Entrevista Ryot

-por , em 23/01 -
Bom dia Coxitos! Como foi o feriadão para os cariocas e o final de semana para o restante do país? Curtiram muito? Com ou sem moderação? ^_^ Hoje teremos mais uma super entrevistas com o Ricardo Tokumoto, autor do blog Ryot IRAS. Vamos começar então?
O Ryot IRAS nasceu em janeiro de 2007, quando Ricardo decidiu colocar online uma das tirinhas que ele  publicava em fanzines e tablóides na cidade dele, interior de SP. No início ele fazia tudo na mão e scaneava, mas assim que conseguiu um tablet (mesa digitalizadora) ele começou a desenhar direto no computador, o que facilitou e engrenou as postagens no blog. O crescimento ocorreu de maneira bem gradual, tanto que no primeiro ano, quase não tinha visitas. Então segue aí o primeiro conselho do Ricardo aos blogueiros:
 
“Sejam pacientes”
Sobre a monetização, ou seja, o retorno financeiro pelo blog, Ricardo admite que é péssimo para essas coisas. Hoje não tem retorno algum, mas também, ele nunca correu muito atrás de ter. Nesse quesito, ele diz ter muito o que aprender.
Ricardo não acha que exista uma panelinha de blogueiros, acha até que existe muita ajuda mútua na blogosfera. Ele acha que o que acontece é que obviamente a galera que faz mais sucesso dá mais relevância a quem produz um conteúdo bacana. Todo mundo começou do zero, diz ele, batalhou e chegou lá. “Não dá para ficar querendo que esse pessoal que tá mais no topo chegue e puxe sua mão do nada.” E completa:
 
“Enfim, como em todo lugar na vida, existe sim a parada social, o network etc. E também existe formações de círculos por afinidade, mas eu pessoalmente nunca tive problemas em topar com panelinhas fechadas… Como eu disse, foi justamente o contrário, muita gente da blogosfera me ajudou, dos mais diversos nichos e cantos da internet.” 
 
Ricardo diz que ser blogueiro é uma coisa que tomou dimensões bem maiores atualmente, o que é muito legal, principalmente quando o virtual se torna real, como no caso dele, sendo publicado em jornais e revistas, participando de grandes convenções e festivais e conhecendo pessoalmente a galera que visita o blog! Ele diz que o mais legal disso tudo é que o esquema é bem mais democrático em vários sentidos.
Sobre a relação com os fãs… Ricardo diz que é uma vantagem fascinante da internet. Ela permite uma proximidade bem grande, no sentido de se ter respostas ao seu trabalho. Ainda mais que hoje pode-se ampliar isso além do blog, indo para redes sociais como twitter e facebook.
“Dá para fazer muita amizade e conhecer pessoas sensacionais. É lógico que tem a parte da crítica forte que a gente sofre também, como essa abertura para qualquer um comentar, mais isso é uma coisa que todos precisam aprender a lidar, dentro ou fora do mundo virtual.”
 
A rotina e dedicação de Ricardo ao blog é muito menor do que ele realmente gostaria. Como ele não ganha dinheiro com as postagens, acaba tendo que trabalhar em outras coisas para pagar as contas. Mas ele tenta pelo menos deixar umas duas horas por dia para ficar fazendo coisas para o blog. Hoje em dia ele tenta atualizar pelo menos três vezes por semana.
Seus planos para o futuro:Voltar a ter postagens mais regulares, fazer mais conexões com outros artistas que fazem webcomics, pensar em um esquema mais cuidadoso de passar esse material todo do blog para livros e começar a gerar mais produtos referentes ao site.
Veja um dos trabalhos de Ricardo:
#SOPA #PIPA
Obrigada Ricardo pela entrevista, eu AMEI de verdade, você respondeu várias questões que provavelmente ajudarão muitas pessoas que estão começando ou que planejam começar no mundo virtual. Torço muito pelo sucesso do seu blog e de suas tirinhas! Quando sair o livro, avise a todos, ficarei feliz em ajudar na divulgação!
Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você