Hoje começo meu post com dois anúncios. Primeiro, fiquei sabendo que o meu texto sobre os Top 10 Bromances teve 9.000 hits no fim de semana! Gostaria de agradecer e todos que leram e ajudaram a divulgar esse texto. A aprovação dos leitores é um estímulo muito importante para quem escreve. Segundo, gostaria de informar a todos que hoje é o meu aniversário. Isso mesmo, há exatamente 26 anos, aproximadamente às 10 horas da manhã, eu nasci. Cheguei ao mundo chutando, berrando e sujo de sangue, nesse milagre assustador que é o nascimento.

 

Agora, vamos para o post. Quarta feira é dia de falar de filmes (eu decidi isso arbitrariamente), aproveitando que hoje é o meu dia especial, resolvi falar sobre um filme de festa! Vamos entrar no túnel do tempo e falar do filme The Party (Um Convidado Bem Trapalhão), de 1968. O filme é protagonizado por Peter Sellers (que fazia o papel de Jacques Clouseau, dos filmes da Pantera Cor-de-Rosa, antes de Steve Martin). Ele interpretada Hrundi V. Bakshi, um ator coadjuvante, indiano e desastrado, que, por causa de um mal entendido, acaba sendo convidado para uma festa com os maiores figuraços de Hollywood.

 

THEPARTY1

 

O filme foi escrito de dirigido por Blake Edwards, responsável pelos filmes da Pantera Cor-de-Rosa, e que já trabalhava com Sellers por conta disso. Como é de se esperar de um filme desses dois, The Party tem um estilo de humor atrapalhado que típico dos filmes da pantera. O nome do filme em português invariavelmente faz você pensar nos trapalhões, e essa não é uma associação tão errônea. As trapalhadas de Hrundi tem muito em comum com o que costumava a ser feito nos filmes da turma do Didi Mocó, Dedé, Zacarias e Mussum.

 

THEPARTY2

 

Eu assisti pela primeira vez quando eu tinha uns 10 anos e me caguei de rir. Recentemente, eu encontrei o filme para alugar e assisti de novo. Não achei tão engraçado quanto me lembrava (talvez por que meu senso de humor não é mais o de um garoto de 10 anos), mas ainda assim, o filme continua sendo bem engraçado. Se você gosta de humor atrapalhado, porém inteligente, e com aquele charme de filme antigo, esse filme é uma ótima pedida.

 

Perfil Bruno

Bruno Machado

PARABÉNS PARA MIM!
Facebook

Compartilhe: