Estar em Brasília é mais ou menos como se estivéssemos em todos os estados brasileiros ao mesmo tempo, a variedade culinária desse lugar é simplesmente fantástica. Como a cidade foi basicamente formada por pessoas de todos os cantos desse nosso país super eclético, a tradição brasiliense é basicamente não ter tradição alguma. Característica que eu, particularmente, amei. Um prato muito servido por aqui que me fez relembrar os anos que morei em Minas é o Feijão Tropeiro, o que me despertou a vontade de dividir com vocês a receita.

O Feijão Tropeiro ~ Nos séculos XVII e XVIII, na região das minas gerais a mão de obra, principalmente escrava, foi direcionada para atividade de mineração, que estava em pleno crescimento, fazendo com que a produção de alimentos básicos ficasse comprometida. O resultado foi o aumento do transporte de matéria prima de outras regiões, em animais, para os centros de mineração, consequentemente aumentando a necessidade de utilização desses animais. Nessa época os tropeiros faziam parte do ambiente rural e de várias cidades pequenas desses roteiros. Sua alimentação estava baseada em feijão, toucinho, linguiça, carne seca, farinha de mandioca, fubá, café, pimenta do reino entre outros gêneros de fácil conservação. A mistura do feijão cozido, mas quase sem caldo com linguiça, toucinho, farinha de mandioca e alguns temperos originou um dos mais tradicionais pratos da cozinha mineira e brasileira, o feijão tropeiro.

Ingredientes

1 kg de feijão roxinho |  1/2 kg de farinha de mandioca crua | 8 ovos fritos | 4 ovos cozidos | ½ kg toucinho (para torresmo) | 02 cebolas picadas | 4 dentes de alho picado | ½ xícara de chá de azeite de oliva | ½ kg lingüiça calabresa em fatias | ½ kg lingüiça mineira (fina) em pequenos pedaços | ½ kg de bacon | cheiro verde a gosto | sal a gosto

Modo de preparo – Cozinhe o feijão de modo que ele não fique desmanchando, (o tempo vai depender da qualidade do feijão) e reserve. Com o azeite, frite o toucinho até que vire torresmo, separe e reserve. Com a gordura dessa fritura frite as cebolas, o alho, o bacon e as lingüiças e assim que estiverem bem fritos, acrescente o feijão para que fique bem refogado. Acrescente o sal e aos poucos vá adicionando a farinha. Em seguida acrescente o cheiro verde os ovos previamente fritos e cortados em pedaços médios. Finalmente coloque o torresmo e disponha toda mistura em uma travessa. Utilize os ovos cozidos fatiados com cheiro verde para enfeitar. Um dos acompanhamentos mais tradicionais é a couve finamente fatiada e refogada. Experimente harmonizar essa iguaria com um bom vinho tinto seco.

Compartilhe: