O que a adolescência fez para você? Por quantos anos viveu um conflito interno de “quem sou eu”, “para onde vou” e “o que serei?”. Esses dias encontrei um diário meu de quando tinha 13 anos e, em meio a declarações de amor incondicionais para o menino mais bonito do meu ônibus, tinham muitos, mas muitos lapsos de ódio e amor pela vida que hoje são engraçados de reler. E é por isso que te pergunto novamente: O que a adolescência fez para você?

 

Fiquei pensando muito nas coisas que li sobre a minha visão do mundo, a maioria delas eram apenas o retrato de uma menina que estava aprendendo a ouvir o mundo adulto e saía repetindo tudo o que mais lhe importava e da forma que lhe cabia. Cheguei a criticar o Brasil por ser um país de terceiro mundo, obviamente influenciada pelas conversas adultas que aconteciam ao meu redor. Chorei em uma página a morte dos Mamonas Assassinas e, acreditem se quiserem, fiz um pseudo-post com dados jornalísticos e tudo. Foi engraçado ler tudo isso, mas também foi motivo de reflexão.

 

refletindo

 

A adolescência é um período da vida em que ocorrem muitas transformações no corpo e na mente, sejam elas consequências de alterações hormonais ou não. As meninas aprendem a lidar com a menstruação e com seus seios que começam a crescer de repente, os meninos começam a lidar com pelos no rosto e uma alteração de voz que o coloca em situações constrangedoras as vezes. Além dessas mudanças corporais que já são complexas de lidar, ainda temos as mudanças de sentimentos, o primeiro amor, a desilusão, a vergonha, a inveja, a competição. São tantas mudanças que viramos uma bomba-relógio, cheios de preocupações e complexos inexplicáveis pelos que estão a sua volta.

 

Mas assim, mesmo sabendo que tudo isso aconteceu apenas em um período da sua vida, vendo as decisões que você tomou, as besteiras que você fez e tudo o que você deixou de aproveitar porque estava focada (o) em alguma coisa que não tinha a menor importância na realidade, você voltaria a ser adolescente por um dia pelo menos? Agora me diga também: se voltasse a ser adolescente, qual seria a sua condição? O que você gostaria de levar da sua vida atual para esse momento do passado? Tem gente que vai dizer dinheiro, mas o que adiantaria ter muito dinheiro com a cabeça que você tinha naquela época? Acho que não daria muito certo… Há quem pense que o melhor seria voltar com a mentalidade atual. Mas será que você aguentaria um dia inteiro ao lado de trocentos adolescentes tendo sua mentalidade de hoje em dia?

 

pensando

 

Só sei que, se eu tivesse o dinheiro que tenho hoje  e a mentalidade que tenho hoje na época que eu era adolescente, eu não seria quem eu era, seria quem sou atualmente. E é por isso que essa é uma fase tão complexa e importante em nossas vidas, aqueles primeiros momentos, as descobertas, os problemas e aflições são aliviados quando passamos para a vida adulta e descobrimos como o mundo real funciona. Vemos que aquela turbulência toda até tinha graça, era como se fosse uma cereja do bolo para um momento em que tudo estava tão confuso e corrido.

 

Da próxima vez então que pensar que seu chefe é chato, que seus filhos te irritam e seu marido não atende 100% das suas expectativas, pense no seu passado, na sua adolescência, faça o que eu fiz quando encontrei meu diário daquela época. Eu cheguei à conclusão que a adolescência não é uma fase a ser detestada, nada que te ensina e te faz crescer pode receber seu desprezo. Para alguns, a fase foi mais difícil, para outros foi bem tranquila, mas independente dos seus amores e desamores, você cresceu, aprendeu e amadureceu. E é só isso que importa. Então, se hoje está ruim, está chato, está turbulento e complexo, relaxe, pense e medite. Daqui a pouco melhora, com certeza.

Perfil Coxinha

Coxinha Nerd

A minha condição seria: Ser adolescente com 100% da minha adolescência em mim!
A favor dos nerds e contra a tirania dos Kibes.
Facebook | Twitter

Compartilhe: