Se você terminou de assistir a última temporada de Dark, certamente alguns questionamentos ficaram na sua cabeça. Principalmente no que se refere ao final da série.

No final da segunda temporada de Dark, a série introduziu outra reviravolta no público: não apenas os personagens puderam viajar no tempo, mas também puderam atravessar mundos diferentes. A questão não era apenas quando os eventos estavam acontecendo, mas também em qual realidade eles estavam acontecendo. Uma nova realidade também significava versões diferentes dos mesmos personagens.

Nesta temporada, descobrimos que a Martha do mundo 2 passou por uma jornada muito semelhante à de Jonas na primeira temporada. Com a ajuda dele, ela aprende sobre o próximo apocalipse e a máquina do tempo. No entanto, este não é o caminho para interromper o ciclo. Como mostra o programa: o que eles sabem é uma gota, enquanto o que eles não sabem é um oceano. E é apenas no último episódio que os personagens e o público aprendem a verdade.

No entanto, isso não significa que todas as perguntas foram respondidas saiba quais são elas:

O que era túnel no episódio final?
Uma explicação possível é que eles foram transportados para uma dimensão fora do tempo e do espaço. Conforme explicado por Eva, o evento apocalíptico em 2020 cria um entrelaçamento quântico que interrompe completamente o tempo. Durante um segundo, todas as regras de causa e efeito não se aplicam aos personagens. E Martha e Jonas estavam entrando no buraco de minhoca criado pelo apocalipse, o que significa que estavam no centro dessa perturbação.
Assim, o túnel é uma manifestação do fluxo de tempo e espaço. Pode ser comparado com a quinta dimensão do filme Interestelar.

Como Tannhaus criou a viagem no tempo se é um paradoxo?
A resposta possível é de que ele na verdade não criou. ao tentar, ele só conseguiu fazer o mundo de Adam e Eva. Assim, a máquina que ele constrói no bunker após a morte de seu filho não é a mesma máquina que Claudia usou nas outras realidades. Na terceira temporada, aprendemos que a usina nuclear foi construída apenas por causa do Desconhecido (filho de Adam e Eva). Ele garantiu as licenças para a construção, o que significa que o prédio faz parte do circuito. Essencialmente, isso significa que a viagem no tempo foi iniciada ou criada por um loop paradoxal do tempo.

Dark, foi a primeira produção Alemã para a plataforma. Criada por Helmer Baran bo Odar Jantje Friese; tem em seu elenco Louis Hofmann, Oliver Masucci, Jördis Triebel, Maja Schöne, Sebastian Rudolph, Anatole Taubman, Mark Waschke, Karoline Eichhorn, Stephan Kampwirth, Anne Ratte-Polle, Andreas Pietschmann, Lisa Vicari, Angela Winkler Michael Mendl.

Em sua terceira e última temporada, “Dark” traz um desfecho intrigante que vai além dos conceitos de tempo e espaço. Jonas chega a um novo mundo e tenta entender o que essa versão de Winden significa para seu próprio destino. Os que permanecem no outro mundo precisam descobrir uma maneira de quebrar o ciclo, que agora não apenas altera o tempo como também o espaço. Dois mundos. Luz e escuridão. E, ao centro, uma trágica história de amor.

Todas as duas temporadas de Dark estão disponíveis na Netflix. A terceira temporada estreia dia 27 de junho.

Aqui, você encontra as nossas primeiras impressões, sem nenhum spoiler!

Aproveitem para conferir nossa playlist da séries!

LEIA MAIS SOBRE SÉRIES