Você já teve vontade de destruir um livro? Mas destruir de verdade? Riscar, amassar, colocar a xícara de café sobre ele, jogar no chão? Maltratar o livro mesmo?

Descobri a pouco que é possível fazer isso sem que você se sinta um grande vândalo ou culpado. Encontrei o livro Destrua este Diário por acaso e o titulo me chamou atenção, pois poderia conter um enredo interessante. Mas a proposta oferecida por ele me surpreendeu! A autora Keri Smith criou um livro sem história e apenas com a função de ser destruído criativamente.

Como assim? Bem, você já teve um diário? Sim? Então, você sabe exatamente que um diário é como se fosse um livro intimo, onde colocamos os todos nossos pensamentos e emoções. Em Destrua este Diário,segundo Smith, que também é uma ilustradora, é um livro que passa tarefas para você faça como se fosse o seu diário, para incentivar sua criatividade. apesar que algumas das tarefas, como molhar, esfregar no chão e rasgar, pareçam exageradas e desconfortantes para quem adora ler.

O livro, que tem um preço para ser adquirido, também anda sendo bastante comentando em redes sociais, blogs e etc., justamente por apresentar uma ideia nova. Mas é questionável: você pagaria para comprar um livro para ser destruído? Mesmo sendo “indispensável” ter em mão algo diferente? Bem, temos uma queda de padrões dentro das normas do livro. A busca do perfeccionismo da criadora para fugir da monotonia de apenas ler um livro, sem expressar nele os momentos que sentiu fúria, as frases marcantes e outras coisas…

Se você gostou da ideia, então adquira e depois mostre como ficou!

GEDC0095[1]

DSC_4173[1]

DSCN1436[1]

DSCN1434[1]