É bom, faz tudo, mas você realmente precisa? Olá coxudos! Quantos de vocês desejam ou já desejaram ter um gadget de última geração com uma série de recursos e aplicações que muitas vezes nem sabemos para que servem? E quantos, por não entenderem muito sobre determinado assunto, acabaram comprando algo que não era bem o que realmente queriam? Irei dar algumas dicas básicas para fazer a escolha certa e ficar sempre satisfeito com seus produtos.

Primeiramente, você já deve ter ouvido isso por aí, mas irei repetir: PREÇO NÃO É TUDO. É só um dos 5 P’s do marketing, mas isso já é outro assunto. O que eu quis dizer foi: JAMAIS COMPRE UM PRODUTO POR CAUSA DO PREÇO, sem antes tê-lo estudado corretamente. Como diz o ditado, o barato pode sair caro.

No ramo da computação é cada vez normal vermos pessoas comprando máquinas super potentes, com periféricos de última geração. Até aí sem problemas, mas acontece que muitos desses computadores acabam sendo usados para coisas simples como edição de textos, exibição de filmes, reprodução de músicas e navegação na internet. Também é comum vermos gente que compra o computador mais barato que vê pela frente e depois sofre para jogar algo ou usar um software que exija um pouco mais de capacidade de processamento. Mais dois exemplos que já vivenciei foram o de uma pessoa que comprou um iPhone e se frustrou ao tentar transferir um arquivo por bluetooth, assim como outra que comprou um aparelho com Android e se enrolou na hora de transferir umas músicas do computador para o aparelho sem ter um programa específico que faça isso (tal como o iTunes). Ambas foram motivadas apenas pelo que os outros falavam, mas não avaliaram suas reais necessidades antes comprar os aparelhos.

Nem sempre temos conhecimento sobre tudo o que vamos adquirir, e nessas horas é sempre bom recorrer a quem entende do assunto, ou pesquisar por conta própria. Na internet há praticamente tudo sobre qualquer produto que é vendido pelo mundo. Pesquise sobre o produto, se possível leia ou ouça opiniões de quem já o tem. NUNCA CONFIE EM VENDEDORES. Eles estão apenas de olho em suas comissões e não serão eles que irão te atender se por acaso seu produto der problema.

Antes de sair às compras é necessário avaliar o que realmente se quer comprar, o que será feito com o produto e quais os recursos desejados. Após isso, pesquise por produtos que atendam às expectativas, veja o histórico das marcas (se é bem falada, conhecida, como é o atendimento pós-compra etc) e veja quais possuem a melhor combinação custo/benefício. Deixe o preço para o final da lista. Não estou dizendo que ele é o menos importante, e sim que ele vai ser o fator decisivo antes de fechar a compra, após ter avaliado todos os itens ditos acima.

satisfação

Se for comprar pela internet, não confie muito nos comentários de consumidores que estão no site. Na maioria das vezes eles dizem respeito à loja, e não ao produto, além de serem feitos logo quando o produto é recebido, ou seja, num tempo insuficiente para avaliar a qualidade do mesmo. Pesquise também a loja onde será feita a compra, não é porque o nome é conhecido que quer dizer que o atendimento é bom, assim como uma loja desconhecida não é necessariamente uma “fraude”. Existem diversas opções na internet, além de diversas maneiras de saber quais são confiáveis ou não.

Para pesquisar sobre os produtos ou marcas, use serviços como o Reclame Aqui, o Buscapé (que é muito útil para pesquisar preços e também opiniões de consumidores sobre as lojas), além do próprio Google, que pode te levar para reviews, análises, testes e reclamações do produto avistado. Se a grana estiver apertada na hora de comprar aquele produto que atende perfeitamente às suas necessidades, prefira esperar um tempo ao invés de adquirir outro. Sua satisfação irá compensar a espera.

Safisfação-do-cliente

Compartilhe: