O que acontece quando o destino faz duas garotas super diferentes, morarem juntas, no mesmo apartamento? A resposta para esta pergunta está na indicação de um dos melhores mangás shoujos já vendidos. Seu nome é NANA, um mangá sobre rock, amores e vida adulta – quem não ama tudo isso e mais um pouquinho?

NANA conta a história de duas garotas que se conhecem em um trem, indo para Tóquio. De personalidades diferentes, uma é inteiramente fofa e ingênua, já a outra, é uma punk vocalista de uma banda. O que duas garotas tão diferentes teriam em comum? O mesmo nome: NANA. As duas se separaram ao chegar à cidade grande, mas acabaram se reencontrando, por acaso, e por fim decidem dividir um apartamento!

Na história, acompanhamos o cotidiano de duas jovens, enquanto a doce Nana Komatsu procura por um amor e um emprego que goste de verdade, a outra Nana, a Nana Oosaki luta para conseguir fazer sucesso com sua banda punk: Black Stones!

MANGÁ NANA

NANA é um mangá que se encaixaria na categoria josei (um mangá voltado para o público adulto). O enredo do mangá é um tanto denso e envolvente, tratando de assuntos como independência – acompanhamos as duas meninas se mudando do interior para a capital para viver coisas novas longe de suas famílias – maturidade e consequência pelos atos que decidem ter!

MANGÁ JOSEI NANA

O mangá tem várias referências a lugares e pessoas reais, como o bar frequentemente visitado pela turma das Nanas, o Jackson Hole – que fica em Tóquio; a estilista Vivienne Westwood, diversas marcas reais de cigarros (Seven StarsLucky Strike), guitarras GibsonFender e, principalmente, a banda punk Sex Pistols, citada do começo ao fim e que, inclusive, rendeu um dos personagens principais.

MANGÁ JOSEI NANA

A história foi criada pela Ai Yazawa no ano 2000 e publicado na revista Cookie da Editora Shueisha – no Brasil pela JBC.

NANA

NANA ainda está em andamento e possui adaptação em anime para quem estiver interessado em acompanhar a história!

Compartilhe: