Quando Com Amor, Simon chegou as livrarias em 2015, Becky Albertalli certamente não imaginava o futuro. Sua história não apenas virou filme, como ganhou uma série derivada (Love, Victor) com duas temporadas confirmadas. O sucesso veio também nas livrarias e já são quatro os livros desse mesmo universo. O mais novo lançamento, Com Amor, Creekwood, é o volume mais curto, mas certamente não o menos importante.

O livro é formado por emails, trocados entre os protagonistas que conhecemos no primeiro livro. Simon e Bram já estão há dois anos juntos e cursam faculdades em localidades opostas nos Estados Unidos. Simon está na Filadélfia e o namorado tenta a vida na moderna cidade de Nova York. A saudade está sendo cruel com os dois, cada dia mais apaixonados um pelo outro. Eles buscam qualquer oportunidade para se ver e se encontrar, mas não é sempre que conseguem.

Simon recorre aos emails para comunicação (o whatsapp não é muito famoso nos Estados Unidos) e temos toda a nostalgia dos primeiros emails entre Jacques e Blue. O principal problema aqui está em não sabermos o que acontece no momento em que cada cena é contada, apenas o antes e o depois. Becky escolheu escrever seu livro na forma de emails, em primeira pessoa, deixando o leitor de fora dos acontecimentos. Ficamos sabendo de encontros e depois só temos acesso as consequências. Incomoda um pouco no começo, mas depois entendemos o ritmo do livro.

Além de Simon e Bram, o livro também nos traz mais um pouco do relacionamento de Leah e Abby. Aqui vai um spoiler para quem não leu o terceiro livro, elas agora são um casal. As duas melhores amigas de Simon estão morando juntas, no mesmo quarto, na mesma universidade. O paralelo entre o relacionamento de Bram e Simon leva os emails trocados a terem um tom muito mais alegre e engraçado. Já os meninos recorrem a palavras de saudade e declarações de amor muito mais explícitas. É difícil decidir um favorito aqui.

A escrita da autora não mudou e por termos um livro com poucas páginas, é possível ler Com Amor, Creekwood em minutos. A história, por mais que contada em emails, acaba pegando o leitor depois das primeiras páginas e ansiedade para descobrir o que acontece depois começa a surgir. De forma inteligente, Becky deixa um gancho enorme para uma continuação de sua trama e certamente podemos esperar mais uma história sobre os casais de Creekwood.

Com Amor, Creekwood está disponível na Amazon.

LEIA MAIS SOBRE LIVROS