Olá Coxinhos. Esse ano e planejei uma surpresa para vocês! Eu vou assistir todos os filmes do nosso agente secreto do serviço britânico favorito e lhes direi tudo que achei sobre eles. Levem em conta que 007 tem 52 anos de telona, foi interpretado por uns 5 atores e tem mais de vinte filmes no currículo, então isso pode levar um tempo. Por causa disso, irei falar de um filme por semana.

O primeiro filme é “O Satânico Dr. No” (o título em inglês é, apenas Dr. No.) Sean Connery, na época um jovem, foi o primeiro a interpretar James Bond nas telonas, em 1962. No filme, o agente 007 é enviado para a Jamaica para assumir o caso de Strangways, outro agente secreto que morreu em serviço. M. o chefe de Bond (que é um homem e não é interpretado por Judi Dench), espera que o espião não só descubra os motivos por trás do desaparecimento de Strangways, mas que ele também resolva o caso que estava sendo investigado.

Dr-No-(1)

É uma grande responsabilidade, será que o famoso James Bond está à altura do caso?

Em pouco tempo na Jamaica, Bond logo descobre que há algo sinistro acontecendo em Crab Island, uma ilha que é controlada por um sinistro chinês chamado Dr. No. O espião resolve, então, ir até a ilha descobrir o que está acontecendo.

Tenho que dizer uma coisa: para um filme com lindas mulheres (e 007 transa com todas elas), perseguições de carros, espionagem, conspiração e brigas, O Satânico Dr. No é um filme extremamente entediante.

Drno

Isso deve ter sido, provavelmente, por que eu estou acostumado com os filmes de ação frenética que passam hoje em dia, mas, a verdade é que as coisas demoraram muito para acontecer no filme e, quando finalmente Bond chega à ilha, temos apenas meia hora até o final.

Porém, devo dar crédito onde ele é merecido. Joseph Wiseman está sublime como o satânico Dr. No. O terrorista chinês de mãos de plástico foi muito bem interpretado e é um personagem muito interessante. Pena que ele só apareceu nos últimos vinte minutos de filme.

Mas nem tudo está perdido, a presença de Honey Ryder (interpretado pela Ursula Andress) conseguiu capturar meu interesse e foi o melhor momento do filme. Eu havia ouvido falar da fama das “Garotas Bond”, mas só agora eu entendi o que isso REALMENTE significava. Sério, vejam isso:

dr-no-2

Apesar de um tanto parado, o diretor Terence Young fez um ótimo trabalho com o primeiro filme do 007. Seu roteiro é bem estruturado e vale a pena assistir ao filme, nem que seja para ver o primeiro momento em que Sean Connery, nos primeiros minutos de filme, fala sua famosíssima frase: “Bond, James Bond.”