Esperança!

-por , em 24/12 -
Esperança!

Dia desses, um link postado por nossos amigos coxudos, me fez lembrar de um episódio que me aconteceu, não tem muito tempo e que me faz refletir sobre a esperança! Era uma terça, ou quarta-feira comum, e eu peguei o ônibus pra ir a faculdade, como todos os dias. Ônibus lotado, coisa incomum pro horário, fui pro fundo e lá fiquei em pé na minha.

Quando ouço uma vozinha na minha frente dizer: ” Mãe, deixa eu sentar no seu colo. A tia tá em pé e com peso. Vem tia, senta aqui! ” Era uma criança, de no máximo 6 anos, com um sorriso enorme, me cedendo seu lugar. Eu agradeci, sentei ao seu lado e ele ainda queria saber se minha bolsa pesada tinha machucado meus ombros. Lindo! Isso, nos dias de hoje, é raro em adultos. Imagina em crianças.

Então, me surgiu a pergunta: Você tem motivos pra ter fé na humanidade? Se sim, o que te faz ter essa fé? Te digo que sim, eu sou uma das raras pessoas que tem fé nas pessoa. Mas te digo: num é nada fácil. Mas tente ver as pequenas coisas, os pequenos gestos, as pequenas manifestações. É ali que aquela pessoa que te parece sem a menor chance de ser boa, se mostra boa.

E claro, não adianta ter fé na humanidade se você não faz sua parte. Um dos meus vizinhos,é um senhor já com seus 60 e poucos, que usa uma cadeira de rodas e passa suas horas ali, no portão, olhando a vida passar na sua frente. E dia desses, quando passei por ali, ele estava em pé, fazendo um esforço descomunal pra alimentar um cachorro de rua. E ainda disse: “Coitado, ele merece meu esforço. Porque sofrer de fome é pior que não poder andar”.

Pronto! Foi suficiente pra me fazer chorar e abrir um sorriso pra aquele senhor toda vez que passo ali e lembro dele e o cãozinho. Mas e sobre a recuperação da parte perdida da humanidade?? E nisso, você acredita? Você consegue achar que uma pessoa que mata o próprio irmão pode erguer uma sociedade melhor e fazer a humanidade ser boa?? E mais, será que um dia, em alguma época distante e perdida, a humanidade foi boa? Não sei. Tenho minhas dúvidas.

E enquanto a gente não endireita o que já está torto,enquanto a gente vê coisas horrendas acontecendo todos os dias, com gente que não merece, você faz sua parte pra fazer desse mundo, um lugar melhor para as gerações futuras (que no final das contas, são nossos filhos e netos)?? E você,que está lendo isso agora? Já ajudou a um completo estranho? Já fez alguém sorrir por nada? Já saiu na rua com uma placa escrito Free Hugs? Já deu flores a uma velhinha desconhecida? O que você já fez, ou faz para que estranhos sigam o seus exemplo e tenha fé na humanidade também?

Dizem que quem ganha mais não é quem recebe a gentileza, é quem faz. Porque aquela pessoa que faz, se acostuma com o sentimento bom e repete. Então, levante do seu sofá e faça sua parte, que eu faço a minha. E a gente pode continuar tendo fé em mim, em você e em todos nós. Um grande poeta carioca disse um dia: “Gentileza gera Gentileza!” 😉

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você