Dicas para criar coelhos de estimação

-por , em 27/04 -
Dicas para criar coelhos de estimação

Há algum tempo, eu falei para vocês sobre coisas muito importantes que devem ser seriamente consideradas antes de se ter um pet em casa (você pode ler AQUI), e nós sempre temos dicas legais sobre os cuidados com cães aqui no blog também. Mas hoje, se você já considerou que vai ter um pet, mas deseja algo um pouco diferente de te um cachorrinho ou um gatinho, vem comigo, porque eu vou te ensinar a criar  coelhos!

Como já comentei várias vezes, eu adoro animais ( a débil mental louca que é capaz de abraçar um dragão de komodo se tiver a chance, lembra?) e claro que tenho alguns (não dragões! kkkkk) na minha casa. Um deles é o nosso coelho anão Ash, que ao contrário do que muitos pensam, não é um bichinho que só fica lá, fazendo cara de fofo ( tá, isso ele faz mesmo, com maestria, mas é parte do charme natural dos coelhos). Coelhos ao contrário do senso comum, estão longe de serem animais muito tímidos e medrosos, porque na verdade, eles são curiosos e até arteiros! Mas, vamos lá?

RAÇAS

Se você vai ter um coelho, uma das primeiras coisas a se decidir é a raça! Sabia que existem mais de 45 raças, divididas em 3 categorias? Então, é preciso pensar se você quer uma raça do tipo Corpo Comercial (basicamente restrito às grandes raças de coelho, comumente são criados para o abate, mas também podem ser pets), de Corpo Todo Arqueado (são os Terriers e os Collies do mundo dos coelhos, são muito exclusivos em aparência e têm muita energia! Requer proprietários muito dedicados ou experientes, então talvez não seja bom pra um iniciante) e os mais procurados como pets, os de Corpo Compacto (todas as menores raças de coelho estão nessa categoria e vão de 680 g até 2,5 kg).

 

E, como acontece com os cães, cada raça tem um temperamento diferente, podendo ser mais dócil ou mais arisca, mais adequada para crianças ou não. Além de poder ter pelos curtos ou longos, orelhas em pé ou caídas (meu Ash é um Lop, com orelhas caídas, pelos mais longos e temperamento amistoso). Os pet shops costumam trabalhar com as raças de corpo compacto, ou os chamados coelhos anões e de temperamento mais dócil, tornando fácil você escolher um se não tiver certeza da raça adequada. Mas, não deixe de considerar adotar o seu orelhudo! Muitas ONGs tem coelhinhos esperando um lar para chamar de seu. 😉

ACOMODAÇÃO

Dependendo da raça e tamanho do seu coelho, você vai precisar de diferentes tipos de acomodações. Um coelho grande, assim como um de corpo arqueado, estará melhor em um viveiro espaçoso ou em um local como um quintal. Os compactos são ideais para pessoas com espaços mais restritos e que moram em apartamentos ( meu caso _o/ ) e podem ser criados em coelheiras, facilmente encontradas em pet shops. As gaiolas precisam de um canto com um descanso para as patas. Algo plano como uma placa de madeira (nas lojas eles tem peças prontas se você procurar). Isso serve pare evitar que as patas fiquem feridas ao se equilibrar no espaço entre as grades por muito tempo e como um local para o coelho se deitar também.

Uma dica que eu posso passar sobre a gaiola: quando trouxemos o Ash para casa, nos recomendaram forrar a bandeja com serragem. Ok, funciona e a serragem absorve a urina mas, meu marido fica incomodado com o cheiro (desculpe, não vou mentir, o cheiro do xixi deles é forte, esteja ciente disso). Acabei desenvolvendo uma solução particular: forro a bandeja com aqueles tapetes próprios para cães (precisa ter grade por cima, ou você vai encontrar um carnaval mais tarde! Como eu citei, arteiros! kkkk), coloco por cima, no canto onde ele realmente usa mais, um pouco de areia para gatos e um pouco de serragem.

 

Por que? Apenas o tapete não é atrativo, eles vem de criadouros onde usam serragem, estão acostumados a associar o cheiro com o local das necessidades (falaremos sobre isso melhor mais a frente) e a areia não é necessária, eu opto por ela por considerar que ajuda a inibir muito mais o odor  e ajudar a permitir trocas a cada dois dias (essas coisas são carinhas e eu também preciso economizar um pouco, não tenho um banco! kkkkk)

ALIMENTAÇÃO

Você vai encontrar rações balanceadas próprias para coelhos nas lojas, assim como aquelas que existem para cães. Mas coelhos precisam de mais que isso, especialmente fibras, já que são herbívoros. Então, você também vai encontrar em lojas alfafa selecionada para por na gaiola (não precisa ser diário, mas duas vezes por semana pelo menos). Também deve-se dar verduras escuras, como rúcula, agrião, espinafre e couve (pode dar alfafa e verdura ao mesmo tempo também, problema nenhum!). E evite ao máximo a alface, porque as folhas tem mais liquido e acabam dando dor de barriga e você não vai curtir limpar…

Frutas, desde que não sejam cítricas, são bem vindas. Mas em porções pequenas, mais como petisco mesmo (meu Ash adora rodelas de banana com casca e maçã).

A famosa associação de coelhos e cenouras? EVITE!!! Embora eles adorem, a cenoura contem muito açúcar e acaba por fazer mal a eles. Isso não significa que você não possa dar, mas apenas se for raramente e em pequenas quantidades.

SAUDE

Bom, pra manter o coelhinho saudável, você tem de seguir as dicas de alimentação, manter o local onde ele fica a maior parte do tempo o melhor limpo que você puder (esqueça sobre manter sem cocô, eles fazem “bolinhas” constantemente, a toda hora, pois sua digestão é rápida. Por isso ter grades mais altas que o fundo da  gaiola é importante, para evitar o contato).

Mas é muito importante considerar outras coisas também! Primeiro: atividade física. Lógico que você não vai conseguir levar seu coelho para passear na coleira como um cão, mas eles precisam de exercício! Então, se você o criar em uma gaiola, lembre-se de que ele precisa de no mínimo 1 hora de liberdade todos os dias! Mas o ideal é que fique solto o tempo todo ou o maior tempo possível se você não puder deixá-lo solto. Se ele não puder pular e correr, vai sofrer estresse, ficar nervoso e acabar até mordendo por estar frustrado, além de atrofiar os membros do pobrezinho! E quando for deixá-lo solto, nunca sem supervisão! Como já falei, são curiosos! Um coelho sozinho vai explorar e, mesmo acompanhado, vai dar pequenas mordidas nas coisas para ver o que são se puder (perdi fios de telefones, de um Playstation, pontas de tapete…) Então, ou você o vigia, ou o deixa à vontade num ambiente onde não tenha coisas que possam ser estragadas ao alcance…

 

Eles PRECISAM roer. Os dentes dos coelhos crescem constantemente e eles precisam gastá-los. Você pode suprir essa necessidade com brinquedos de madeira próprios para pets, ou barras de alimento bem duras, próprias para essa finalidade também.

CUIDADO ONDE PISA! Se seu coelho gostar de você, quando solto vai te seguir algumas vezes. Como são rápidos, é melhor prestar atenção para não pisar de surpresa no danadinho. 😉

Banhos? Apenas se muito necessários e se puder, prefira pet shops que realizem o serviço em coelhos. Se o pelo manter umidade nas camadas mais próximas a pele após o banho, pode desenvolver fungos… Para manter o Ash limpo em casa, eu uso aqueles sprays próprios para banho a seco de filhotes, que são aplicados superficialmente e o escovo semanalmente. Aliás, escovar é sempre bom! Coelhos “se limpam” constantemente e acabam ingerindo pelos. Escovar ajuda a diminuir a ingestão e alimentos fibrosos a eliminar o que foi ingerido, viu? 😉

TREINAMENTO

Coelhos são bem inteligentes e podem aprender muitos truques, desde que bem recompensados. Até mesmo competições para coelhos saltadores existem!  E eles gostam de brinquedos, então dá pra brincar com eles!

Ash BrincandoAsh brincando

Posted by Luciana Fogo on Sexta, 15 de novembro de 2013

 

Mas, o que todo dono de coelho deve ensinar para facilitar a vida é o que eu vou te ensinar agora!

XIXI NO LUGAR CERTO: Normalmente eles escolhem um lugar para fazer xixi e, o ideal, é que seja dentro da gaiola, que vai estar preparada pra isso, né? Então, toda vez que seu coelho fizer xixi fora da gaiola, você deve molhar um pedaço de papel toalha nesse xixi e colocar dentro da gaiola, num canto um pouco mais longe da comida e prender seu coelho com esse papelzinho lá, imediatamente! Quanto mais perto do momento em que o xixi foi feito, melhor! Ai então você deve limpar muito bem o local errado, lavando de preferencia, para não ficar odor. Nosso Ash, aprendeu em menos de uma semana! Só faz xixi na gaiola! Mas por favor, não esqueça de deixar a gaiola acessível e com a porta travada aberta! Ou ele não poderá ir até lá, né?

ENTRAR NA GAIOLA SOZINHO: Se você parar na frente da gaiola e quando ele se aproximar, usar um petisco como um pedacinho de maçã, alguma fruta desidratada ou um amendoim sem sal para ele comer dentro da gaiola, em apenas algumas vezes, sempre que você parar em frente a gaiola ele vai entrar! Ai você pode sempre dar um petisco ou um estimulo positivo, como um afago no nariz, que eles adoram! Ensinei isso para o Ash e é uma mão na roda! Porque nada mais complicado que você precisar sair ou receber alguém e ter de correr feito uma louca atrás do coelho, que é mais rápido e se esconde embaixo das coisas, por um tempão! Com o truque, que eu sempre reforço com petiscos pelo menos um vez por semana, eu só preciso aguardar alguns instantes e ele mesmo faz o serviço! kkkkkk

Agora que você está de posse dessas dicas (mas você pode me perguntar se ainda tiver alguma dúvida, responderei com prazer) tudo pronto pra ter um orelhudo e ser muito feliz! Eles são ótimos companheiros! Gostam de seus humanos, são ótimos para se aconchegar e tirar uma soneca junto, ou para ficar pertinho de você enquanto faz algo como estudar ou escrever. Ficarão mais que felizes com cafunés no nariz (eles tem muitas terminações nervosas nessa área, então adoram) e farão valer a pena, acredite!

Faça-me um cafuné!

Posted by Luciana Fogo on Sábado, 28 de junho de 2014

Luciana Fogo
por

Luciana Fogo

Chocólatra assumida, sou também uma viciada em livros e totalmente capaz de virar a noite com uma boa história! Mas o meu maior amor é ter INFORMAÇÃO! Pergunte que eu descubro!

Recomendamos para você