Num mundo dominado pelo mal. Num país assolado pela corrupção. Um homem ousou fazer a diferença. Não estamos falando do Codinome V. Tampouco do velho soldado Frank Castle, vulgo O Justiceiro. Conheça o algoz dos corruptos, o carrasco dos que sugam o sangue do povo brasileiro, conheça O Doutrinador. O personagem ganhou notoriedade ao sair às ruas para protestar durante a Copa das Confederações, mas a origem do personagem remonta 2008, quando seu nome ainda era Vigilante.

Com um traço mais simples e, segundo o próprio autor, com um nome ruim, o Vigilante já era uma semente das ideias que o transformariam no Doutrinador. Passando por algumas reformulações e tentativas de publicação através de editoras tradicionais, o rebento da revolta ganhou mesmo o mundo através da sua publicação independente na internet e da sincronia entre o sentimento de revolta que o povo e o personagem sentiam.

Polêmico, seus métodos angariam tanto devotos quanto críticos. Você pode não concordar com seus métodos, mas sua revolta é a nossa. Luciano Cunha, o criador do Doutrinador, criou um personagem forte, filho da revolta, e em sua história apresenta não só uma crítica ao sistema, mas também ao próprio personagem e a validade de suas ações. Afinal, é possível realmente mudar este país?

doutrinador-02

Se você estiver curioso para conhecer melhor o nosso vigilante mascarado, o carrasco da corrupção, o Doutrinador, clique aqui e acesse o site oficial. Aqui você acessa a fan page. E já começou um novo arco de histórias, Dark Web, escrito pelo músico e multitarefa Marcelo Yuka. Herói ou vilão? Acesse e tire suas próprias conclusões.

doutrinador-03

doutrinador-04

Compartilhe: