Tem alguns conjuntos que procuram fazer um som menos direto, mais viajante, noturno, obscuro.  Hoje, coloquei aqui cinco bandas que são perfeitas para você se trancar no quarto, desligar a luz e curtir!

 

Calma lá! Isso não é um estilo de fato. Quando falo obscuro não é me referindo especificamente a bandas que abordam temas satânicos, protestos ou religião. Estou falando de bandas que criam um clima sombrio em suas músicas. São músicas que geralmente você não põe no som da sala, nem vai ao show (eu disse GERALMENTE!). Te muita gente, como eu, que gosta de dormir ouvindo um som, na cama, com fone e na moral, essas músicas são uma mão na roda!

 

shakhtyor

 

 

Mó climão, guitarra limpa, pesadona, bateira só marcando o ritmo, sem vocal. Só o ritmo do baixo ditando. Um aumento na velocidade, e depois as coisas se acalmam. Primeiro álbum da banda tá sendo lançado e recomendo. Ótima banda.

 

red fang

 

 

O clipe meio que vai de encontro com o que falei na introdução, já que são imagens de show lotados, PORÉM, “dirt wizard” te dá um gostinho de como o Red Fang trabalha. Riffs pesados, porém lentos, bateria pouco trabalhada, mais com ritmo forte, e um baixo vigoroso, criando aquela sensação de banda de bar meio vagabundo, na penumbra, todo mundo bêbado. O Red Fang tem músicas mais animadas também, porém sempre vai te passar aquela mesma percepção : Todo mundo bêbado no pé sujo, com pouca iluminação. Banda perfeita pra enxer a cara.

 

heaven and hell

 

Quem começou com toda essa brincadeira de usar como tema esse lado mais sóbrio foi o Black Sabbath. OK. Minha opinião é que com Ozzy , o som era mais direto, mais heavy. Já a fase com o Dio é a fase do climão. Ritmo mais cadenciado e a interpretação de Ronnie James Dio simplesmente criava uma situação muito foda. Um pouco antes de morrer, Dio se juntou com os ex-companheiros e eles fizeram turnês usando o nome “Heaven and Hell”, lançando um álbum “The devil you Know”. No vídeo abaixo, o público, a iluminação servem de fundo para Dio destilar todo seu talento. Dio eterno.

 

 

opeth

 

Destaque total do post de hoje. O Opeth foi muito criticado pelo som executado no último álbum, pois mudaram de forma radical a forma de tocar. Sou dos que estranharam, mas gostaram. A pérola abaixo é o Opeth puro: Violões, vocais limpos, variações de velocidade, vocais guturais DO NADA, guitarras pesadas, uma linha de bateria extremamente interessante… Uma obra prima!

 

 

mastfodon

 

 

O clipe já mostra como o Mastodon funciona. No mesmo nível técnico e conceitual do Opeth porém com uma pegada mais “bruta”. O Mastodon hoje é um gigante, fazendo jus ao nome. Não há um trabalho deles que seja ruim. Conhece outras bandas nesse formato? Tem alguma dúvida, sugestão ou crítica? Por favor, encaminhe para contato@coxinhanerd.com.br e a gente troca uma ideia.

 

Perfil Jefferson

Jefferson Montenegro

Não, não uso drogas.
Facebook | Twitter

Compartilhe: