Estava lendo hoje sobre a declaração do CEO do Twitter, Dick Costolo, e o comentário que fez sobre a capitalização da rede social durante a participação do Web Summit 2.0 em São Francisco, ontem. De acordo com Dick, o formato está caminhando melhor do que a própria empresa esperava.

Nos Estados Unidos o sistema já está em funcionamento e a empresa negocia diretamente com agências de publicidade a elaboração de tuítes pagos. Os tuítes são postados diretamente na timeline dos usuários da rede social automaticamente, ou seja, você não precisa estar seguindo nenhum perfil específico para receber as propagandas. Esta medida visa tornar o Twitter uma empresa lucrativa, já que diferentemente do Orkut e do Facebook, o canal do Twitter é mais complexo para a criação de propagandas. De acordo com Dick, em breve serão testados anúncios como vídeos, fotos e peças interativas.
Nós, usuários de redes sociais, temos o hábito de formar opiniões românticas sobre as coisas. Tanto o Twitter quanto o Facebook alimentam nossa necessidade diária de contactar pessoas que conhecemos ou que desejamos conhecer de forma gratuita e divertida. Não podemos esquecer que por de trás deste entretenimento todo, existe de fato uma empresa e que precisa se manter para continuar distraindo nossos dias. Vamos considerar que o Twitter ainda demorou muito para entrar nessa onda, porque o Facebook veio direto com a metodologia “preciso do seu dinheiro”.
Vamos esperar e ver quais serão as armadilhas dessa quantidade de campanha promocional que surgirá nas redes sociais. Até lá, vamos aproveitar a nossa timeline enquanto ela tem somente o que queremos que ela tenha.
Compartilhe: