Há muitos anos atrás, em Coroa Grande, Rio de Janeiro, meu avô fundou um bloco carnavalesco chamado Bloco da Chupeta. O carnaval passou a fazer parte da vida e da história da minha família. Meu pai tocava Tarol e todos os seus irmãos, primos e amigos também faziam parte da festa.

Em uma dessas festas de carnaval, meus pais se conheceram e nunca mais se separaram! Amor de carnaval deu certo para eles. Bom, depois que muitos integrantes se casaram, morreram ou simplesmente desistiram, o bloco acabou. Depois de um tempo meu avô faleceu também, o carnaval mudou para a nossa família, mas não para o meu pai. Ele, sempre que tem uma oportunidade, faz samba com as próprias mãos. Dá só uma olhadinha no que meu pai é capaz de fazer:

Curtiram? Hoje em dia, o carnaval é muito diferente. Os jovens acham que tudo se trata de seguir um trio elétrico, beijar na boca e ficar louco de bebidas diversas. O carnaval, na verdade, é muito mais do que isso. É alegria, é diversão, é samba de raiz, é pular saudavelmente, é isso aí que vocês viram no vídeo. O bloco pode ter acabado, meu avô pode ter falecido, mas o samba verdadeiro que criou a base da nossa família, nunca morrerá, ele está hoje dentro do meu pai e ficará para sempre dentro de todos nós. 😉

Espero que vocês tenham gostado deste singela homenagem à festa do carnaval que preparamos para vocês. Foi feita com muito carinho, curtam bastante a festa mais feliz do ano inteiro!

Compartilhe: