Ontem, 13 de agosto, começou o nosso evento, o nosso ‘Coxinha XP – Em casa‘, dentre os convidados tivemos a honra de receber o cineasta Daniel Rezende, que bateu um papo super interessante sobre projetos e vida.

Ele começou nos contando sobre sua relação com o cinema, e como essa história começou:

Quando eu sai do cinema e vi os Goonies falei: “É isso que eu quero da minha vida”. Depois trabalhei com o Fernando Meireles em comerciais, foi quando ‘Cidade de Deus’ chegou na minha vida.

Ainda fez questão de dar dicas para quem sonha seguir por esse caminho: “Se Você faz porque acredita e com verdade vai dar certo e se aparecer uma oportunidade abrace.”

Rezende ainda explicou o motivo que o leu a escolher Turma da Mônica para dirigir:

O motivo de eu ter escolhido fazer o Turma da Mônica – Laços, não só porque é uma das grandes paixões da minha vida, mas também talvez o maior ícone da cultura pop do país, eu acho que talvez se a gente focar no nosso público mais jovem, a gente construa um público que é fiel. As crianças que saíram do cinema, vão voltar para assistir o lições e falar: “Nossa, o cinema nacional é legal”.

É fato que Turma da Monica tocou muitos corações, e saímos do cinema agradecidos por ver nossa infância nas telas, Daniel Rezende ainda conversou sobre essa responsabilidade:

Eu sempre tento escolher um conteúdo pop com grandiosidade. O Cinema para mim é muito coletivo e ele precisa abranger o maior numero de pessoas. E foi assim com Bingo, Cidade de Deus e Turma da Mônica. Eu optei por agradar o Mauricio de Souza e se o criador ficasse feliz, ele seria o termômetro do público; além de tentar agradar minha criança anterior que assim como milhões de brasileiros, aprendeu a ler com os gibis. Turma da Mônica foi feito coletivamente, por muita gente apaixonada por esses personagens, e que tinha mais do que tudo verdade, e isso imprime da tela.

Ainda nos deu um recado sobre o próximo Turma da Mônica, intitulado Lições: “Se você gostou do laços, prepara sua caixa de lenços para o lições. Eu duvido alguém sair desse filme sem chorar mais de uma vez.

Daniel ainda abriu o coração sobre a arte, e o que ela representa, mas mais ainda sobre o vazio que ficou com o cancelamento de “Ninguém tá olhando”: Confira a entrevista na íntegra acima e não perca o CoxinhaXP em casa!

O Coxinha XP acontece de 13 à 16 de agosto, no Youtube.

LEIA MAIS SOBRE ENTREVISTAS