Feliz Música!

-por , em 01/10 -
Feliz Música!

Nada como sair para trabalhar em um ensolarado Dia Internacional da Musica… em plena segunda feira! Você sabe porque hoje é o dia internacional da musica? A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela Unesco, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da musica. O objetivo da celebração do Dia Internacional da Musica é: 1. Promover a arte musical em todos os setores da sociedade; 2. Aplicação dos ideais da Unesco como a paz e amizade entre as pessoas, evolução das culturas e troca de experiências.

 

Pensando nisso…resolvi compartilhar com vocês um texto que escrevi em 2010, chamado “Minha musica, Minha alma”, mas que hoje, exclusivamente hoje, eu chamaria de Ode à Musica! #Enjoy

 

“Eu nasci com a musica dentro de mim. Ela me era tão necessária quanto a comida ou a água” (Ray Charles)

 

Somos um corpo em movimento. Pense em seu corpo em movimento. Ao caminhar, ventamos, balançamos, movimentamos e musicalisamos… Todas essas formas de demonstrar vida, nada mais é do que musica para os ouvidos dos mais sensíveis. O caminhar de uma mulher é harmônico, veja bem como ela mexe em seu cabelo, como ela rebola e delicadamente cruza o ar delineando suas formas pelo mundo. Uma verdadeira sinfonia de Beethoven, perfeita, gestos bem articulados, sintonia com o ambiente e com seus desejos.

 

O caminhar de um homem, uma marcha quebrada pelo efeito singelo de seus pensamentos e direcionada pela objetividade de seus passos. Tchaikovsky descreveria seus movimentos em suas obras perfeitamente. Esta é a forma mais gostosa de ver o mundo, através da musica, através da imaginação. Cada palavra, cada delicado movimento do rosto, um piscar de olhos, tudo é musica aos meus ouvidos. Gosto de admirar o jeito das pessoas, a musica que elas são para mim. Claro, existem musicas que não consigo ouvir, mas elas nada mais são do que o estilo musical de outro alguém…. E não o meu…

 

Ouça a música “Stereo Love” de Edward Maya, feche seus olhos, imagine-se dançando em uma pista escura, com fumaças e apenas luzes coloridas que focam em seus movimentos. Delicie-se com a melodia, com a batida, com as vozes dessa música, depois me conte como foi… Ouça a música “Hey, Soul Sister” de Train, feche seus olhos e se transporte para uma ilha paradisíaca, ouvindo os sons do mar e da natureza. Ande com a água do mar tocando seus pés, veja o luar, as estrelas, sinta a areia fofa e molhada penetrando em você, depois me conte como foi…

 

Isso sim é viver, é conseguir tirar de cada gesto e de cada melodia uma história, uma cena, uma vivência que vale mais do que mil palavras. Ouço de muitas pessoas que gosto de viver em um filme, em um seriado. Agora me respondam, porque eu não gostaria de viver assim? Ao caminhar da minha casa para o ponto de ônibus todos os dias, posso imaginar uma música de fundo, alinhada aos meus passos, ao meu cabelo molhado, à satisfação diária de ter um objetivo.

 

Ao beijar alguém, posso fechar os olhos e ouvir uma trilha sonora sim, variando de acordo com a intensidade do toque e de nossas respirações. Podemos construir uma vida musicalmente positiva, podemos ver um velhinho caminhando com sua esposa devagar e serenos e já saber qual música colocaríamos para embalar este passeio. Podemos nos imaginar viajando por aí, cruzando países e estradas e ouvir o som do vento batendo em nosso cabelo, juntamente com a música que estará tocando no rádio.

 

Podemos viver em nosso próprio filme, nunca deixando de lado os momentos tristes e problemáticos, afinal de contas, se os filmes são baseados em fatos reais, os fatos reais podem por direito ser baseados em filmes. Todos com suas trilhas sonoras…

 

Vivo assim, viverei assim e passarei esta filosofia de vida para todos que eu puder. Ouço o meu som diário e isso me motiva a continuar vivendo… Ouço mil vezes minhas trilhas sonoras e tenho vontade de repetir todos os melhores momentos… Eu posso fazer isso, eu comando minha vida, eu comando o meu show… Eu clico no play da minha trilha sonora sempre que eu quiser…

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você