Doctor Who em: Gallifrey Stands!!!

Doctor Who em: Gallifrey Stands!!!

Pessoas, pessoas, pessoas… Quem é verdadeiramente fã do nosso querido (ou dos nossos queridos) Doctor (s), com certeza ficou maluco com o The Day of the Doctor!!! Sim, porque, além de salvarem Gallifrey, tivemos direito a David (lindo) Tennant, Matt Smith, Jenna-Louise Coleman, John Hurt (como o War Doctor), Billie Piper (infelizmente não como Rose Tyler) e Tom Baker!!! Sim, pessoas, este Tom Baker que vocês estão pensando, o ator que interpretou a 4ª regeneração de Doctor… Além de uma pitadinha de Peter Capaldi!!! Deu pra aguentar tudo isso?!?! Até agora eu não sei como… E Gallifrey stands!!!

Antes de falar do episódio em si, creio que não posso deixar de falar das várias referências que se fizeram ao longo do enredo, desde o cachecol, que era usado pelo 4º Doctor (Tom Baker) por uma das personagens secundárias da história, como também a abertura inicial que nos remete à série clássica, e a brincadeira que o War Doctor (John Hurt) faz, quando percebe que vai regenerar e fala que ele não queria regenerar com orelhas grandes, coisa que o 9º Doctor (Christopher Eccleston) tem, e que foi piada pela temporada inteira em que ele participou do seriado! Além das imagens do próprio Eccleston e dos demais Doctors, mesmo que reaproveitada, para mostrar como todas a regenerações se uniram para… Para, esperem um pouco…

O episódio começa com o reencontro do 11º Doctor (Matt Smith) e Clara (Jenna-Louise), e a TARDIS sendo interceptada pela UNIT (uma organização que protege a Terra de ataques alienígenas) a mando de Kate Stewart, chefe do Departamento I da organização, e ela diz que foi a mando da Rainha Elizabeth… Tá, até aí tudo bem, mas foi da I, como assim, Elizabeth I?! Kate mostra a credencial dada pela Rainha, um quadro, que com certeza convence o Doctor. Como a Clara diz, é uma pintura a óleo, mas em 3D, sendo impossível ser daqui deste tempo e da Terra, e Doctor nos diz que este quadro, que tem por nome No More ou The Gallifrey falls, é arte dos Time Lords, com a mesma tecnologia da TARDIS (maior por dentro do que por fora), e que se trata de uma fatia do tempo real congelado.

doctor-who-the-day-of-the-doctor-mid-air-636-380

É por este quadro é que abre o link para a Guerra (e aí foi uma cena épica de qualquer Guerra interplanetária), e de como o Doctor, já como o War Doctor, (vide o prequel The night of the Doctor), pegou o Momento, ou o Devorador de Galáxias, uma arma tão potente e poderosa, que, além de ter uma consciência própria, daria fim ao ataque dos Daleks, mas também, ao planeta inteiro… A alta patente de Gallifrey já estava pensando em usar a arma, já que com essa Guerra, o Universo inteiro estava ameaçado, embora achavam que só um homem seria louco o suficiente para usá-la… Guess Who?

Sim, o War Doctor pegou o Momento e até desejou ter um botão vermelho para apertar… Depois de andar milhas e milhas de distância da TARDIS para ela não ver o que ele faria, e, no momento em que ele tentava ligar o Momento (trocadilho tosco, eu sei), sua interface, na forma de Rose Tyler ou Bad Wolf (e não como a Rose do 10º Doctor, na verdade ele nem podia enxergá-la, TRISTE), conversa com ele, e o Doctor diz que quer matar a todos, Daleks e Time Lords, para acabar com a crise que se estabeleceu no Universo, a consequência deste ato, é ele sobreviver, para contar as crianças que ele mataria, de seu próprio planeta.

Doctor-Who-Episode-7.15-The-Day-of-the-Doctor-Full-Set-of-Promotional-and-Cast-Photos-26_FULL

Mas antes de executar a arma, a interface decide por mostrar janelas do futuro de Doctor, para ele mesmo perceber em que homem ele se transformaria, e de repente, cai um fez (and Fezzes are cool), nas mãos deles… E não era bem isso que a Interface esperava… O que acontece é que a Interface  fez abrir janelas não só com o 11º no momento em que eles analisavam os quadros de Elizabeth I, todas em arte dos Time Lords, mas também com o 10º, quando ele estava com a própria Rainha, se casando com ela… Sim, o 10º Doctor, com certeza, é o  mais bon vivant de todos… E sendo atacados por um espécie alien chamdo Zygon, espécie esta que é um metamorfo e consegue copiar exatamente a forma do ser predado…

doctor-who-the-day-of-the-doctor-fez

Aí é fez pra lá, fez pra cá… O maluquinho do 11º que pula na janela temporal, se encontrando com o 10º, que agora está com duas rainhas, e que agora estão com dois Doctors (e o Tennant de fez), a janela que o possibilita conversar com Clara e o War Doctor escutando toda a conversa e tudo o que uma boa dose de wibbly wobbly timey wimey, pode fazer por nós, e voilá, 3 Doctors juntos… Os 3 Doctors são presos porque eles (10ºDoctor), deixou a Rainha maluca, eles confabulando no calabouço, perceberam que os Zygon queriam roubar o planeta, pois, com o Universo se deteriorando, processo que englobou o planeta deles, fez com que eles viessem pra cá… Naquela época, ainda não estava bom, mas nos nossos tempos…

Estava perfeito! Tanto que sim, os Zygons, que estavam dentro do quadro (congelados), saíram, assumiram as formas de todos da UNIT, inclusive dentro do lugar mais escondido e seguro, inclusive com um apagador de memória, e quase fizeram a mesma coisa que o Doctor faria com o Momento, sacrificar a Inglaterra inteira, para salvar o mundo, mas, o Doctor (o War Doctor), vendo esta situação, decidiu que era isso mesmo que ele deveria fazer, e de repente, sumiu, voltou para o lado d’ o Momento, e os outros dois Doctors, resolvem o impasse entre os humanos e Zygons e a quase destruição da Inglaterra, apagando as memórias de todos, e as duas Kates cancelam a explosão da Inglaterra.

doctor-who-day-of-the-doctor-matt-smith-david-tennant-john-hurt

Quando o War Doctor, do lado da Interface decide por sim, apertar o botão vermelho (apareceu um!), ela mesma começa a falar que o chiado da TARDIS, sempre foi um barulho que despertou esperança para aquele que estivesse perdido, mesmo que este ser, fosse o próprio Doctor, e o que acontece? Duas TARDIS se materializam, trazendo com elas, o 10º e 11º Doctor, além de Clara, que venhamos e convenhamos, sempre salva a pátria!

Os dois Doctors resolveram ajudar o War Doctor com a responsabilidade de detonar a bomba, afinal, este estágio da vida deles, sempre fora um estágio que eles mais quiseram esquecer… Carregar essa responsabilidade de acabar com a vida do próprio povo, mas depois do impasse dos Zygons e humanos, eles perceberam que não fizeram mal… Até que Clara os lembra da verdadeira promessa ao assumir o nome de Doctor: “Nunca ser cruel ou covarde… Nunca desistir e nunca se entregar”… E é aí que se dá início aos momentos mais fantásticos que se pode ver em 50 anos de série!!!

Eles vão congelar Gallifrey e mantê-lo escondido, como a pintura, para isso precisam manter as TARDIS em pontos equidistantes do planeta, para conseguir tal feito. O Alto Comando de Gallifrey disse que precisaria de centena de anos para se calcular isso, mas o 10º disse, já fizera esse cálculo por todas as suas vidas e todos os 12 Doctors, ou melhor, todos os 13 (Aparece o Doctor de Capaldi!!!!), cercam Gallifrey e de repente, uma grande explosão!!!! Mas imagina várias imagens de todos os Doctors em suas TARDIS tentando salvar o planeta que já se encontrava condenado!!! E a voz de William Hartnell chamando Gallifrey!!! Mais épico que isso? Olha, sinceramente eu não sei!!!

374533_588868437834518_665660205_n

Dera certo? Os três, já de volta à galeria discutiam, disseram que nunca saberiam, mas pelo menos o 11º Doctor saberia que ele tentou… Os fluxos do tempo estão fora de sincronia e até mesmo o 10º não lembraria que ele tentou salvar Gallifrey, ao invés de queimá-la…  Quando ele vai se despedindo, o 10º pede para o 11º falar qual seria o destino final deles, já que conversaram sobre isso durante o episódio, ele falou de Trenzalore, onde eles foram enterrados… O 10º pede para mudar o destino, porque, como ele mesmo disse: “I don’t wanna go…”, ah.. E essa frase, todo bom Whovian vai entender…

E o Doctor de Matt Smith precisa de um tempo sozinho, antes de ir, Clara diz que o curador da galeria queria falar com ele. Doctor olha para ele e diz que não se esquece de um rosto, e Tom Baker fala que ele passará a revistar os seus rostos favoritos… Ele conversa com Doctor sobre o nome do quadro, falando que o nome dele “No more” ou “Gallifrey falls” é um título só… “Gallifrey falls no more”, fazendo assim o Doctor deduzir que dera certo, Gallifrey não caiu!

3731988865-tom-baker-no-epiodio-de-aniversario-de-doctor-who-day-doctor

E agora o Doctor tem um novo sonho, um novo caminho… O caminho com que todos sonham, o caminho de volta para casa… Um novo sentido que uma vida, tanto tempo sem sentido encontrou… O episódio, não foi nada mais do que um episódio sobre esperança e como podemos encontrar, a alternativa quando tudo parece perdido…

Natalia Cordeiro
por

Natalia Cordeiro

Sou Whovian por opção, tenho Letras por formação e escrevo por paixão. Apaixonada pelo o azul e o non-sense (entende-se então TARDIS e Alice no país das maravilhas) e por corujas em geral. Quero mostrar um pouco do meu país das maravilhas através de seriados, filmes, livros e músicas, e por vezes, tento me aventurar e tenho grande paixão por poesia!

Recomendamos para você