Control Z é muito Black Mirror! A nova série da Netflix que estreia na próxima sexta-feira (22) é a combinação exata da série sobre tecnologia, Elite e 13 Reasons Why. Assistimos aos dois primeiros episódios do seriado e por enquanto a única coisa que não se encaixa é o título da série. Control Z dá ao público a ideia de uma produção repleta de ação, futuro apocalíptico e uma palheta de cores que não varia além do preto ao cinza.

Mas vamos ao que Control Z realmente parece ser. Lembrando que só assistimos aos dois primeiros episódios e muita coisa ainda pode acontecer pela frente.

A série

A história é voltada para a personagem de Ana Valeria Becerril, que interpreta Sofia. Ela é uma menina tímida, que vive tranquila dentro do mundo de seus fones de ouvido. Logo nos primeiros episódios podemos ver os cortes nos braços de Sofia, além de uma relação misteriosa com um homem mais velho. Ainda muito será explorado da personagem, que joga dominó em um bar escondido rodeada de homens, enquanto se esconde nos corredores da escola.

Enquanto Sofia tentava viver sua vida no ensino médio, um grande acontecimento toma conta do Colegio Nacional. Durante uma apresentação, um vídeo é exposto na tela, diante de toda a escola revelando que uma das alunas mais populares é transexual. Não é de se esperar que o caos comece reinar, principalmente pela popularidade da menina e de seu namorado.

E não para por aí. O hacker começa a ameaçar vários alunos por mensagens de textos e logo vários segredos são revelados. Amizades são testadas, confianças postas em risco e o medo de ser exposto assola os corredores. E Sofia decide assumir o papel de heroína.

Control Z

O molde criado para a série não é muito diferente do que aquilo que nos foi mostrado em Elite. A escola tem sua turma dos populares ricos, os jovens que sofrem bullying, aqueles que apenas seguem sua vida e aqueles, como Sofia, que apenas não ligam para nada. A trama criada em cima da exposição dos assuntos é o grande diferencial aqui, uma vez que o público logo se vê envolvido. Afinal, quem seria o grande responsável pelo caos que está acontecendo?

A série aborda assuntos delicados logo nos primeiros episódios. O bullying, os cortes de Sofia, o preconceito, a homofobia e a intolerância são apenas parte das temáticas que Control Z irá mostrar. Com episódios curtos, nos vemos envolvidos desde os primeiros momentos e agora nos resta esperar pelo que vem por aí.

Control Z estreia sexta-feira, dia 22 de maio, na Netflix.

LEIA MAIS SOBRE SÉRIES