Quem disse que seu cachorro não tem sentimentos?

-por , em 23/08 -
Quem disse que seu cachorro não tem sentimentos?

Esse é aquele tipo de matéria que todo mundo precisa reproduzir, compartilhar, mostrar aos quatro cantos do mundo. Quem tem um pet em casa, sabe como é difícil ver aquela carinha que eles fazem de “por favor me dê alguma coisinha”. Eles fazem drama e há quem diga que é só a nossa imaginação, mas não é, vejam só:

 

Um estudo recente sugere que os cães expressam suas emoções com movimentos faciais. Marc Dalmulder/Creative Commons – Todos nós temos uma conexão incrível e especial com nossos animais de estimação. Companheiros leais, eles são como parentes próximos. Mas eles têm mais coisas em comum conosco do que imaginamos: segundo um estudo recente, os cães também demonstram suas emoções por meio das expressões faciais.

 

A Universidade Azabu do Japão conduziu uma pesquisa com 12 cães (incluindo labradores, golden retrievers e poodles) para determinar como se sentem quando estão perto do dono e que reações expressam com o rosto e o corpo. Além de balançar o rabo, o estudo sugere que os cachorros também levantam as orelhas quando encontram com seu melhor amigo. Já em uma situação que provoca medo, o cão tende a mover as orelhas.

 

cachorro orelha levantada

 

Além dos sentimentos de aborrecimento e frustração, os cães podem demonstrar surpresa ou incerteza com as orelhas. Neil Kremer/Creative Commons – Essas expressões podem ocorrer tão rapidamente que os cientistas usaram câmeras de alta velocidade para captar as mudanças nos rostos dos cães. Quando uma cortina se abria, cada cão podia ver ou o dono, ou uma pessoa desconhecida. A primeira situação os incitava a moverem rapidamente a sobrancelha esquerda, enquanto a segunda os fazia mover a orelha para os lados.

 

cachorro olho triste

 

O estudo indica que os cães movem as sobrancelhas com mais frequência quando veem o dono. Allen Skyy/Creative Commons – Outra situação analisada foi a presença de um objeto que assustava ou provocava incerteza no animal. Nesses casos, os cães moviam a orelha direita.

 

Os movimentos do corpo e do rosto podem indicar que diferentes partes do cérebro são associadas a cada emoção. Mesmo sem falar, os cães também desejam, e revelam o que sentem pelo modo como se movimentam ou agem diante de uma situação. Por exemplo, o contato visual constante entre dois cães pode indicar um confronto iminente. Se um dos cães pisca e olha para outro lado, está tentando aliviar a tensão. O mesmo acontece quando um dos cães balança o corpo, em sinal de relaxamento.

 

Se você aborda um cão pela primeira vez e quer gerar uma sensação de tranquilidade, tente não olhar diretamente para ele, ou tente fingir que ele não está ali. Diferentemente das pessoas, os cães se sentem bem-vindos quando não são encarados diretamente. Um cão que exibe o branco dos olhos, com os músculos faciais retesados, é um animal protegendo um prêmio, um território ou seu alimento. Nesse contexto, um movimento em falso pode provocar uma agressão. O mais recomendável é se retirar ou ordenar ao cachorro que saia.

 

Quando estão ativos e expressivos, os músculos faciais indicam a vontade de brincar, a energia e a alegria do animal. Já músculos completamente relaxados demonstram prazer, descanso e segurança. Que emoções seu cachorro demonstra com o rosto e o corpo?

 

Postado por Victoria Bembibre na Animal Planet – Discovery Brasil

 

Perfil Coxinha

Coxinha Nerd

Fala sério se não é a coisa mais fofa do mundo?
A favor dos nerds e contra a tirania dos Kibes.
Facebook | Twitter

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você