The Carrie Diaries – O que é ultrapassar os limites?

-por , em 22/11 -
The Carrie Diaries – O que é ultrapassar os limites?

Conhecendo Carrie como conhecemos bem, depois de Sex and The City, fica difícil ver a insegura Carrie  em The Carrie Diaries ainda construindo sua personalidade. Mas no final das contas, acho que vai ser reconfortante, até porque, todas as mulheres super poderosas do mundo inteiro, um dia, já foram adolescentes inseguras e cheias de medos, amores e desamores. Como nossa Carrie que amamos tanto.

Neste último episódio pudemos acompanhar um caso que marcou bastante os filhos dos anos 80. Acho que, no mundo todo, esta década marcou muito as mudanças familiares, as mudanças das independências femininas, principalmente. Por isso, fica bem evidente para quem viveu pelo menos um pouquinho dessa época, o quanto deve ter sido difícil para os pais recriarem suas rotinas de namoro e aproximações, quando já tinham filhos de casamentos anteriores. Digo isso porque, hoje em dia, o processo é muito mais fácil para os homens, as mulheres, as crianças e a sociedade como um todo.

namorada

Para completar o cenário, o pai de Carrie levou sua namorada e o filho para conhecer suas filhas. Claro que não poderia dar em nada bom, já que Carrie está em um estágio de amadurecimento muito maior, Dorrit é a Dorrit e o menino é um crianção mimado ainda. Claro que ele tentou tirar vantagem das meninas e isso até foi bom, já que as duas irmãs que viviam brigando o tempo todo foram obrigadas a se unir contra o menino implicante. Carrie, no final das contas, ficou até feliz com o resultado das briguinhas, ela nunca havia se sentido tão unida à irmã assim. Bem legal essa parte do episódio.

maggie

Enquanto Carrie enfrenta os amores de seu pai, lá na escola, Maggie e Sebastian se descobrem como pessoas problemáticas, mal amadas e decepcionadas com seus pais – ótimos traumas para que se unam loucamente em um relacionamento que, com certeza, abalará o emocional de Carrie. Mas será que abalará ao ponto de Carrie já se tornar aquela mulher apreensiva e romântica à distância com relação aos homens de sua vida? Será? Ansiosa para descobrir como esse romance se dará e mais ansiosa ainda para descobrir como Carrie enfrentará esse pequeno problema no meio de seu caminho.

walt

No núcleo “ainda se resolvendo enquanto pessoa homossexual”, Walt passa por algumas turbulências em sua relação aberta. Incentivado pelo não-quase-namorado a sair com outros homens, já que seu relacionamento era totalmente aberto, Walt aceita um convite e vai à luta. Meio a contra gosto e com um carão, mas vai. No final das contas, parece que o rostinho bonitinho do interior conquistou mesmo os caras da cidade grande. O relacionamento aberto virou relacionamento exclusivo e Walt agora é o namoradinho de um menino! Aeeeee o/ É realmente de nos deixar muito felizes, é legal ver a evolução de um personagem que era tão travado e infeliz assim, Walt finalmente se realizará enquanto homem.

carrie

Essa temporada, assim como este ano escolar para Carrie vai ser mais do que decisivo, já que é seu ano de formação na escola e seu estágio está ficando mais sério do que nunca. Carrie provou no último episódio que, nenhuma matéria, nenhum crescimento profissional, ultrapassará seus valores e conceitos. Isso é válido, já que conhecemos Carrie assim em Sex and The City. Estou achando ótima a construção do personagem, da personalidade, mas confesso que estou ansiosa já pela terceira temporada, em que Carrie, com certeza, estará mais independente, mais sociável e muito mais linda na faculdade! Ansiosos?

Por enquanto, vamos curtir um pouquinho do quinto episódio da segunda temporada de The Carrie Diaries, intitulado Too Close for Comfort:

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você