolve contratar um negro para ser treinador do time de futebol americano. Com muitos desafios, entre eles desconfiança por parte da própria diretoria, da comissão técnica e jogadores e o maior: preconceito em função de seu tom de pele. Mesmo com tudo contra si, o treinador Herman Boone (Denzel Washinton), conseguiu ser campeão com o time e fazer história na faculdade e, consequentemente, marcar seu nome na história do esporte.

Ficha Técnica:

Duelo de Titãs
(Remember the Titans)

País/Ano: Estados Unidos, 2000
Duração: 120min
Gênero: Drama
Direção: Boaz Yakin
Roteiro: Gregory Allen Howard

#3 – Golpe Baixo

Golpe Baixo é uma comédia estrelada por Adam Sandler onde um ex-jogador de futebol americano vai preso e na cadeia forma um time com os detentos para jogar contra os policiais. Apesar das diferenças, Paul Crewer acaba liderando um batalhão de detentos desconfiados, afinal, Paul era conhecido por entregar partidas, ou melhor dizendo, ele recebia recompensas para perder de propósito. Esse foi um dos motivos que levaram o diretor do presidio, Arden Hazen, a pedir para ele formar a equipe para jogar, ele odiava Paul, assim como o Capitão Knauer (líder dos guardas).

Ficha Técnica:

Golpe Baixo
(The Longest Yard)

País/Ano: Estados Unidos, 2005
Duração: 113min
Gênero: Comédia dramática
Direção: Peter Segal
Roteiro: Tracy Keenan

#2 – Um Sonho Possível

Michael Oher é um adolescente sem teto. Ele vaga por escolas ano após ano repetindo a série, porém em sua escola atual ele conhece a mãe de um de seus colegas de estudo. Leigh Anne Thuoy encontra Oher sozinho em uma noite chuvosa e o leva para sua casa. Depositando confiança no garoto, a mulher começa a cuidar dele e encoraja-o a ser jogador de futebol americano por conta do seu senso de proteção e seu tamanho. Big Mike, como é conhecido, tem que enfrentar os preconceitos por conta de sua cor de pele por parte dos adversários e da comissão de arbitragem em algumas partidas que fez por sua escola. Ele se saiu muito bem.

Uma curiosidade é que o sonho da mãe adotiva de Oher era que ele fosse para a Universidade do Mississipi e nunca para o Tennessee (da qual ele recebeu propostas), mas na vida real, ele jogou sim por Tennessee. Durante o ano de 2015, Michael Oher foi jogador do Tennessee Titans, uma equipe da National Football League.

Ficha Técnica:

Um Sonho Possível
(The Blind Side)

País/Ano: Estados Unidos, 2009
Duração: 129min
Gênero: Drama
Direção: John Lee Hancock
Roteiro: John Lee Hancock

#1 – Meu Nome é Rádio

O primeiro lugar não poderia ser melhor, apresento-lhes: Meu Nome é Rádio. James Robert “Radio” Kennedy é um jovem de 18 anos que tem deficiência e é apaixonado por futebol americano. Ele visita constantemente os treinos da equipe de futebol americano e sua inocência chama atenção do treinador Jones, que começa a se aproximar dele oferecendo amizade e afeto. Rádio passa por alguns perrengues durante o filme, como por exemplo entrar no banheiro feminino (aconselhado maliciosamente por um aluno), ir preso erroneamente quando estava distribuindo presentes no natal e perder a mãe após um ataque cardíaco.

Ficha Técnica:

Meu Nome é Rádio
(Radio)

País/Ano: Estados Unidos, 2003
Duração: 109min
Gênero: Drama
Direção: Michael Tollin
Roteiro: Mike Rich

Fique ligado no site para mais dicas de livros, filmes, entre outras coisas mais, o Coxinha Nerd apresenta todo tipo de conteúdo e está sempre buscando atender o gosto do leitor. Compartilhe!

Compartilhe: