Pessoas!!! Que ritmo alucinante é esse?! 7º episódio de DoctorWho!!! Logo menos termina, pessoas, para a nossa tristeza e agonia, mas…. Enquanto não acaba, analisemos o que se passou em Kill The Moon!!!Se uma palavra que podemos usar para descrever este episódio, é tensão… Ou ética, talvez, foi o que me veio na cabeça, também… Pouco o que se decidir, mas com um peso enorme, o peso de uma vida, e essa, não é uma decisão fácil para ninguém, imagina então para a humanidade inteira… Pois até isso se pode contar no episódio de hoje… Querem ver a recapitulação do episódio e mais as minhas considerações finais?! Me acompanham?! Seguiam-me os bons, então!!!!

Bom, em se tratando de enredo, não foi os dos mais dinâmicos, como todos puderam perceber. Courtney, aquela aluna de Clara e Mr. Pink, foi à TARDIS e sua professora estava dando bronca no Doctor, porque o Senhor do Tempo disse à menina que ela não era especial, que isso poderia fazer diferença para a vida dela inteira, até que ele propõe: “ser a primeira mulher a visitar a Lua, te fará especial o bastante?”, é claro que ela se empolga, e lá se vai, Doctor, Clara e Courtney, visitar a Lua. Juro que seria a nossa Lua de agora, 2014, mas não, a TARDIS acaba pousando em outra nave, que se encaminha para lá, no ano de 2049…

Os 3 desembarcam da nossa querida caixa azul e vêem que existe várias bombas nucleares à bordo, o motivo? Viriam descobrir só depois. Apareceu a tripulação, e esta revelou que iriam explodir a Lua, já que ela estava apresentando um comportamento anormal, e isso estava afetando a Terra. O que acontece é que a Lua estava aumentando de tamanho e de massa, e isso estava influenciando diretamente nas marés (todo mundo sabe que a gravidade do nosso satélite interfere diretamente nas marés) e inundou cidades e tudo mais… Já que estava comprometendo milhares de vidas, a solução seria explodir a Lua, mas…

O Doctor foi investigar o que acontecia, ainda mais por esta tripulação ter vindo por causa de uma outra mexicana que viera antes de não voltou ninguém… Lá,eles descobriram que tinha muitas teias de aranha e acharam as aranhas, elas mataram a tripulação mexicana e todos desta nova, menos a capitã… Como o Doctor descobriu a fundo um ninho dessas aranhas, ele foi investigar a fundo, e ele descobriu que o que estava alterando a massa e a gravidade da Lua, era o líquido amniótico que tinha lá, ou seja, a Lua, na verdade é um ovo! E o bebê estava para nascer!!!

Aí que veio a parte tensa do episódio, como este ovo estava mexendo com as estruturas da Terra, alguma coisa teria que se fazer… Matar ou deixar viver a criatura de dentro do ovo… E se o ovo eclodisse, e as cascas viessem a colidir com a Terra?! Mas dentro da Lua tinha uma vida, seria justo acabar com uma vida dessa maneira?! Esta vida teria um culpa de ter sido colocado justamente lá?! E a humanidade, ou quem a representasse, teria que decidir tudo isso… E quem decidiria isto?! O Doctor… Não…

Ele deixou a decisão nas mãos da astronauta, da professora e da adolescente… As 3 mulheres que representavam a humanidade inteira lá de cima, da Lua, e iriam morrer junto, se decidissem por matar o feto… A base da Terra conseguiu entrar em contato com as moças, e a Clara mandou uma mensagem para Terra, expondo a situação… E que se decidissem por explodir tudo e matar o bebê, que apagassem a luz, se concordassem de deixá-lo viver, que as deixasse acessa… E… As luzes se apagaram… No momento em que se deveria explodir tudo, e a astronauta iria explodir, Clara não deixou explodir, o Doctor reapareceu, pois ele tinha ido embora… E levou as 3 para Terra…

De lá eles viram o ovo eclodindo, saindo o seu bebê que foi embora voando, a casca que desintegrou no espaço mesmo e um novo ovo, uma nova Lua no lugar… E foi muito bonita esta cena. E que foi seguida por outra, super tensa, de novo. Como eu disse, o Doctor deixou a decisão nas mãos delas, da humanidade representada por elas, disse ele que não cabia a ele, mas a Clara não aguentou a pressão. Brigou com o Doctor e o mandou embora, disse que não quer mais… Danny, no final do episódio a consolou, aconselhou que ela pensasse direito, e que conversasse com o Time Lord, mas… Cenas dos próximos capítulos!

Bom, as considerações são… Esse episódio mexeu muito com a ética, afinal, questionou-se uma vida, me lembrou um pouco os debates sobre o aborto, afinal, a vida originada não tem culpa por erros cometidos por outrem, não sei se estou viajando muito. Também se colocou em questão como a humanidade pode julgar erroneamente (vide as eleições, ops, falei alguma coisa?), e como tem que ter alguém com pulso forte para decidir… A Clara teve, pena que não segurou a pressão…

Estou ansiosa para o que está por vir, eles começaram a subir o nível Doctor Who de ser, depois desses dois últimos episódios que não foram tão fortes assim… E o que acharam pessoas?! Gostaram, desgostaram?! Querem falar alguma coisa?!?! Podem ficar à vontade… Curti demais este episódio, pouca presença do Danny, mas profunda… Vamos ver o que Clara decide e espero que nunca mais coloquem aquela camisa no Doctor, horrível… Então, falem, pessoas!!! Comentem e vocês farão uma colaboradora feliz!!! Até a próxima, pessoas!!! 😀