Não consigo expressar a minha felicidade ao descobrir que teríamos nos cinemas um filme dedicado ao “renascimento” de Smurfs! Porque falo renascimento? Porque a juventude (15-20 anos) atual não assistiu esse fofo desenho em sua infância…
Para os que não conhecem, os Smurfs são personagens criados pelo ilustrador belga Peyo e apareceram pela primeira vez em 1958, na história de  Johan et Pirlouit, “A Flauta de 6 estrumpfes”. São pequenas criaturas azuis semelhantes a duendes, que vivem em casinhas em formato de cogumelo numa aldeia escondida no meio da floresta.
No Brasil são conhecidos graças a uma série de desenhos animados produzidos pela Hanna-Barbera Productions e transmitida pela Rede Globo na década de 80. Mas, acreditem, antes disso, foram publicadas HQ’s com o tema dos bonitinhos.
Conceito histórico: O desenho chamou atenção de alguns comentaristas políticos nos anos 80. Segundo eles os Smurfs seriam uma referência ao Comunismo. A comunidade divide fraternalmente tudo o que produz, não há classes sociais, vestem o mesmo tipo de roupa (calças e touca branca), exceto seu líder que se veste exatamente igual, mas com cores vermelhas. Em oposição aos Smurfs, levando em consideração a ideia de que realmente sejam comunistas, estão Gargamel e Cruel, o gato. A dupla inimiga representa o imperialismo, a vontade de dominar “os mais frágeis”. O passatempo de Gargamel era capturar e cozinhar os Smurfs para transformá-los em ouro. Chegou-se a afirmar que o nome original “Schtroumpf” foi alterado para “Smurfs” para coincidir com as iniciais da expressão “Socialist Men Under Red Father”, literalmente, “Homens Socialistas sob-o comando do- Pai Vermelho, sendo o “Pai Vermelho” o líder Papai Smurf. Acerca dessas acusações, Thierry Culliford, filho de Peyo e atual dirigente do Studio Peyo, disse que as acusações estavam “entre o grotesco e a falta de seriedade” ~ CONCORDO!
 
Para a surpresa de todos, estreou este mês o filme “The Smurfs” com participação de Neil Patrick Harris, Hank Azaria, Jayma Mays, Sofia Vergara e Tim Gunn. As vozes são de Alan Cumming, Katy Perry, Jonathan Winters, Fred Armisen, George Lopez e Anton Yelchin.
No filme, Gargamel expulsa os Smurfs de sua vila no meio da floresta através de um portal mágico e eles acabam por cair em nosso mundo, bem no meio do Central Park em Nova York!
Com apenas “três maçãs” de altura, e presos na Big Apple, os Smurfs preciam encontrar um jeito de voltar para sua vila antes que Gargamel os localize.
De acordo com a Sony Pictures a parte 2 do filme já está sendo preparada. Ou seja, não temos mais os desenhos ~ a não ser que procuremos pelos “youtubes” da vida ~ mas ainda teremos muitos Smurfs nas telonas do cinema ainda…que delícia!
Para os que realmente não curtiram os desenhos dos Smurfs, posso falar com convicção que eles são mesmo uns fofos e que vale a pena acompanhar a história no cinema! 🙂
Kissus ^^
Compartilhe: