Chicago Justice | Primeiras impressões sobre a série!

-por , em 17/03 -
Chicago Justice | Primeiras impressões sobre a série!

MAIS UMA SÉRIE CHEGA NA FRANQUIA CHICAGO!

Dick Wolf e a NBC não param de criar novas séries baseadas em sua franquia Chicago. Após Fire em um corpo de bombeiros, P.D. em uma delegacia policial e Med em um hospital, Justice é a mais nova criação do produtor, e pretende trazer dessa vez histórias das cortes e tribunais de Chicago, que surgiu após um crossover entre Chicago Fire e Chicago P.D.

Fake (3), a terceira e última parte do crossover, mostra um caso de homicídio em que 39 crianças foram mortas após um incêndio tomar conta de uma boate. Mesmo para quem não viu os outros dois episódios, a trama e a dinâmica que esse episódio em questão mostra são bem explicativas e sem muitas enrolações.

Os principais personagens são o promotor Peter Stone e a promotora Anna Valdez, e ambos buscam trazer justiça para as famílias que perderam seus entes queridos, em principal um dos policiais do 21º Distrito do Departamento de Polícia de Chicago, que perdeu sua filha em tal acidente.

O episódio vai se desenvolvendo de uma forma escassa e muito sentimental.Vemos a falta de informação para Peter, já que o advogado de Dylan (um espertalhão) supriu a confissão dele, e para deixar ainda mais difícil a vida da promotoria, praticamente deixou para Peter introduzir no tribunal a defesa de Dylan para o caso.

Algo que mostrou para todos que o promotor Stone fará de tudo para vencer e trazer justiça é quando o mesmo está em um momento difícil. Ele precisa de um jornalista para depor contra Dylan, pois ele tem muitas informações que podem ser usadas para bom proveito. Porém, o jornalista se recusa e acaba por ameaçar ele de um caso passado, expondo seu antigo par. Peter vai contra isso e leva o jornalista para o tribunal. Podemos esperar muito disso nos próximos episódios.

Enfim, Chicago Justice começa de uma forma boa em seu ano de estreia na TV. O único sentimento que fica é o pouco aproveitamento de personagens secundários como é o caso de Anna, pouco mencionada e com poucas falas no episódio. Mas a série se mostra como uma das grandes séries jurídicas do ano, tendo um pouquinho da pitada de The Good Wife em suas cenas em tribunais, nada muito absurdo mas dá para ter uma pequena lembrança.

Assim como as outras séries da franquia Chicago, Justice vale muito a pena ser conferida, em grande parte pela finalização dos casos, o primeiro era algo previsível mas que mesmo assim deixou muitos chocados.

No Brasil, a produção começará a ser exibida no dia 2 de abril às 21h pelo canal por assinatura Universal.

Veja mais sobre Séries

Luiz Gabriel
por

Luiz Gabriel

Gamer desde sempre, joga qualquer coisa sendo de esportes até o casual FPS. Também gosta de filmes e séries - principalmente Game of Thrones e Breaking Bad.

Recomendamos para você