A Disney vem tentando há um tempo oferecer mais representatividade a seu público. Embora não entendamos tanta dificuldade em um assunto que precisa ser falado e normalizado, o estúdio procura de maneira tímida sua forma de abraçar o público LGBTQI+ . Não deveria ser tão difícil, mas devemos aplaudir a Disney apenas pela tentativa de representatividade, diferente de muitos outros canais. E o estúdio dará um novo passo com o lançamento de A Casa da Coruja, que vai ao ar no Disney Channel.

O desenho mostra as aventuras de Luz, uma jovem sem a menor aptidão para magia, cujo maior objetivo é se tornar uma bruxa. No último episódio da série, que foi ao ar no último dia 8 de agosto, ela aparece dançando em um baile com Amity, sua amiga. Fica claro que existem sentimentos românticos ali, o que foi confirmado pela própria criadora da série, Dana Terrace. Ela foi ao Twitter confirmar que Luz é bissexual.

“No desenvolvimento, eu fui muito aberta sobre minha intenção de colocar jovens queer no elenco principal… quando fomos aprovados, alguns líderes da Disney me disseram que eu NÃO poderia representar nenhuma forma de relacionamento gay ou bi no canal. Eu sou bi! Eu quero escrever uma personagem bi, droga! Felizmente, minha teimosia valeu a pena e agora eu tenho muito apoio da liderança atual da Disney, sem mencionar o quanto a equipe é incrível.”

Após a confirmação de Terrace, Luz se tornou a primeira personagem oficialmente bissexual da Disney.

Que esse seja apenas o primeiro passo de uma grande maratona pela frente.

LEIA MAIS SOBRE ANIMAÇÕES