Quatro influenciadores digitais — Jout Jout, Bispo Arnaldo, Rita Von Hunty e Spartakus — abrem suas portas, e suas vidas, para as câmeras de Sandra Werneck e Bebeto Abrantes, que assinam o documentário inédito “You Tubers”, a ser exibido com exclusividade no Curta!. Juntos, os retratados impactam milhões de pessoas no Brasil e no mundo através das redes sociais.

O filme se desenvolve através de relatos dos próprios youtubers que, em tom intimista, tecem suas reflexões sobre suas respectivas trajetórias, sobre a responsabilidade inerente ao papel que exercem e sobre o frenesi das redes sociais.

Os diretores também revelam o que está por trás da produção caseira de vídeos que, mesmo sem dispor de grandes aparatos tecnológicos, atinge multidões dentro do ambiente virtual. Só Jout Jout conta com mais de 2 milhões de inscritos em seu canal no YouTube. Em uma das cenas do documentário, Guilherme Terreri — que interpreta a drag Rita Von Hunty — revela o que parece ser a questão que move os retratados no longa:“Se você não usa nada disso para mudar a realidade, então para que tudo isso serve?”

Segunda da Música – 07/09

21h – “Lou Reed – Transformer – Classic Albums” (Série)
O episódio aborda a produção do disco “Transformer”, que levou o cantor e guitarrista Lou Reed do posto de herói cult da banda The Velvet Underground ao de músico internacionalmente conhecido em carreira solo. Diretor: Bob Smeaton Duração: 50 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 08 de setembro, terça-feira, às 01h00 e 15h; 09 de setembro, quarta-feira, às 09h00; 13 de setembro, domingo, às 00h00;

Terça das Artes – 08/09

22h – “Caixas Mágicas” (Série) — Episódio: “Olhar Obs-ceno: Hilda Hilst além da cena em ‘O Verdugo’”

Para Anatol Rosenfeld, importante crítico e teórico do teatro brasileiro, “é raro encontrar, no Brasil e no mundo, escritores, ainda mais nestes tempos de especializações, que experimentam cultivar os três gêneros fundamentais da literatura — a poesia lírica, a dramaturgia e a prosa narrativa — alcançando resultados notáveis nos três campos. A este pequeno grupo pertence Hilda Hilst”. A dramaturgia de Hilst, precursora no Brasil de uma escrita teatral feminina, se concentra no poder subversivo da palavra em cena, empregada para travar debates sociais urgentes, sem abrir mão da poesia. Diretor: Rodrigo Campos. Horários alternativos: 09 de setembro, quarta-feira, às 02h e às 16h; 10 de setembro, quinta-feira, às 10h; 12 de setembro, sábado, às 18h; 13 de setembro, domingo, 09h.

Quarta de Cinema – 09/09

22h – “Elena” (Documentário)

Elena viaja para Nova York com o mesmo sonho da mãe: ser atriz de cinema. Deixa para trás uma infância passada na clandestinidade durante a ditadura militar e deixa Petra, a irmã de 7 anos. Duas décadas mais tarde, Petra também se torna atriz e embarca para Nova York em busca de Elena. Tem apenas pistas: filmes caseiros, recortes de jornal, diários e cartas. Ela bate á porta de seus amigos, percorre seus caminhos e acaba descobrindo Elena em um lugar inesperado. Agora que finalmente encontrou Elena, Petra precisa deixá-la partir. Diretora: Petra Costa. Horários alternativos: 10 de setembro, quinta-feira, às 2h00 e 16h; 11 de setembro, sexta-feira, às 10h; 12 de setembro, sábado, às 22h20; 13 de setembro, domingo, às 15h15.

23h30 – “Nós, Documentaristas” (Série) — Episódio: “Petra Costa”

No episódio, a cineasta Petra Costa fala sobre as questões envolvidas na realização de seus documentários, entre eles o curta “Olhos de Ressaca”, o aclamado “Elena” e o sensível “O Olmo e a Gaivota”. Diretora: Petra Costa. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 10 de setembro, quinta-feira, às 3h30 e 17h30; 11 de setembro, sexta-feira, às 11h30; 12 de setembro, sábado, às 17hh30; 13 de setembro, domingo, às 8h30.

Quinta do Pensamento – 10/09

18h30 – “A arte existe porque a vida não basta” (Documentário) — Exibição especial no dia em que Ferreira Gullar completaria 90 anos

Poeta, artista plástico, ensaísta e crítico de arte, Ferreira Gullar é retratado em 3 momentos. O primeiro é uma breve entrevista em que defende dois conceitos que lhe são caros — “A Arte Existe Porque a Vida Não Basta” e “ A Poesia Nasce do Espanto”. O segundo é um espetáculo teatral em que os artistas Paulinho da Viola, Adriana Calcanhotto e Laila Garin interpretam músicas com suas letras. O terceiro momento é uma longa entrevista em que Gullar explica, detalhadamente, como chegou à produção de colagens de alto relevo em papel e em metal. Diretores: Gabriela Gastal e Zelito Viana. Horários alternativos: 14 de setembro, segunda-feira, à 0h00; 8 de outubro, quinta-feira, às 22h.

21h – “O Guia Pervertido da Ideologia” – Parte 1 (Documentário)

O filósofo Slavoj Zizek apresenta cenas de filmes famosos, como “A noviça rebelde”, “Titanic” e “Nascido para matar”, sob nova luz. Sua jornada cinematográfica vai rumo ao coração da ideologia, mostrando conceitos e noções filosóficas que estão ligados às imagens em questão. Diretor: Sophie Fiennes. Horários alternativos: 11 de setembro, sexta-feira, às 01h00 e às 15h00; 12 de setembro, sábado, às 08h00; 13 de setembro, domingo, às 16h50

Sexta da Sociedade – 11/09

21h30 – “You Tubers” (Documentário)
O documentário “You Tubers” acompanha a rotina de quatro atuantes influenciadores digitais da atualidade — Jout Jout, Bispo Arnaldo, Rita Von Hunty e Spartakus —, pessoas comuns que arrebataram um enorme público através da internet, usando o como ferramenta o audiovisual. Acompanhando suas rotinas, bastidores e através de depoimentos de seus amigos e familiares, é possível conhecer as trajetórias destas novas celebridades e compreender melhor um novo universo construído através das redes sociais. Diretores: Bebeto Abrantes e Sandra Werneck. Duração: 80 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 12 de setembro, sábado, às 01:30 e às 15h;13 de setembro, domingo, às 22h30.

Sábado – 12/09

22h20 – “As Aventuras da Arte Moderna” (Série) — Episódio: “Meia-Noite em Paris”

Irrompe a II Guerra Mundial e a França mobiliza os seus meios de guerra. Após o fiasco do mês de junho de 1940 e da ocupação da Alemanha nazista, a Europa está em farrapos, e os artistas e intelectuais fogem em massa. Quando a guerra termina, Paris desperta para uma obra surpreendente que se criou a partir dos horrores da guerra: o filme “Filhos do Paraíso “, uma homenagem à liberdade escrito por Jacques Prevert e magistralmente dirigido por Marcel Carné. Diretor: Amélie Harrault e Valerie Loiseleux. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 12 de setembro, sábado, às 20h20h e 13 de setembro, domingo, às 11h20

Domingo – 13/09

18h – “O Movimento Negro nos Estados Unidos desde Martin Luther King” (Série) — Episódio: “Seguindo em frente”

O segundo episódio da série dramatiza os caminhos divergentes para os afro-americanos e as explosões de reação branca que surgiram na década de 1970 e início dos anos 80. Mostra como os afro-americanos encontraram novas fontes de esperança desde a criação do hip-hop. Diretores: Leah Williams, Leslie Asako Gladsjo, Sabin Streeter e Talleah Bridges McMahon Guilherme Begué. Duração: 60 min. Classificação: Livre.

Toda essa programação está disponível no Curta!