O diretor e roteirista estreante Robert Eggers associou religiosidade, misticismo e natureza ao seu mais recente trabalho cinematográfico:A Bruxa! O filme foi apresentado em trechos na Comic Con Experience e teve uma divulgação muito bem pensada – todo mundo ficou super ansioso para conferir o longa nos cinemas! Acabei de ver o filme e resolvi contar qual o meu pensamento sobre ele. Será que A Bruxa pode ser considerado o melhor filme de terror de 2016, tão cedo? Será que vale mesmo a pena assistir?

O filme teve muita publicidade e isso gerou, realmente, muita expectativa – principalmente para os fãs de Atividade Paranormal e O Exorcista que encontraram muitos pontos semelhantes entre os filmes. Mas, com os tradicionais fãs do gênero, o filme pode ter uma má recepção. Se você se entendeu bem com o filme Goodnight, Mommy, A Bruxa pode não ser aquele filme de terror que você tanto aprecia. Mas, se não for seu caso, recomendo muito que assista!

Tá, mas sobre o que fala o filme? Em A Bruxa, uma família é banida pela igreja e condenada a viver na floresta, longe de tudo e de todos. Uma maldição (ou paranoia) parece pairar sobre o marido, a esposa e os cinco filhos. Existe um mal desconhecido, que ninguém vê, mas que está sempre à espreita. Estereótipos e alegorias emanam os personagens, cada um deles tem seus pecados e todos esperam por sua redenção.

A Bruxa

Visualmente, o filme apresenta um aspecto bem trabalhado, com cores neutras e cinzas – enfatizando um lugar sem vida. Sua ambientação pode se familiarizar com a do Anticristo de Lars Von Trier, não há uma trilha sonora por trás de cada expressão ou sorriso – mas há um estrondoso barulho que causa tensão em quem assiste o filme – o silêncio!

A Bruxa

Eggers criou um ambiente repleto de figuras de linguagem. O filme não é daquele tipo que vai te fazer morrer de medo, mas vai te deixar, com certeza, com uma sensação de estranheza e vazio. O final do filme é bom, mas foca no público errado.

A Bruxa

E aí? Você já assistiu A Bruxa? Deixe aqui nos comentários o que achou do filme!

Compartilhe: