No dia 30 de janeiro comemora-se o Dia do Quadrinho Nacional. Um dos eventos que celebrou esta data foi o Agaquês, no dia 01 de fevereiro, no Rio de Janeiro. É claro que fomos conferir!

Agaquês não tinha a pretensão de ser um grande evento, visto que em sua descrição já se apresentava como “mini”. Porém devido à quantidade de material independente e a relevância e intensidade do tema discutido no debate mostra que mini não quer dizer pequeno, apenas compacto.

Agaques_debate

O evento contou com um debate superinteressante sobre os rumos do quadrinho nacional, como se fazia ontem, como se faz hoje e como poderá ser feito amanhã, o que mudou – para melhor e para pior – e o valor das webcomics. Na mesa, ou melhor, no sofá, estavam Octavio Aragão (Intempol/ A Mão Que Cria/etc.), Carlos Patati (Almanaque dos Quadrinhos/ Nonô Jacaré/etc), Denis Mello (Beladona/Petisco Webcomics/ Saidêra/etc), Pacha Urbano (As Traumáticas Aventuras do Filho do Freud/ Vidas Despercebidas/etc) e Hamilton Kabuna (Semana de Quadrinhos da UFRJ/Curso de Roteiro – UFRJ/ Abordagem Nerd), contando com a mediação de Ana Recalde (Quadrinistas RJ/ Patre Primordium/Beladona/Petisco Webcomics).

Agaques_exposição

Além do debate, exposições, desenhaço e uma mesa com material de quadrinistas independentes capaz de fazer qualquer cofrinho chorar. Não consegui trazer para casa nem metade do que gostaria de tanta coisa legal que tinha lá e tão pouca grana no bolso. Quem sabe na próxima aceitem cartão? Ou façam um carnezão a lá Casas Bahia? Fica a dica!

Ah, e para quem gosta de música rolaram ensaios abertos com bandas novas e, para fechar a noite, cervejinha gelada na Praça São Salvador refrescando o calorão Carioca! Se a missão do Agaquês era conversar sobre quadrinhos e transformar esse dia num grande encontro de apaixonados por HQs com bate-papo agradável, música e descontração, a missão foi bem-sucedida. Parabéns ao Quadrinho Nacional, aos nossos quadrinistas e ao Agaquês!

Agaques_independentes

Compartilhe: