DISNEY | As melhores e mais bizarras teorias conspiratórias

Muito além do Felizes para Sempre

Apesar de termos crescido ouvindo histórias de princesas, príncipes e rainhas más, há quem diga que há muito mais por trás disso. Enquanto conhecemos as versões terminadas em ” Felizes para Sempre”, inegavelmente nem tudo são sempre flores. Às vezes, uma trama mal contada pode dar abertura para a criação de diversas teorias.

Muitas são, decerto, absurdas. Entretanto, não há como negar e/ou refletir sobre algumas das hipóteses criadas sobre os contos de Walt Disney. Decidimos reunir aqui, portanto, as melhores teorias conspiratórias envolvendo os contos de fada!

1- Ariel e Capitão Gancho

Parece decerto impossível que tais tramas estejam conectadas. Mas para os viciados em easter eggs de plantão, a Disney pode ter escondido um dentro da história de Peter Pan. Tal easter egg associaria a mãe da Pequena Sereia e o vilão de Pan.

Embora nunca tenhamos conhecido Athena, a mãe de Ariel foi mencionada no segundo filme da série. É dito que Athena perdeu sua vida nas mãos de um pirata malvado. Em contrapartida, as sereias que aparecem na Terra do Nunca não tiveram seus nomes revelados, ou seja, as possibilidades são inúmeras.

Mas foi após uma comparação entre Ariel e uma sereia de Peter Pan que a teoria surgiu. Por analogia, Athena teria sido morta por ninguém menos do que Gancho.

2- Peter Pan é, na verdade, um anjo da morte

Mais uma teoria envolvendo a história do menino que voava para a Terra do Nunca. Mas aqui vai um aviso: sua infância pode acabar sendo arruinada.

A teoria em questão traz um ponto de vista macabro do conto de Peter Pan. Nela, o menino de roupa verde é, em resumo, um anjo da morte cuja função é transportar crianças para o céu (a Terra do Nunca). Tal fato explicaria o motivo de nenhuma das crianças crescerem, afinal, estariam todas mortas.

A hipótese se baseia em algumas informações do livro original, Peter e Wendy, de J.M. Barrie. Nela é descrito, que a Sra. Darling ouvia histórias sobre crianças que morriam, e tinham Pan como acompanhante até parte do caminho para o céu.

Além disso, o autor do livro perdeu o irmão quando tinha apenas 13 anos. Para sua mãe, portanto, o filho perdido nunca cresceu. Há quem diga que essa foi a verdadeira inspiração para a criação de Peter e Wendy.

3- Tarzan, Frozen, Enrolados e A Pequena Sereia

É provável que você pule essa teoria apenas pelo título, afinal, como poderíamos relacionar tudo isso? Estamos falando afinal de histórias que se passam na selva, no gelo, no mar e na floresta. Mas pedimos que fiquem até o final, pois há fortes indícios de que tais personagens são mesmo relacionados.

Rapunzel, Anna e Elsa

Primeiramente, vamos começar pela ordem dos acontecimentos.

Não apenas a família real de Arendelle acaba de aumentar, como ganhou um componente famoso. Fortes informações relacionam Rapunzel com Anna e Elsa, isto é, as três são primas!

Durante a coroação de Elsa, é possível ver Rapunzel e Flynn no canto da imagem. Visto que Enrolados se passa na Alemanha e Frozen na Noruega, seria preciso uma boa razão para o deslocamento. Por que eles iriam ao casamento senão por um motivo especial?

Além disso, a diretora de Frozen pode ter revelado um detalhe importante que corrobora com a relação descrita abaixo. De acordo com Jennifer Lee, os reis de Arendelle foram convidados para o casamento de Rapunzel e Flynn. Teria sido justamente no caminho para tal evento que seu navio naufragou.

Tarzan, Anna e Elsa

Seguindo a linha dos acontecimentos, vamos ao naufrágio.

Essa parte da teoria diz que Tarzan é nada menos do que irmão de Anna e Elsa. Tal hipótese pode ser atribuída a Chris Buck, co-diretor de Frozen e Tarzan. De acordo com Buck, os reis de Arendelle não perderam sua vida no naufrágio, pelo contrário. Apesar do que aconteceu com o navio, eles conseguiram refúgio em uma ilha, onde a rainha teria dado à luz a um menino.

Mais tarde, porém, a família foi atacada por um leopardo e apenas a criança sobreviveu. Essa criança seria, portanto, o jovem Tarzan.

A Pequena Sereia e Arendelle

Enfim chegamos a última parte dos acontecimentos. Aqui, a teoria relaciona o naufrágio dos reis de Arendelle com o navio encontrado e explorado por Ariel.

O reino de Arendelle fica na Noruega, enquanto Enrolados se passa na Alemanha. Quando pegamos um mapa mundi e lembramos que, de fato, o filme da Pequena Sereia se passa nas águas da Dinamarca, vemos que isso é exatamente no meio do caminho entre os dois reinos. O navio seria, portanto, aquele encontrado por Ariel no início do filme.

4- Nemo morreu junto com sua mãe

Procurando Nemo é um dos filmes mais bonitos e significativos de Walt Disney. Quem nunca torceu pelo encontro entre pai e filho, após terem sido cruelmente separados? Pedimos desculpas por acabar com o encanto, pois a próxima teoria certamente irá apertar o coração.

Em latim, a palavra Nemo significa “Ninguém”, ou seja, o título do filme em questão seria Procurando Ninguém. Mas quem seria o adorável peixe palhaço que aprendemos a amar? Preparados ou não, aqui vai um balde de água fria.

De acordo com a teoria, Procurando Nemo se trata da história de um peixe palhaço traumatizado pela perda de sua família inteira. Ele embarca em uma jornada pessoal para tentar superar a dor e, por isso, ele não estaria procurando ninguém. Na verdade, Marlin só queria seguir em frente.

Nemo?

Procurando Nemo começa com uma cena traumatizante. Marlin, sua esposa e seus futuros filhos são atacados por uma terrível barracuda. Enquanto no filme temos a sobrevivência de Marlin e um único ovo, do qual Nemo nasce, acredita-se que o pequeno peixinho é, na verdade, a manifestação do luto. Por não ter conseguido impedir a tragédia, o peixe desenvolveu um sentimento de culpa associado a difícil aceitação. E é por isso que ele chama o peixinho de Nemo.

Mas o que seriam as aventuras de Marlin e seu “filho”? Simples, os cinco estágios do luto.

Negação: a reluta de Marlin em deixar Nemo ir para a escola.

Raiva: sua irritação ao perceber que o peixinho nadou para longe.

Negociação: toda sua jornada pelo oceano.

Depressão: ver Nemo ser levado pela descarga.

Aceitação: Marlin finalmente deixa Nemo partir para a escola.

Dory

Como se ainda fosse possível ficar mais triste, temos a participação de Dory na teoria. Não apenas ela, como também todos os outros personagens, simbolizam pessoas tentando dizer a Marlin que ele não foi culpado.

Por sofrer de perda de memória recente, Dory ensina a Marlin uma lição importante. Ela vive momento por momento, ou seja, a peixinha azul mostra ao novo amigo que é preciso deixar a lembrança de sua família ir. Marlin precisa viver o próximo momento e esquecer o mais recente.

Por fim, não podemos deixar de mencionar uma das última cenas do filme. Ao ir para escola, Nemo abraça o pai e lhe diz para embarcar em uma nova aventura. Essa foi a forma encontrada para reproduzir o fato de que Marlin, enfim, seguiu adiante.

5- Aladdin se passa em um futuro pós-apocalíptico

Embora a Disney tenha nos feito pensar que Aladdin se passa no passado, evidências sugerem que a história acontece em um futuro distante. Não estamos falando de apenas alguns anos a frente, mas sim 10 mil anos no futuro. E as evidências de tal teoria teriam sido contadas por nosso querido Gênio da Lâmpada.

O Gênio

Em contraste com o que pensávamos, Aladdin seria situado em um período pós destruição do mundo, e tudo o que restou foi o Oriente Médio. Assim que sai da lâmpada, o Gênio anuncia que estava preso há 10 mil anos. Quando faz suas referências, porém, ele usa elementos da cultura pop atual, ou seja, o período em que viveu antes de ser aprisionado.

O macaco Abu, por exemplo, é transformado em um carro dos anos 50. E não podemos esquecer que, no videogame, Aladdin vê uma placa de “Pare” quando está andando pelo deserto. O fato de se passar tanto no futuro poderia explicar a presença de elementos mágicos no filme, como o tapete voador. A tecnologia futurista teria sido guardada na caverna pois foi a forma que a população encontrou de proteger seus tesouros de uma guerra nuclear.

6- Bela e Jane são parentes

Se tem uma coisa que fã da Disney gosta, é relacionar personagem em algum grau de parentesco. Depois de presenciarmos o aumento na família de Anna, Elsa, Tarzan e Rapunzel, chegou a vez da cunhada das princesas de Arendelle ganhar um parente. Na verdade, uma parente. De acordo com essa teoria, Jane e Bela, de A Bela e a Fera, são parentes!

A primeira evidência, e também a mais fraca, é o fato óbvio de que as duas personagens gostam bastante de amarelo. É provável que você já tenha reparado esse detalhe, mas nunca pensou que teria algum significado. Outra semelhança está no fato de se apaixonarem por homens um tanto quanto excêntricos e tentarem torná-los mais civilizados. Assim como Bela encontrou um jeito de se comunicar com a Fera, Jane encontrou seu jeito com Tarzan.

Mas e daí?

Apesar de todas as coincidências, nada disso explicaria uma verdadeira relação entre Bela e Jane. Entretanto, uma cena específica de Tarzan relaciona as duas personagens e até mesmo os mais céticos terão de admitir. Quem não conhece o famoso jogo de chá de Bela, composto pela Sra. Potts e Chip? Aqui está ele, servindo de bateria para um dos melhores amigos do homem da selva.

De acordo com a teoria, Jane seria neta, bisneta ou tataraneta de Bela.

 

7- Carl morreu no começo de UP

Lencinhos preparados? Pois aqui vai mais uma teoria de cortar o coração.

Todos lembram do filme Up – Altas Aventuras? Este foi certamente uma das produções mais bonitas e emocionantes de Walt Disney. Logo que o filme começa, ficamos sabendo um pouco da história de Carl, um senhor rabugento vivendo sua vida solitária. Mas como em um passe de mágica, o longa se transforma em casas voadoras, balões coloridos e uma bela amizade entre Carl e Russell.

De acordo com fãs, a razão para tal mudança está no fato de que Carl, na verdade, faleceu uma noite antes de ser levado para Shady Oaks. A alegria presente no filme significa sua jornada para o céu, repleta de cores e momentos bonitos.

Socorro!

UP nos mostra Carl Fredricksen se apaixonando pela esposa, crescendo ao lado dela e vendo-a partir. Tal perda causou um profundo sentimento de tristeza e depressão em Carl, que ao fazer 78 anos, teria decidido que seu tempo na Terra já acabou. Enquanto dormia, uma noite antes de ir para a casa de repousa, Carl se despede desse mundo e embarca em uma jornada rumo ao paraíso. Russel é, na verdade, seu anjo da guarda.

8- Emily e Andy

Embora saibamos da existência da mãe de Andy, seu nome nunca foi revelado. Mas de acordo com essa hipótese, Toy Story pode sim ter revelado como ela se chamava. Afinal, a mãe de Andy seria ninguém menos do que a antiga dona de Jessie, a cowgirl amiga de Woody.

Semelhantemente ao que aconteceu com Woody, Jessie também teve um destino triste no mundo dos brinquedos. Ao contar sua história, vemos Emily, a antiga dona descartá-la em uma caixa. Aparentemente, Emily estava velha demais para brincar com sua antiga melhor amiga.

Ao observarmos a cena, não  há como não notarmos certos detalhes, como o chapéu. Andy usa exatamente o mesmo chapéu que Emily usava e deixava sobre a cama. Ou seja, Emily e a mãe de Andy são a mesma pessoa.

9- Chip tem um pai e uma mãe

Conhecido por muitos como a caneca lascada de A Bela e a Fera, Chip ganhou o coração do público com sua fofura. Não podemos esquecer, contudo, que o objeto de louça é uma criança enfeitiçada.

Antes de mais nada, o filme nos leva a acreditar que Chip é filho da Sra. Potts. Mas não é preciso pensar muito para saber que ela já é uma senhora bem idosa e Chip é um tanto quanto pequeno. Além disso, somos informados de que os objetos do castelo estão enfeitiçados há 10 anos, mas quando voltam ao normal, vemos que Chip é mais novo do que isso.

Como o tempo funciona em A Bela e a Fera? Sabemos que o príncipe tem 21 anos quando o feitiço é quebrado, afinal, era esse o prazo para a quebra do encantamento. Então ele teria 11 anos quando a maldição foi lançada, certo? Basta assistir ao filme para saber que o homem que se transforma na Fera estava bem mais velho do que 11 anos.

Chip

Quando pensamos na questão da idade do príncipe e de como Chip poderia sequer existir, veio a teoria. E se o tempo tivesse passado de forma mais lenta do que o normal após o lançamento do feitiço?

Ao longo do filme, Chip chama a Sra. Potts de mamãe, o que nos leva a pensar que ele é realmente seu filho. Embora seja possível, é difícil imaginar que aquela senhora idosa teria dado à luz cerca de seis/sete anos antes. Quando lembramos que ela era uma governanta do século XIX, tal possibilidade se torna ainda mais improvável. Mas por que ela mentiria para o menino?

De acordo com alguns fãs, a Sra. Potts teria recebido o bebê Chip para criar, visto que seus pais não estariam em condições. E para quem a velha senhora aceitaria tal tarefa, sem pestanejar? Um jovem irresponsável, mimado e impulsivo, ou melhor, aquele que conhecemos como Fera.

O Príncipe

Não há como negar a semelhança física entre Chip e o príncipe. Além dos cabelos lisos e loiros, ambos compartilham os mesmos olhos azuis. E qual razão a história teria para dar uma atenção especial àquela pequena xícara em especial? Não esqueça que existem outras sete pequenas xícaras, mas apenas conhecemos uma delas.

Para finalizar a teoria, há quem diga que Chip tem também uma mãe conhecida por nós. A mãe do pequeno menino seria ninguém menos do que a própria feiticeira. Tomada pela raiva e pela vingança após ter sido descartada pelo príncipe, ela resolve encantar todo o castelo, inclusive a pequena criança. Como punição, ela o amaldiçoa para que ele nunca mais encontre amor.

10- Toy Story 3 e o Holocausto

A chegada de Toy Story 4 esse ano é, certamente, um motivo de comemoração! Afinal, estamos morrendo de saudades dos nossos brinquedos favoritos! Mas como essa matéria é, acima de tudo, para contar teorias conspiratórias, aqui vai uma sobre Woody e seus amigos.

No terceiro filme da franquia, Andy vai para a faculdade e seus brinquedos resolvem se reunir para discutir o futuro. A solução apresentada por Buzz é muito similar aquela encontrada por Anne Frank. Juntos, os  brinquedos se escondem no sótão para fugir de seu futuro incerto. Mas infelizmente eles não conseguem.

Após serem embalados em uma caixa apertada, sem possibilidade de fuga, são mandados para o Sunnyside Daycare Centre. Da mesma forma, os judeus foram enviados em trens para os campos de concentração. E assim como aconteceu na época do nazismo, os brinquedos acreditavam estar indo para um lugar seguro e agradável.

O Holocausto

Quando conhecem Ken, os brinquedos acreditam estar conhecendo um novo amigo. Mas como todos descobrimos depois, ele os leva direto para o que viria a ser sua destruição. No Sunnyside Daycare Centre os brinquedos são manuseados por crianças irresponsáveis, que os tratam de qualquer forma. Após perderem a utilidade são enviados a um incinerador, onde serão queimados. Alguma noção de com que isso poderia se assimilar? Pois é, estamos falando de câmaras de gás.

Como se não fosse suficiente, não podemos esquecer que existe uma patrulha no Sunnyside Daycare Centre. Quando tentam fugir, muitos brinquedos são retidos pelos seguranças e nunca mais vistos.

O Final

Embora saibamos que o Holocausto esteve longe de ter um final feliz, não devemos pensar que Toy Story 3 também teve.

Os brinquedos são salvos pelos adoráveis alienígenas do Pizza Planet e seu amigo Garra. Após quase “perderem a vida” no incinerador, voltam a casa de Andy e recebem a atenção do menino pela última vez. Antes de partir, ele os deixa em um lugar seguro e familiar, onde terão atenção de uma criança por um longo tempo.

De acordo com a teoria em questão, os brinquedos não sobreviveram ao fogo, assim como muitos judeus não sobreviveram aos campos. Seu resgate pelos alienígenas representa, na verdade, a ida para o Paraíso após tanto sofrimento. Como “recompensa” antes de enfim ir para o próximo plano, eles têm a chance de brincar com a pessoa que os amou pela última vez.

Antes de mais nada, sabemos que muitas teorias podem ser excluídas pela questão da linha do tempo. Mas visto que estamos falando de Walt Disney e contos de fada, quem disse que algumas questões magicas não poderiam ter influenciado?

Cabeça aberta galera, tudo isso não passa de uma grande teoria.

APROVEITE PARA CONHECER NOSSO CANAL DO YOUTUBE:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ:

CARMEN SANDIEGO | Netflix confirma nova temporada!

  A Netflix está conseguindo criar uma boa carreira no mundo das animações. Primeiro tivemos Hilda, baseada em gibis e, posteriormente, Carmen Sandiego, baseada em um jogo dos anos 80. Agora a super espiã, Carmen Sandiego, acaba de ser confirmada para mais uma...

Quem escreveu?

Paula Ramos

How you doin'? Aluna da Sonserina esperando a carta de Hogwarts desde os 7 anos de idade. Bióloga de formação, jogadora de quadribol, professora de idiomas, constantemente no lado negro da força e uma pessoa traumatizada por não ter virado CSI.