Dica de Livro | A Maldição de Stalin!

Dica de Livro | A Maldição de Stalin!

O PRIMEIRO LIVRO DE UMA NOVA SÉRIE!

Autor de “Apoiando Hitler: consentimento e coerção na Alemanha nazista”, historiador Robert Gellately constrói panorama de ascensão e queda do ditador russo Josef Stalin. Primeiro de uma série de livros que serão publicados pela Record por ocasião do centenário da Revolução Russa, A maldição de Stalin relata o projeto de expansão comunista na Segunda Guerra Mundial e seus reflexos para além da Guerra Fria.

Seguidor dos ensinamentos de Lenin, Stalin encarava a violência como ferramenta. Seus ideais dominaram a União Soviética e a Europa Oriental e afetaram outros regimes comunistas no mundo, como o da China. Em “A maldição de Stalin”, o renomado historiador Robert Gellately, especialista na história da Alemanha e da Rússia, estabelece a origem, ainda no início da Segunda Guerra Mundial, e a permanência de sua influência por décadas após sua morte em 1953.

Baseado em documentos originais russos e em outras fontes do Leste Europeu, Gellately examina o papel central de Stalin na implementação do comunismo e mostra como a filosofia marxista-lenista servia de fundamento para o ditador na vida política, nas estratégias militares e em seus valores pessoais, o que contraria a posição de estudiosos que defendem que ele teria se tornado um psicopata e que simplesmente gostava de matar.

  “A ideologia marxista-lenista interpretada por Stalin orientava os homens dos altos escalões, além de inspirar outros muitos milhões. As interpretações de Stalin dos textos sagrados afetaram profundamente as políticas econômica, social, cultural e exterior do país. A vida de cada cidadão foi transformada”, argumenta.

Embora o ditador seja o personagem central do livro, o historiador reforça que “A maldição de Stalin” não é uma biografia e sim um novo relato que o apresenta como uma figura curiosa, difícil de entender, com frequência brilhante, mas cruel e tirânico.

Trecho do livro:  “O stalinismo foi mais que terror, e suas ideias dominaram a União Soviética e a Europa Oriental pelas décadas seguintes. Depois que Stalin morreu, o curso que a União Soviética seguiria durante quase quarenta anos estava firmemente estabelecido. Líderes soviéticos e elites governantes continuavam a articular suas posições em grande parte na linha que ele havia estabelecido, até que toda a edificação do outrora poderoso Império Vermelho ruiu por completo”

Robert Gellately é professor de História da Cátedra Earl Ray Beck na Universidade Estadual da Flórida. Seus livros foram traduzidos para mais de vinte idiomas. Além do aclamado “Apoiando Hitler: consentimento e coerção na Alemanha nazista”, é autor também de “Stalin e Hitler: a era da catástrofe social”.

Leia mais sobre Livros

Vinny Romanelli
por

Vinny Romanelli

Viciado em games, animes e action figures (NÃO-SÃO-BONECOS). Esse carioca da gema leva o Japão no coração. Quase um gibi ambulante, futuro marketeiro e chato quando chamam animes e mangás de "desenhos para crianças". See ya Space Cowboys!!!

Recomendamos para você